Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 44
Busca::..
Edição 83
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Artigos - Engenheiro da AGCO
20/03/2014 10h57

Artigos

 

 Importância do parafuso na montagem de motores

 

Engenheiro da AGCO resume a importância da fixação    

 

Introdução

Atualmente “tratamos” o item parafuso como um primo pobre da manufatura/logística/engenharia, muitas vezes ao lermos standard parts, item “C”, não agrega valor à perda ou à falta do mesmo. Quando se desmonta algo, ao montar sempre fica um parafuso para trás.

Conceituação sobre a aplicação

Com o constante crescimento da produção e levando- se em conta os altos custos de montagem e retrabalhos, verificou-se ser necessária uma enérgica modificação das formas de montagem / aperto com utilização do parafuso. O item em questão é, senão o mais importante, um dos mais representativos na concepção de combustão do motor a diesel.

Dimensões especiais, dureza específica e tolerâncias “apertadas”. Estamos falando de mais uma norma DIN? Com certeza não! A atenção dada ao item é redobrada quando envolvemos pessoas no processo, onde o mix de processo, aplicação, e utilização podem ir do sucesso ao insucesso de um produto.  

 

Situação aperto

O momento mais crítico de um parafuso é o aperto, onde ele é levado ao seu extremo de resistência e elasticidade. Para esse momento, utilizamos o que existe de mais moderno na atualidade, onde temos toda a ficha do item, torque, resistência e seqüência do aperto através do equipamento pokayoke:  

Conclusões

Um item que está ligado diretamente ao desempenho do motor a diesel e tem seu processo desde a fabricação até aplicação controlado e monitorado com os recursos mais modernos da atualidade, pode realmente ser chamado de parafuso? Ou devemos tê-lo como um verdadeiro fixador e item essencial para aplicação?  

 

Referências

ROCHA, Andre. Catálogo de Motores Diesel AGCO: Montagem e aplicação no campo. Mogi das Cruzes: Stars, 2007.  


Ronaldo Diotto (Mestre)

Gerente de manufatura, tecnólogo em produção, mestre em engenharia de produção pela Universidade de Taubaté (UNITAU). ronaldo.diotto@agcocorp.com


 

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com