Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 26
Busca::..
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
anuncie
assine
contato
Eventos
12/05/2011 12h17

Acument festeja nova instalação em Atibaia


Uma inauguração com muita festa e animação em clima de carnaval, onde teve até escola de samba


Nova fábrica tem área total de 28 mil metros quadrados

 

A Acument Global Tecnologies, uma das mais importantes fabricantes mundiais de sistemas de fixação metálica, inaugurou no último dia 25 de fevereiro sua nova planta industrial – localizada em condomínio industrial na saída Jarinú, rodovia Dom Pedro I, km 87 em Atibaia, SP –, em meio a um coquetel e muita festa.
Ainda lembrada no Brasil pelo nome Mapri, a Acument está desativando toda produção de parafusos e demais fixadores realizados na cidade de São Paulo, direcionando-a para o interior. Toda a transferência deverá ser concluída até o final de dezembro deste ano, onde a empresa espera alcançar, entre outros benefícios, um crescimento de 25% da produção.
A mudança ocorreu, também, em razão de muitas dificuldades, como estar num dos principais bairros paulistanos de grande movimento, ser vizinha do terceiro maior centro atacadista de produtos perecíveis do mundo, o CEAGESP, ser afetada diariamente por engarrafamentos e rodízios de caminhões, sofrer riscos de enchentes, além da transformação local em espaço residencial.

 


  Wilson Souza Pereira

  Ronaldo Lemos

 Atibaia foi escolhida como sede da nova fábrica por conta de sua posição geográfica facilitadora já que está a 50 km da capital, 130 km de Santos e 520 km de Contagem, MG, sede da outra unidade produtiva brasileira.
“Esta nova planta industrial demandou investimentos da ordem de US$ 25 milhões, sendo que já temos aprovado aportes de mais US$ 10 milhões, para o período de 2011 e 2012, destinado para esta unidade,” segundo informou Márcia Alves Feitosa, Analista de Marketing da Acument.
Abrindo a cerimônia de inauguração, Wilson Souza Pereira, diretor comercial, apresentou todo o projeto do novo espaço, composto de 28 mil metros quadrados, sendo 26 de área construída e explicou suas vantagens logísticas. “A estimativa é que a partir de janeiro de 2012, com o término da mudança, a empresa passe a produção atual de 2,0 mil toneladas para 2,5 mil toneladas por mês”, afirmou.

 

 
Paulo Henrique da Silva, Wilson Souza Pereira, Marcos José Fuchs, Mário Roberto Fuchs, Sílvia R. Fuchs, Alexandre Miranda, Ronaldo Lemos, Manuel Thomaz Neto, Michael Dorah e Caio Yazbek. Sentados: Hannelore e Alfredo Fuchs.



Pereira explicou também que a Acument irá manter muitos dos atuais funcionários, mas montou um plano de demissão voluntária, visando beneficiar aqueles que não puderem acompanhá-los na nova empreitada. “Os novos colaboradores terão  treinamento especifico, sendo que há um trabalho de incentivo em andamento com órgãos de Atibaia, visando capacitar profissionais para fazer parte do nosso quadro de funcionários” enfatizou Wilson.
Em seguida, Ronaldo Cunha Lemos, diretor de supply chain e qualidade, apresentou maiores detalhes sobre as novas instalações. Michael Dorah, vice-presidente e gerente geral para a América do Sul, se mostrou muito adaptado ao Brasil, bem humorado confessou ter escolhido a equipe de futebol do Corinthians como seu time de coração e falou aos presentes com algumas palavras em português. Em seguida, Dorah entregou uma réplica da placa de fundação da nova sede como forma de homenagem ao senhor Alfredo Ghunter Fuchs, um dos fundadores da Mapri.



Joaquim Bauer (Gerdau), J. Graef e Márcia Tassinari (SouthWind)
 


Ricardo Fioramonte, Hermenio Gonçalves, Mauro Valadão, Leandro Aquino, João C. Barbosa e Joaquim Bauer (Gerdau)
 
 
Sônia N. Miranda, Bete Torres (Ass. Aduaneira/NEP), Renata Yazbek,
Márcia Barbaroto, Betsy G. da Silva, Ana C. Thomaz, Alessandra Pereira
 
 
Sílvia R. Fuchs, Alfredo Fuchs e Valquíria Guerrero (Sinpa)
 

Marcos Domingos, Celso Argachoy (MWM), André Collares,
Rubens Cioto, César Zuffo e Marcos Souza (Acument)
 

Antônio Machado (Acument), J. Graef (SouthWind) e
Ronaldo C. Lemos (Acument)
 
 
Carlos A. Rodrigues, Osvaldo Vicini (JM Fitafer) e
Anton J. Kittler (AJK)
 
 
Kazuo Hagio (Mercedes-Benz), Leonardo Carvalhaes (Acument),
Clóvis J. Silva (Mercedes-Benz)
 

 
Silvana Moraes, Ronaldo Lemos (Acument), Maurício Bollani e
Jair P. Rampin (Bollmec)

 

 
José C. Menezes, Armando Marchi (Linde Gases) e
Edna R. Marques (Acument)

 

Com o término das apresentações e das homenagens, Michael Dorah convidou o senhor Alfredo – acompanhado de Sívia Renata e Hannelore Fuchs, filha e esposa – para cortar a fita e inaugurar, além de uma nova fábrica, uma nova fase na história da empresa no país. A partir daí a surpresa foi grande, ao abrirem as cortinas a escola de samba Acadêmicos do Tucuruvi assumiu a comemoração. Com um casal de mestre-sala e portabandeira, componentes da bateria e quatro rainhas, os convidados foram puxados para o palco para festejar.
Bela idéia para uma inauguração, afinal estávamos há uma semana do início  do Carnaval 2011.
 

 

 

 

 
 
 
 
 
 

 

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS: