Empresa Edições on-line Fale Conosco
Ediçao 22
Busca::..
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Artigos
30/08/2010 09h10

Os novos recursos para vender mais produtos de fixação

Existem algumas técnicas de merchandising que podem (e devem) ser utilizadas para que uma loja fique ainda mais atraente e cause boa impressão. A seguir, seguem algumas delas para que você, caro revendedor, comece a praticar desde já e sinta a diferença

                                     
                                       Leandro Aguilar
Diversas vezes, somos surpreendidos positivamente ou negativamente quando visitamos alguns estabelecimentos do varejo, seja uma pequena loja de bairro, um supermercado, um home center ou outro modelo de comércio. Para nós, que estamos diretamente envolvidos com o varejo, e até mesmo para quem não está (como o consumidor que visita a loja), não existe sensação melhor do que uma ótima exposição de produtos de fixação, com gôndolas abastecidas e organizadas, produtos limpos, clareza na distribuição das cartelas, a fim de solucionar problemas e necessidades da clientela. Afinal, tudo o que o consumidor quer é ser bem atendido e sair da loja satisfeito.
Importância das cores nas cartelas
Os fabricantes de produtos de fixação costumam dividir as linhas de produtos por cores, justamente para facilitar a exposição na gôndola e ajudar a escolha do consumidor. Como exemplo, temos a família de cartelas de buchas, item com grande demanda no varejo. Dentro de suas categorias, são classificadas com as seguintes divisões:
Cartelas azuis – contém buchas para drywall;
Cartelas amarelas – são as buchas para concreto;
Cartelas verdes – reúnem as buchas para todas as paredes (buchas universais).
No Ponto de Venda (PDV), o visual conta muito. Ele é parte do processo de compra. As cartelas identificadas por cores, auxiliam na arrumação dos produtos nas gôndolas, de acordo com o melhor visual da loja. Uma boa dica: alinhe as cartelas horizontalmente pelas cores; e verticalmente pelas medidas. “Check out” não é “cross selling”, “check out” é “impulso”. É comum confundirem “check out” com “cross selling”. Na verdade, cross selling é uma maneira prática de expor produtos que complementam a utilização de um determinado item. Como o nome se refere: cross = cruzada e selling = venda. Por exemplo: se a loja tem um espaço com a exposição de alguns modelos de ventiladores, inclua também diferentes soluções em fixação para esse tipo de aplicação, como buchas para drywall ou buchas universais, ideais para os sistemas de construção a seco.
Afinal, para solucionar o problema de seu cliente, alguns itens que fazem parte da instalação são essenciais, e um show room organizado também ajuda a orientar a venda e a aumentar o giro de produtos. O revendedor pode orientar o cliente na solução do problema, e promover uma venda naturalmente. O check out e a venda por impulso É comum os clientes esquecerem-se de comprar aquela bucha ou silicone que precisava, ou precisará em breve. O check out é a última chance de promover novas vendas no estabelecimento. É também uma ferramenta muito utilizada para expor pequenos produtos de baixo giro, e assim movimentar o estoque e efetuar a venda.
Materiais disponíveis para cross selling
Enumerei alguns itens disponíveis para contribuir na melhor arrumação de loja e exposição de produtos:
Fita Streep
Display
 Móbiles 
Faixa de gôndola
Wobbler
Totem
Take one
Fique atento
Alguns desses itens podem ser solicitados aos seus fornecedores, por intermédio do representante ou via 0800 (telefone, e áreas exclusivas para lojistas no site do fabricante.
Evite gambiarras
Jamais tente arrumar as peças de merchandising ou comunicação visual com recursos de improviso. Quebrou, jogue fora! As “gambiarras” (tão sugeridas em diversas situações), também fazem parte da rotina de algumas lojas para consertar displays, fitas streep e demais materiais de PDV. Esse recurso vai contra todo o propósito dessas importantes ferramentas promocionais. Além disso, criam um aspecto envelhecido e mal cuidado à loja, o que não funciona bem para a atual cultura do nosso mercado, formado por consumidores cada vez mais exigentes, que priorizam o conforto das instalações e bom atendimento dos vendedores.
 
Leandro Aguilar é publicitário e um dos principais responsáveis pelo Departamento de Marketing da Fischer Brasil.

leandroaguilar.mkt@gmail.com
COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com