Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 76
Busca::..
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
China News
31/07/2019 02h30

China News 

Importação e exportação chinesa cresceu 3,7% no Q1 2019

Como a importação e exportação na China avançou 3,7% no primeiro trimestre (Q1) deste ano, Zhaoping, diretor do Departamento de Pesquisa de Comércio Internacional do Instituto (Trade Research Department of CCPIT Institute), afirmou que a tendência do comércio exterior da China ao crescimento já era muito óbvia, e a capacidade de resistir à pressão era forte. Ele disse que, embora o comércio exterior chinês ainda enfrente muitos desafios, como a desaceleração econômica dos principais parceiros comerciais, o unilateralismo de alguns países, o protecionismo etc., a tendência foi positiva.

Em relação ao comércio bilateral com os principais parceiros comerciais, segundo as estatísticas ofi ciais, no primeiro trimestre, além do volume de comércio entre a China e os EUA, que diminuiu 11%, o volume de comércio entre a China e outros parceiros principais, como União Europeia, Japão e Asean (associação das nações do Sudeste Asiático) aumentou rapidamente. Além disso, a taxa de crescimento do volume de comércio entre a China e os países da faixa foi superior à taxa média de crescimento. Isso significa que os mercados internacionais chineses se tornaram mais diversificados, e o comércio exterior é capaz de resistir a mais pressão.

Sobre produtos, eletromecânicos representaram uma grande proporção do total das mercadorias exportadas, como uma taxa de crescimento que estava acelerando.  

Produção de novos veículos movidos por energia pode exceder 1,5 milhão de unidades em 2019

De acordo com estatísticas da China Association of Automobile Manufacturers (associação chinesa de montadoras) só no primeiro trimestre de 2019 foram produzidos mais de 304 mil veículos movidos por novas fontes de energia, com 299 mil unidades vendidas, crescimento anual entre 102,7% e 109,7%.

Nos últimos anos, o desenvolvimento desses tipos de carros na China tem sido notável, independentemente da escala, tecnologia, montagem ou peças. A construção de instalações para recarga e a implementação dos métodos de gestão paralela do consumo médio de combustível e de veículos novos de energia Integral para montadoras de veículos de passeio representam que o sistema de apoio ao desenvolvimento de novos veículos na China está em constante aperfeiçoamento.

China estabeleceu o sistema de apoio mais completo para o desenvolvimento desses veículos, enquanto a estrutura de mercado para tal está sendo gradualmente otimizada. Sobretudo porque a porcentagem desses novos veículos está aumentando entre os veículos convencionais (a combustão).

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com