Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 27
Busca::..
Edição 84
Edição 83
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Eventos
21/06/2011 05h12

Novidades para automóveis na
Automec 2011

Evento bienal mostrou tecnologia e novos mercados para veículos

Entre os dias 12 e 16 de abril o pavilhão do Anhembi, em São Paulo, recebeu a 10ª edição da Automec – Feira Internacional de Autopeças, Equipamentos e Serviços. Segmentos como peças e sistemas, acessórios e tuning, reparação e manutenção, além de TI e gestão foram representados nos quatro dias de evento.
A cerimônia de abertura contou com nomes importantes do setor como o Rui Pablo de Vera, da empresa organizadora Reed Exhibitions Alcântara Machado; José Anibal, secretário estadual de Energia; Paulo Butori, presidente do Sindipeças (Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores); Francisco De La Tôrre, da Sincopeças (Sindicato do Comércio Varejista de Peças e Acessórios para Veículos no Estado de São Paulo); Paulo Sérgio de Almeida e Antônio Fiola, do Sindirepa (Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios do Estado de São Paulo); Renato Giannini, presidente da Sicap (Sindicato do Comércio Atacadista, Importador, Exportador e Distribuidor de Peças, Rolamentos, Acessórios e Componentes para Indústria e para Veículos no Estado de São Paulo) e Andap (Associação Nacional dos Distribuidores de Autopeças), entre outros.
Segundo dados oficiais, foram 1142 empresas expositoras do mundo todo, sendo 130 em sua primeira participação.
Além delas, 70 mil compradores profissionais estiveram presentes, 52 mil pessoas credenciadas, sendo 30% de fora do estado de São Paulo.
Os participantes esperavam um crescimento de 18% comparado a edição anterior do evento, até porque somente no ano passado o setor automotivo teve um crescimento de 24%. Outro dado importante é que 1 milhão de novos empregos foram criados nesse segmento, mas ainda assim o número de empresas desta área sofreu uma queda em razão das dificuldades financeiras, impostos, pouca exportação e a entrada em demasia de importados.


 

 

Belenus Parafusos e Porcas

Estande com 56 m², investimento R$ 70 mil e 20 pessoas entre expositores e apoio.
“É nossa estréia na linha automotiva. Alguns produtos são bem específicos, bem particulares como parafusos e porcas de solda. Temos uma linha de 10.9, parafuso para fixação de plásticos e principalmente na montagem da carroceria. E essa é a linha que vamos atuar a princípio. Em 2011 nosso objetivo é inaugurar a nova fábrica, que já está pronta, instalada e tem mais de 30 mil m², capacidade produtiva de 3,5 mil toneladas por mês (3,5 mil fabricados e 1,5 mil importados, totalizando 5 mil toneladas  comercializados).
Temos cronograma de implantação da ISO/TS 16949, e está pronta para a ISO 14000; toda a água, todo lubrificante passam pela estação de tratamento de água e óleo, dentro da própria planta.” – Fernando Martinez,

 Bollhoff


A Böllhoff é uma empresa de origem alemã, e possui uma grande linha de produtos inovadores. Com uma equipe de vendedores técnicos e engenheiros de aplicação focados no desenvolvimento de novos produtos que proporcionam soluções técnicas, qualidade e alta tecnologia para seus clientes.
Participamos de inúmeras feiras e fazemos questão de demonstrar na prática as vantagens e facilidades da utilização de nossos produtos e ferramentas de aplicação, como fazemos por exemplo com a Porca Rebite RIVKLE® e com a nova tecnologia alemã de fixadores plásticos Plastec. Onde interagimos com o publico, sempre acompanhados de vendedores e especialistas, tirando dúvidas e criando novas idéias.

 

Acument Global Technologies

Estande com 25 m², investimento de R$ 42 mil e 10 pessoas entre expositores e apoio.
Destaque para o evento:
“O destaque é a nova fábrica de Atibaia, com 28 mil m², onde tem sido feitos vários investimentos como prensas novas, forno novo que faz 1.600k/h, adaptado para todo o conceito de otimização do nosso processo de produção.” – Adriano Luz, Gerente de Contas (foto à direita).
“O nosso Centro Tecnológico é um diferencial da nossa empresa. Com isso fazemos muitos trabalhos que nos diferencia dos nossos concorrentes, como análise de falha e desenvolvimento de novos produtos” – Marcos Souza, Engenheiro de Aplicação (foto à esquerda).

 

Henkel
 

Estande com 70 m², investimento de R$ 140 mil e 43 pessoas entre expositores e apoio.
“Nosso maior foco é um programa que temos, voltado às frotas de caminhões, ônibus e tratores. O objetivo é levar o conhecimento que dispomos, já que nossos produtos são aprovados nas montadoras, para usuários que dispõe de grandes frotas. Além disso temos dois lançamentos dos produtos da linha Loctite, o 243 e 263, que são travas de médio e alto torque. A Henkel coloca como objetivo duplicar seu crescimento no mercado: onde temos 5% alcançarmos 10%, onde temos 10% chegarmos a 20%. Porém, isso varia de acordo com cada segmento, onde alguns crescem menos, mas ainda assim a meta é duplicar.” – Sergio Redondo, Gerente de Negócios de Indústria Geral no Mercosul.

 

Rodafuso Parafusos e Porcas de Rodas

Estande com 56 m², investimento de R$ 80 mil e 10 pessoas entre expositores e apoio.
“A Rodafuso tem know how que vem de 1968 e, desde 2005, como Esperança Indústria e Comércio de Forjados tornou-se referência em seu segmento, investindo em tecnologia e inovação no processo de peças forjadas a frio e usinadas de precisão. O destaque na Automec foi apresentar os novos desenvolvimentos na linha de parafusos de roda e peças especiais forjadas a frio, divulgarmos os parafusos de linha leve,
dispositivos anti-furto, darmos melhor assistência aos nossos clientes e conscientizar os nossos atuais e futuros clientes a entrada dos importados de baixa qualidade. Estamos aqui para fazer um algo a mais, um mix entre a qualidade de nossos produtos e deixar nossos parceiros comerciais mais próximos e confiantes no nosso trabalho. Treinamos a equipe para que possamos dar melhor atendimento ao mercado. Nossa meta para 2011 é incrementar em 10% o nosso pós-venda.” – César Nagashima (Ger. Comercial) e Hans Kittler (Dir. Comercial).

 

 

Naschold Elementos de Fixação

Estande com 25 m², investimento de R$ 30 mil e 6 pessoas entre expositores e apoio.
“Os destaques em nossa participação são os rebites e os roletes para rolamentos. Sobre a feira, 70% dos produtos que fabricamos – composto por elementos de fixação, como parafusos, pinos e peças especiais forjadas a frio a partir do arame – são destinados para as indústrias automobilísticas, autopeças e sistemistas. Então, grande parte dos nossos clientes ou a maioria deles passa pelo evento. Vale observar que estamos trabalhando nos preparando para o futuro, investindo em ampliação do nosso parque industrial, máquinas e pessoal.” – Rolando Naschold, Engenheiro Mecânico e diretor.

 

Neumayer-Tekfor
 

Estande com 100 m², investimento de R$ 150 mil e 10 pessoas entre expositores e apoio.
“Procuramos passar para nossos clientes nossas competências técnicas, linhas de produtos e onde atuamos. Você tem um ambiente bem mais disperso, com diversas empresas, propostas e produtos. Recentemente, agregamos outra empresa ao nosso grupo, uma planta em Vila Alterosa, Itália.
No período da crise a Neumayer-Tekfor se destacou porque tem saúde financeira, estrutura e um time bem preparado para vencer desafios. Isso a torna uma empresa que é a escolha de muitos, inclusive de clientes que nós ainda não tínhamos.
O crescimento é continuado em um plano que chamamos de “99 for 13”, que seria dobrar e repetir a nossa performance de 2009 em 2012. Estamos com uma planta em construção em Jundiaí, onde o trabalho de terraplanagem já foi feito.” – Mauro Souza, Chefe de Engenharia.

 

ZM
 

Estande com 102 m².
“Iniciamos as atividades em 25 de abril de 1983 no ramo automotivo, dedicando inicialmente ao desenvolvimento e fornecimento de solenóides e relés para motores de partida.
Através desse produto, a empresa conquistou importantes avanços tecnológicos, especializando-se em forjamento a frio. Expandiu os mercados, consolidou a marca no cenário internacional, e optou por estender sua produção para parafusos e porcas de roda, peças especiais, fixadores e cruzetas, este, o nosso mais recente desenvolvimento. Durante a Automec, procuramos mostrar um pouco da nossa história, fortemente pautada no investimento em equipamentos de produção, melhoria dos processos,
capacitação do capital humano e busca incessante pela qualidade, além dos lançamentos e divulgação de novas linhas.” – Poliana Pinotti, Assistente de Marketing.

 

Fey
 

Estande com 50 m², investimento de R$ 70 mil e 12 pessoas entre expositores e apoio.
“Estamos apresentando vários produtos destinados aos mercados de O&M e reposição. Nosso objetivo é crescer pelo menos 20% em relação ao ano passado, continuar na estratégia do desenvolvimento de produtos e mercados e, para isso, também investimos em novos equipamentos e em parcerias tecnológicas. Além das certificações ISO 9001 e TS 16949, estamos em processo de certificação ISO 14.000 e VDA 6.3. Sobre a feira, a Automec sempre representou para a Fey uma oportunidade de exposição da marca e uma grande oportunidade para prospecção de mercados como também de receber os nossos clientes”. – Edison Boettcher, Gerente Comercial.

 

Lumafix Elementos de fixação
 

Estande com 20 m², investimento de R$25 mil e 6 pessoas entre expositores e apoio.
“Nosso destaque é a reposição, algo que começamos a investir bastante forte. Devemos entrar com uma loja virtual, para atacar os grandes mercados de fora de São Paulo, que visitam uma feira deste porte. A idéia é fazer como uma loja virtual normal, mas com nossas peças, onde você compra o produto, paga o frete e recebe em casa, para sair até mais barato do que mandarmos uma quantidade pequena. Também mudaremos nosso atual local de trabalho, neste ano ou no próximo.” – Ricardo Gil Klomfahs, Gerente Geral.

 

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com