Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 28
Busca::..
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Eventos
24/08/2011 11h10

 

Sacma realiza seu primeiro workshop no Brasil

 

Entre os temas, as novas perspectivas para equipamentos voltados ao forjamento a quente foram destaques do evento


 

A fabricante de prensas para produção de parafusos e similares, Sacma Limbiate S.p.A., com o apoio das empresas Ingramatic e Carbodies, realizou no mês de maio seu primeiro workshop brasileiro, no Holiday Inn Hotel, em São Paulo, em paralelo à Feimafe 2011. A importância em oferecer máquinas de fácil operação, a efi ciência máxima em máquinas combinadas e as novas perspectivas para equipamentos voltados ao forjamento a quente, foram destaques das palestras do diretor técnico comercial da Sacma, Enrico Brigatti.

Durante a apresentação, foi demonstrada a flexibilidade das laminadoras de rosca Ingramatic, sobretudo na régua, onde a regulagem é automatizada tanto na largura quanto no comprimento; no dispositivo automático de montagem de uma e duas arruelas, dispensando assim uma segunda operação complementar; e os sistemas de  visualização e direcionamento de peças complexas.

Outras novidades foram o Load Matic, um controle sobre cada estação, rotação e esforço sobre o encosto do material; o Sistema de Controle de Alimentação (SC10), voltado ao controle do comprimento do corte e descarte automático dos não conformes; o Sistema de Monitoramento de Esforço de Estampagem (SC500) que tem como objetivo controlar a força em KN (quilo Newton), visualizando a carga total e o desequilíbrio entre os lados esquerdo e direito. “Um dos maiores benefícios desse modo é facilitar o processo em andamento, pois há informação em tempo real das alterações necessárias para ajustes, além da localização em que devem ser realizados para que a produção seja mantida corretamente e na medida de tolerância”, afirma Brigatti. Com isso, a escassez de mão de obra é solucionada com a alta tecnologia, tornando os equipamentos mais independentes.

O diretor técnico também falou da importância das máquinas combinadas que aliam as operações de conformação chanfro e rosca, além das linhas que são direcionadas ao forjamento a quente, com variação de temperatura entre 600 e 900° C, com sistema de aquecimento interno realizado por indução de alta frequência, sobretudo para materiais de difícil conformação como titânio, aço inox, entre outros.

A Sacma, em colaboração com o departamento de engenharia mecânica e gerencial da Universidade de Padova, desenvolveu o software SACMAform que fornece aos projetistas um auxílio válido na primeira fase de engenharia de produção. Partindo de uma hipotética sequência de estampagem e considerando as características do material, o software calcula volumes e esforços de deformação e fornece os dados necessários para a avaliação econômica do projeto.

 

Enrico Brigatti, diretor técnico comercial da Sacma

 

O programa dispõe de uma ampla área de biblioteca, rica em exemplos e dados úteis para o desenho do projeto.

O evento teve a coordenação dos diretores da Sacma Brasil, Carlos Camargo e Douglas Camargo e contou com o apoio de Luca  Romanò, diretor comercial da Sacma na América Latina, e Paolo Redaelli, diretor da Carbodies, parceira da empresa na Itália. Redaelli mostrou sua linha de produtos e destacou a importância das parcerias realizadas, o que permite a diversificação nas ferramentas para produção de peças especiais como pólos de baterias, engrenagens e outros itens, principalmente para o setor automotivo.


Paolo Redaelli, diretor comercial da Carbodies

 

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com