Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 79
Busca::..
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Eurásia News
18/02/2020 04h03

Eurásia News

Divulgado dados das exportações automotivas

Relatório da Uludağ Automotive Industry Exporters (OİB), associação dos exportadores de autos da Turquia, apontou recorde em novembro 2019, mês em que foi alcançado o maior volume mensal de exportações desde 2008. Nesse mês foram alcançados mais US $ 2,2 bilhões em vendas, 16,9% em relação ao mês anterior. A participação deste setor nas exportações da Turquia foi de 18,7%. Entre janeiro e novembro passado, essa linha de exportações subiu 11,5%, atingindo US$ 21,53 bilhões.

Segundo Orhan Sabuncu, presidente da OİB, espera- se que no balanço geral, 2019 deve superar a meta de US $ 23 bilhões, o que os levaria ao segundo maior número na história do setor automotivo local, que foi de US$ 24,7 bilhões em 2008.

Enfatizando que o setor automotivo manteve sua liderança nas exportações turcas, Sabuncu disse: "Esse resultado se deve, especialmente, ao aumento de 51% nas exportações de automóveis de passageiros, determinante nas exportações de novembro depois de outubro. Vale destacar que houve aumento de dois dígitos nas exportações para Alemanha, Itália e França, três principais destinos, no mês 11".

Gigante iraniano investe na Turquia!

A Iran Khodro Company (IKCO), montadora automotiva do Irã, decidiu construir uma fábrica na cidade turca de Vã. A empresa é conhecida como fabricante da marca Samand, linha de automóveis vendidos na Turquia. A IKCO, que introduziu 688 mil carros no mercado em 2009, também produz outros tipos de automóveis, além de micro-ônibus, caminhões e ônibus das marcas P eugeot e Renault.

A fim de reduzir os efeitos das sanções econômicas, investidores iranianos buscam transferir seus investimentos para a Turquia.

Maior fabricante de automóveis do Oriente Médio, a Iran Khodro Company of Iran deu um passo na direção de estabelecer a fábrica em Vã. Sua implantação será em uma área de 50 hectares, a ser alocada na Zona Industrial Organizada de Vã, onde espera-se inicialmente empregar cerca de mil pessoas.

Berdan Civata elimina o risco de Fragilização por Hidrogênio com aplicação de método patenteado

Fabricante de parafusos, porcas e prisioneiros de alta resistência para uso em megaprojetos, a Berdan Civata (BC) protege seus fixadores contra a fragilização por hidrogênio limpando-os mecanicamente, em vez de realizar pré-limpeza convencional com ácidos, ambientalmente amigáveis, em galvanização por imersão a quente (HDG), dentro da fábrica. (Na foto - Hasan Semsi, presidente da Berdan Civata (à esquerda)

Declarando que tanto o ambiente quanto os funcionários estão protegidos por esse método, Hasan Şemsi, presidente da Berdan Cıvata, explicou que eles eliminaram o risco de fragilização por hidrogênio na galvanização a quente de parafusos das classes de resistência 10.8 e 12.9. Şemsi obteve a patente desse processo pela Turkish Patent Institute, introduzindo-o no setor por meio de feiras e publicações técnicas. Além de possuir equipamentos convencionais em seu diversifi cado laboratório, a empresa é capaz de aplicar testes em prensa de até 500 toneladas, podendo realizar ensaios de rendimento, teste de decapagem, prensando parafusos e porcas de até M100, além de dispor de equipamento para teste de impacto de pêndulo (Charpy), em temperaturas muito baixas de até -150°C.

Finalmente, para apertar os parafusos corretamente, a empresa também adicionou um dispositivo para detecção de coefi ciente de atrito nos parafusos M42.

Ao lado das plantas de eletro galvanização e de galvanização a quente, ambas sob o mesmo teto, e sendo proprietária de uma planta de revestimento de zinco lamelar, na Turquia, a BC elimina os riscos de fragilização por hidrogênio, que tem sido um pesadelo para construtores de estruturas em aço.

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com