Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 61
Busca::..
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Balcão
01/02/2017 11h04

     Balcão

 

O Parafusão, em João Pessoa, PB

  Distante dos grandes centros da produção de parafusos, a internet facilitou muito o elo com fornecedores  

 

A capital do estado da Paraíba, João Pessoa, possui mais de 800 mil habitantes, mas considerando as onze cidades vizinhas esse número passa de 1,2 milhão. Foi lá que conversamos com Renier Q. Amorim, diretor da revenda O Parafusão, nome que dispensa apresentação.

Em 2016 O Parafusão completou 20 anos. Fundada por Juarez D. Amorim, pai de Renier, que focava apenas em ferragens, migrou para fixadores e ferramentas desde 1994, onde obtiveram maior êxito.

A sede na avenida Vasco da Gama é própria, possui 140 m², opera com quatro pessoas que atendem cerca de 100 clientes/dia no balcão. O estoque gira em torno de cinco mil itens incluindo produtos da Belenus, Ciser, Jomarca e Rex. São parafusos de cabeça chata, cilíndrica, redonda, panela, sextavada, francês e Allen. Chipboard, roscas soberba auto atarraxantes e brocantes. Destaque para linhas de boa saída, como rebites de repuxo, ferramentas e abraçadeiras. Os mercados que atende são compostos por empresas de comunicação visual, indústrias moveleiras, metalúrgicas, oficinas mecânicas e de gás natural e, principalmente, refrigeração e construção.

Andando na região próxima à orla marítima fica visível a expansão na construção civil com muitos prédios novos, além de lançamentos, todos de classe média, muitos com mais de 20 andares, além de condomínios fechados.

Comerciantes do turismo relataram que a cidade nunca esteve tão movimentada. “João Pessoa é muito tranquila, bonita, organizada e limpa. Recentemente nossas autoridades criaram centros de convenções, investiram no embelezamento reformando praças, áreas verdes e asfaltamento. Isso fez surgir muitos hotéis novos”.

O Parafusão
COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com