Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 47
Busca::..
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Ásia News
16/09/2014 11h07

 Ásia news

 

 

Terry Tu é reeleito diretor na Sheh Kai  

 

Fabricante taiwanesa de parafusos bimetálicos, a Sheh Kai Precision Co., Ltd. concluiu, recentemente, a eleição para escolha de seus diretores, tendo a frente Terry Tu, que foi reeleito. O pleito também marcou a divulgação do balanço 2013, com receita de US$ 18,570 milhões, lucro líquido de US$ 1,5 milhão e EPS (lucro por ação) de US$ 0.4. “O resultado do ano passado pesou devido às altas tarifas antidumping, de 23,6%, impostas pela União Europeia (UE) contra parafusos de inox vindo da China e Taiwan. Mas este ano vamos ter de volta o que perdemos em 2013”, afirmou o gerente geral Lin.  

O faturamento da empresa no Q1 (1 º trimestre) deste ano atingiu pouco mais de US$ 5,1milhões, o lucro líquido foi de US$ 502 mil e EPSde US$ 0.01, números superiores ao ano passado. Sheh Kai ressaltou que seu maior mercado da parafusos bimetálicos é a Europa, razão pela qual pesou muito o antidumping imposto pela UE. No entanto, mais tarde, foi apresentada uma petição à UE, aceita com êxito, onde preliminarmente foi anunciada dizendo que os parafusos bimetálicos Sheh Kai podem ser excluídos dos fixadores de aço inox envolvidosno caso.

 

Taiwan emitirá certificados de origem de fixadores  

 

O International Trade Bureau of Ministry of Economic Affairs (o bureau do ministério de assuntos econômicos de Taiwan) anunciou que depois de 21 de julho de 2014 auditará estritamente a emissão de certificados de origem para fixadores exportados para a União Europeia (UE).

Fixadores de aço carbono exportados da China para a UE, nos códigos tarifários CC7318.12, 7318.14, 7318.15, 7318.21 e 7318.22 estão sujeitos a sanções antidumping. Afim de evitar fraudes de itens “Made China” rotulados como “Made in Taiwan” visando solicitar certificados de origem, as autoridades taiwanesas auditarão estritamente os fixadores destinados para a UE.  

 

A japonesa Tókio Neji Seisakusho cria parafusos para energia solar  

 

À medida que o mercado de energia solar se expande, cresce sua demanda por instalações adequadas. Neste setor, surge no Japão a primeira (e, atualmente, a única) fabricante de fixadores com uma linha dedicada, a Tókio Neji Seisakusho, que começou a vender seu exclusivo “D-Lock”, um parafuso para fixação em racks de painéis e módulos solares.  

 

Além de seu desempenho, a maior força sobre D-Lock está na estrutura de serviços da empresa que fornece controle de produção de inteligência e avaliação de desempenho para os usuários. Este, assim chamado “pacote de garantia em serviços”, inclui aquisição e gestão de pequenos lotes de parafusos e porcas, sugerindo avaliação para várias máquinas de inspeção do próprio cliente e assessoria para a aplicação, além de gestão de torque, garantindo a rastreabilidade no controle da produção.

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com