Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 18
Busca::..
Edição 83
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Fique por dentro
30/10/2009 03h09

 Centenas de fixadores na moagem de cana de açucar e produção de álcool

Desde a época da colonização, a cana-de-açúcar é um dos principais produtos agrícolas do Brasil. Após o seu processo de industrialização que acontece em muitas usinas espalhadas pelo País, temos produtos que estão presentes na vida de muitos brasileiros, assim como o próprio açúcar que consumimos no dia-a-dia, etanol (álcool combustível), álcool (anidro e hidratado) e também a famosa cachaça que a cada ano vem aumentando as suas exportações para muitos países. Porém, muitos ainda não sabem como ocorrem esses processos de transformação e o que ajuda a mover as principais usinas de cana-de-açúcar, após a colheita da safra.


Atualmente, dentro desse segmento, a Renk Zanini, instalada no município de Cravinhos (SP), se tornou uma empresa fornecedora com a fabricação e adaptação de equipamentos mais eficientes e de melhor qualidade, assim como o redutor Torqmax, que revolucionou a moagem de cana nas usinas de açúcar e álcool, aqui e na América Latina. Segundo, o engenheiro Marcel Teixeira da Rocha, Gerente de Serviços, o projeto inicial é da Renk AG (Alemã) para moinhos de carvão e minério, sendo o mesmo projeto inicial adaptado pela Renk Zanini (brasileira) para acionamento de moendas.

Após a adaptação no país hoje redutor Torquemax possui 45 toneladas, tem 598 parafusos, 279 porcas, 25 pinos e 487 arruelas que ao todo totalizam 1389 itens de fixação. Além disso, em sua composição também traz eixos, engrenagens, pinhões, rolamentos, tampas entre outros. O Torqmax é acionado por um motor elétrico ou por uma turbina a vapor e reduz a rotação de 1200 RPM (rotações por minuto), no caso do motor elétrico, ou de 6000 RPM, no caso da turbina, para 6 a 8 RPM, e aumenta o torque inversamente proporcional a redução de rotação para acionar o terno da moenda.

                
 
A Renk Zanini foi fundada em março de 1976, da associação da Zanini S.A. Equipamentos Pesados, de Sertãozinho, SP, com a Renk AG, da Alemanha. Essa parceria tem como objetivo a produção e a comercialização de redutores de velocidade especiais sob encomenda, elementos transmissores de força e ainda a prestação de serviços na área de Usinagem e Tratamento Térmico. Os redutores e multiplicadores de velocidades da empresa seguem a mesma linha de desenvolvimento sua unidade na Alemanha com ênfase para rigidez de carcaças em ferro fundido ou em chapas de aço soldadas, engrenagens com dentes cementados e retificados (aço 17CrNiMo6) com qualidade 3 conforme norma DIN 3962.
COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com