Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 44
Busca::..
Edição 83
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Máquinas e Ferramentas
20/03/2014 10h52

 Máquinas e ferramentas

 

Montagem segura e econômica de parafusos  

 

Com a nova linha de produtos Rexroth CC-ErgoSpin, os usuários podem economizar ao realizarem operações críticas de apertos em conformidade com a norma VDI/ VDE 2862: a parafusadeira ergonômica manual otimiza o processo e reduz o refugo. Quando comparada com parafusadeiras pneumáticas, a eficiência e confiabilidade das ferramentas Rexroth garantem melhor controle do processo e, assim, um alto grau de confiabilidade.

Componente, parafuso, torque e ângulo de giro têm que estar perfeitamente casados para atender aos requisitos relacionados à qualidade e ao tempo do processo. Operações críticas de aperto, que agora fazem parte de diversos ramos industriais, são a especialidade das novas parafusadeiras manuais Rexroth CC-ErgoSpin.

Especialmente projetadas para operações de aperto B, de acordo com a norma VDI/VDE 2862, o equipamento determina o torque requerido através do controle da corrente. O usuário opera e programa a CC-ErgoSpin através do intuitivo software de operação BS350. Ele, por sua vez, contém ferramentas sofisticadas para a análise detalhada de cada caso de aperto. Isso evita operações com falhas, reduz o refugo, minimiza os custos de garantia e assegura um alto grau de controle do processo. O software operacional pode ser usado universalmente, com todas as parafusadeiras para operações de aperto A ou B.

 

Bancada de calibração e aferição de torque tJRS  

 

Equipamento produzido pela Crane Eletronics (UK) e comercializado pela Macco no Brasil, a tJRS utiliza tecnologia de juntas patenteada, podendo variar entre juntas rígidas e flexíveis automaticamente. Também conta com sistema exclusivo de retorno do parafuso, dispensando a reversão da ferramenta. Integrável com todos os produtos Crane através do software OMS (sistema de gerenciamento de torque), tem capacidades de torque padrão de 500Nm e 1000Nm e customizados de até 3000Nm. A tJRS é a única do mercado capaz de certificar e aferir ferramentas hidropneumáticas, rotativas e torquímetros.    

Macco Máquinas e Equipamentos Ltda.
 

 

Com a chancela CE as laminadoras HRT buscam espaço no Brasil

 

Revendedora de ferramentas, máquinas e equipamentos destinados à produção de fixadores, a empresa paulistana Spirafix vem se firmando e diversificando cada vez mais neste mercado. Agora, a empresa anuncia trazer ao Brasil laminadoras de roscas em porcas, da marca Jian Hwa, fabricadas em Taiwan.

Segundo o diretor da Spirafix, Ricardo Chou Chen Dar, “buscamos nos afirmar nesse setor com maior diversificação. Vale destacarmos a serie de laminadoras HRT - linha de máquinas com desempenho superior às demais - que incorporamos à nossa representação”.

De acordo com a fabricante, mesmo operando em velocidades máxima, a linha HRT mantém a precisão sem danificar as peças, onde o usuário pode optar em fazer roscas de M3-M8 com a HTR-13, M8-M14 com a HRT-22 e/ ou M14-M22 com a HRT-33.

Os produtos da Jian Hwa estão em conformidade com a legislação da UE, possibilitando assim sua livre circulação no mercado europeu através do selo CE.

Ricardo informou que em maio próximo estarão no Brasil Danny Lee e Stacey Hsieh, diretores da Jian Hwa, que terão uma serie de encontros em fábricas de Santa Catarina e em São Paulo.  

 

Nem os parafusos escapam do Big Brother

 

66 anos após o escritor George Orwell cunhar o termo, muito popular hoje como um reality show, peças metálicas são submetidas aos olhos do ”grande irmão”  

 

Se você ainda não conhece, o termo Big Brother nasceu em 1948 no livro “Nineteen Eighty-Four” (1984). Nele, o autor George Orwell – jornalista e escritor nascido na Índia, ainda sob o domínio britânico – descreve uma trama na qual os lares são equipados com Telescreens, um tipo ficcional de tecnologia de telecomunicação onde funcionariam ao mesmo tempo TV e câmera de vigilância que não poderiam ser desligadas. No livro, os Telescreens são usados pelo governo (o Grande Irmão) para vigiar os cidadãos, e foi sob esta ideia que se deu origem ao formato atual do famoso programa de TV.

E é neste ambiente, “Big Brother”, das máquinas de escolha e seleção automática da CCM que peças industrializadas são submetidas à “vigilância permanente” através da ação contínua de diversas câmeras fotográficas.

Durante a 30ª Feira Internacional da Mecânica, datada entre os dias 20 e 24 de maio próximo, em São Paulo, a SouthWind International – empresa especializada em processos de forjamento e conformação a frio de elementos de fixação, e outras peças metálicas feitas a partir de arames ou barras – estará apresentando diversas opções aos visitantes, dentre elas a PSL-1500, modelo Industrializada pela empresa taiwanesa CCM, que se destina à inspeção e detecção de imperfeições em diversos tipos de peças, principalmente fixadores.

A PSL-1500 opera com uso de lentes de alta resolução que, através das imagens, inspeciona as peças comparando variáveis dimensionais e/ou atributos, com critérios definidos pelo operador. Através de um setup simples, o sistema compara diâmetro e altura da cabeça da peça, comprimentos de rosca e total, passando por espessura de flange, chave e diagonal, entre outros. Ela seleciona ainda defeitos visuais, tais como trincas abertas e defeitos de forma, além do empenamento das peças.

Como o leitor já percebeu, uso de câmeras por todos os lados é a razão por esta bem humorada comparação, mas aqui, errado é não vigiar.

 

SouthWind Comércio e Importação Ltda.

 

 

Novo parafuso para esteiras de transporte    

 

O Parafuso Correia Elevadora com Ponta Piloto é uma das mais novas apostas da Ciser. O produto foi criado para uso específico em estruturas de transporte via esteira elevadora, e seu principal diferencial é a ponta piloto com chanfro. A tecnologia facilita a montagem e desmontagem com auxílio de ferramentas manuais, serve como   guia para aplicação da porca, não danifica a rosca após a instalação e garante a integridade da máquina quando o parafuso é substituído. Pelas facilidades de manutenção e custo-benefício oferecido, a novidade já é sucesso entre os clientes que realizaram testes de aplicação. O novo produto substitui o tradicional parafuso correia elevadora ou parafuso caneca, como é conhecido.   

Ciser Parafusos e Porcas
                                                 www.ciser.com.br
 
COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com