Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 28
Busca::..
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Investimento
25/08/2011 10h00

Trefilação União de Metais investe US$ 580 mil em sistema de detecção de trincas 
 

Mais de 40 clientes do segmento de autopeças, usinagem, estampagem, automotivos, entre outros, já aderiram a tecnologia

 

 

Exatamente há um ano, a TUM, Trefilação União de Metais S.A, presente no mercado desde 1958 fornecendo aços trefilados,  retificados e descascados para todos os - fins, colocou à disposição dos seus clientes o sistema END – Ensaio Não Destrutivo, o mais eficiente que existe em identificação de trincas. “Investimentos cerca de US$ 580 mil para atender essa necessidade dos segmentos de autopeças, usinagem, estampagem, automotivos, entre outros. Mais de 40 empresas já estão utilizando esse sistema”, afirma José Arnaldo dos Santos, gerente executivo.

A TUM apostou em uma linha completa de inspeção de barras para detecção de falhas, trincas e defeitos superficiais. Por meio de um ensaio por correntes parasitas, uma indução magnética é gerada por uma corrente elétrica criando um campo eletromagnético que, em contato com a superfície do metal, absorve essa corrente e, consequentemente, cria distorções identificadas por um software. De acordo com o gerente, a partir de bobinas envolventes ou cabeçote com sondas rotativas, é possível separar as barras não conformes, pintando-as e separando-as automaticamente. “É um alto grau de confiabilidade, além do curto tempo da operação e baixo custo”


Ensaios Não Destrutivos

São técnicas utilizadas na inspeção de materiais e equipamentos sem danificá-los, sendo executados nas etapas de fabricação, construção, montagem e manutenção. Constituem em uma das principais ferramentas do controle da qualidade de materiais e produtos, contribuindo para reduzir custos e aumentar a confiabilidade da inspeção. Os métodos mais usuais de END são: ensaio visual, líquido penetrante, partículas magnéticas, ultra-som, radiografia (Raios X e Gama), correntes parasitas, análise de vibrações, termografia, emissão acústica, estanqueidade e análise de deformações.

Os setores que mais utilizam essa técnica são: petróleo/petroquímico, químico, aeronáutico, aeroespacial, siderúrgico, naval, eletromecânico, papel e celulose, entre outros. Contribuem para a qualidade dos bens e serviços, redução de custo, preservação da vida e do meio ambiente, sendo fator de competitividade para as empresas que os utilizam.

Consulte artigo em:
http://www.revistadoparafuso.com.br/v1/modelo/noticia.php?id=67
 

 

Tecnologia

A TUM possui tecnologia própria na produção de aços trefilados, dominando alto grau de complexidade, aços com baixo, médio e alto teor de carbono, aços inoxidáveis, aços microligados de alta resistência e aços-ferramenta. A inspeção constante da qualidade dos produtos em todas as fases de fabricação, aliada ao controle dimensional realizado com o emprego de sofisticados instrumentos de medição, faz com que os aços trefilados produzidos atendam plenamente a todos os padrões superiores de qualidade e normas nacionais e  internacionais.
Constantes investimentos em aplicação, atualização tecnológica e modernização de sua estrutura, garantem as exigências do mercado e a confiança dos clientes no atendimento de suas especificações. Tanto que a TUM já adquiriu as certificações ISO/ TS 16949:2002; ISO
9001:2008; e ISO 14001:2004.

A empresa está localizada em São Bernardo do Campo e atende as áreas da indústria automobilística, aeroespacial, naval, eletro-eletrônica, eletrodomésticos, material bélico, energética, informática, telecomunicações, ótica, odontologia, tratores, implementos agrícolas, petrolífera, entre outras.
 

 

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com