Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 47
Busca::..
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Investimentos
16/09/2014 11h05

 Investimentos

 

Naschold investe em expansão e na busca por melhor qualidade  

 

Reduzir drasticamente a quantidade de peças defeituosas é uma meta variável e comum no mercado, mas a Naschold está focada no zero absoluto

 

Há mais de três décadas produzindo fixadores e peças especiais complexas através de conformação mecânica a frio, a brasileira Naschold Elementos de Fixação Indústria e Comércio aposta em ambientes cada vez mais organizados, no aprimoramento de seus técnicos e na aquisição permanente de maquinários de ponta, ações que funcionam como ferramentas de um eficiente fornecimento para o complexo parque industrial no País.

De acordo com Rolando Naschold, diretor, nas mais recentes ações da empresa vale destaque para a conclusão da nova ala produtiva, em obras há cinco anos. Trata-se de um galpão com 2,3 mil m², elevando o total da área construída para 5,5 mil metros quadrados. Assim, o prédio que acomodava a produção ficará dedicado à ferramentaria, almoxarifado e departamento de qualidade.

“Todas as alas serão reorganizadas com mais espaço em razão das diversas aquisições, com equipamentos novos ainda em fase de entrega. São três novíssimas máquinas CCM de escolha com câmeras, duas máquinas a Laser e outra com sistema mecânico de seleção. O total investido poderá alcançar R$ 4 milhões, e devemos isso à grande parte da nossa produção à indústria automotiva e sua cadeia de suprimentos, na qual somos homologados ISO/TS 16949”, explica Rolando.

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com