Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 28
Busca::..
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Eventos
24/08/2011 10h24

Codere e Econox apresentam fornos e sistemas de monitoramento inovadores

 

Durante um workshop que reuniu cerca de 60 pessoas, as empresas mostraram na prática os equipamentos, funções, novidades, além da visita técnica à Max Del

 

 
                             Jean-Marie Hertzog, Codere

No último dia 17 de maio, a Codere SA e a Econox (ambas situadas na Suíça e que se uniram a necessidade da instalação de sistemas de monitoramento, medição e controle) realizaram um workshop no hotel Mercure, em Santo André, São Paulo, para mostrar aos seus clientes exemplos de funcionamento dos fornos e seus sistemas de monitoramento. Mais de 70 pessoas estiveram presentes, como as empresas francesas Delta Metal, Acument (PTB), VMC, Lisi Aerospace, a italiana AgustaWestland, Penn Engineering (Estados Unidos e Irlanda) e a alemã Wafios.

A Max Del, fabricante de elementos de fixação, peças conformadas a frio e prestadora de serviços de tratamentos térmicos, foi a primeira empresa no Brasil a adquirir uma linha de tratamentos térmicos com o conceito inovador Codere, tanto que é até hoje a  única na América Latina a possuir certificação CQI-9, além das consagradas certificações ISO 9001, ISO 14000 e OSHAS 18000. E seu diferencial é justamente esta versatilidade: os equipamentos de tratamentos térmicos podem ser usados para a cementação, carbonitretação, têmpera e revenimento, sob atmosfera controlada, com a vantagem de poder resfriar as peças em sal, polímero, água ou óleo.

Outros tratamentos superficiais e de base também podem ser executados nas estações com sucesso. Nas linhas Codere há um sistema de supervisão capaz de simular os tratamentos térmicos, armazenar os dados dos tratamentos realizados e manter a rastreabilidade de todos os parâmetros do processo. Ao longo do evento, o metalurgista da empresa, Jean-Marie Hertzog, apresentou alguns cases nas mais variadas aplicações no segmentos automobilístico, aeroespacial, petrolífero e industrial.


Cyril Bregnard, Econox
 

Outro benefício é o fato dos fornos Codere serem modulares, possuírem sistemas automáticos de controle de atmosfera, serem isentos de tijolos refratários e a transferência da carga ocorrer automaticamente, sem que as peças sofram queda de temperatura ou oxidação superficial. As estações de tratamento são construídas de acordo com as necessidades do cliente, variando entre tamanhos e quantidade de módulos. As cargas podem variar entre 50 kg e três toneladas (peso bruto), com altura máxima de três metros.

Com o acompanhamento Eliana Netto, gerente do departamento de engenharia de processos e vendas da Max Del, os presentes puderam fazer uma visita técnica na fábrica, localizada em Mauá (SP), para verificarem na prática os resultados obtidos com o sistema Codere/Econox.

A Codere possui mais de 30 anos de experiência na construção de equipamentos utilizados em tratamentos térmicos de metais ferrosos e não ferrosos. Para a realização deste workshop, a empresa contou com a presença do gerente da Rex Fornos e representante oficial da Codere no Brasil, Alberto Gomes; do metalurgista Jean-Marie Hertzog e do gerente de vendas David Howard, ambos da Codere; e do diretor da Econox, Cyril Bregnard.


Eliana Netto, Max Del

Alberto Gomes, Rex Fornos/Coldere

 

 

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com