Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 18
Busca::..
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Eventos
30/10/2009 10h35

Intermach 2009: empresários do setor demonstram otimismo

Para participantes da feira, a Intermach é um ótimo espaço para expansão através da captação de novos negócios
 


 

A 7ª edição da Intermach 2009 (Feira e Congresso de Tecnologia, Máquinas, Equipamentos, Automação e Serviços para a Indústria Metalmecânica) que ocorreu no último mês de setembro em Joinville (SC), reuniu cerca de 500 expositores e superou as expectativas do setor com o movimento que girou em torno de R$ 200 milhões em negócios, contratos que devem ser firmados no período de um ano entre as empresas.

Na opinião de Luiz Roberto Lepeltier, diretor da Messe Brasil, empresa organizadora da feira, os resultados afirmam que as empresas buscam investir na recuperação e no crescimento. Para ele, assim como as análises de economistas, os índices divulgados sobre a economia brasileira, já podemos acreditar que o pior já passou e que agora vivemos um clima de retomada. “Assim como ocorreu, tínhamos certeza que a feira se realizaria em meio a um clima favorável, de recuperação e superação da crise. Hoje vemos as empresas novamente contratando mão-de-obra, reativando turnos de trabalho, investindo em tecnologia, equipamentos e processos. Afinal, o principal fator que impulsiona o motor do crescimento é a produção”, enfatiza Lepeltier.

A Cavour, tradicional fabricante de máquinas e ferramentas para laminação de roscas, estreou na feira e considerou o evento muito bom. Sua presença nesse encontro permitiu uma aproximação mais forte com seus clientes da Região Sul do Brasil e também ajudou na conquista de novos negócios. Para Roney Di Angeli, do departamento de Marketing, a Cavour pretende participar das próximas edições da Intermach, pois, após a feira, com base nos contatos realizados, a empresa espera aumentar cerca de 20% de suas vendas nos próximos meses Além de Di Angeli, estiveram presentes o diretor Christos Apostolopoulos, o gerente Gustavo Monesi e equipe.

 

A Hardy Metalúrgica fabricante de buchas de metal duro, iniciou suas exportações para a Argentina e Chile. O diretor Horácio Quinteiro afirmou que os negócios previstos para 2009, foram todos concretizados e a participação da empresa durante todos esses anos na Intermach, desde a sua primeira edição sempre fomentou os negócios. Afirmou ainda que esse encontro é importante para a captação de novos contatos, principalmente de empresas localizadas em Santa Catarina que é um ótimo mercado, explicou Horácio.

 

 

Segundo seu gerente de vendas Walmor Gattis, esta é a terceira participação da Coperfix na Intermach. Com 60 funcionários e estoque de mais de 30 mil itens, a empresa atua nas linhas de corte, abrasivos, ferramentas manuais e pneumáticas, solda e, principalmente, fixação .  “Os parafusos e similares representam 60% do faturamento na sua condição de revenda, sendo os produtos predominantes em nosso estoque”, relatou. Destaque para produtos Belenus, Rex, Mitto, entre outros, destinados, principalmente às industrias moveleiras e metalmecânica. A empresa aposta na retomada do mercado, inaugurando uma nova filial em Santa Catarina, em 2010.

 

 

 

 



Um dos fundadores da empresa Curitibana Geralfix, Clayton Peller mostrou-se muito animado em sua primeira participação nesta feira. Peller acredita que ela é um ótimo canal de comunicação para a divulgação de seus serviços e produtos que englobam desde a comercialização de parafusos, ferramentas até linhas de cortes, abrasivos e equipamentos de segurança, totalizando um estoque de mais de 7 mil itens. A Geralfix é uma distribuidora com 20 anos de atuação e tem como premissa revolucionar o mercado de distribuição com soluções de fixação, na região de Curitiba (PR).

 

 

 

 

 

 

 


A Fixotravas é empresa curitibana, atuante na comercialização de fixadores não roscados, como anéis, pinos, arruelas especiais. Seu sistema de trabalho consiste na compra junto aos fabricantes de fixadores, principalmente de São Paulo, seguido de estocagem e revenda, ou seja, “o nosso cliente trabalha com o nosso estoque (cerca de 3,5 mil itens), sendo que chegamos a atender 95% dos pedidos na forma de pronta entrega”, informaram Alessandro e Clóvis Reichardt, diretores.  Com cinco anos de atuação, a Fixotravas atende pedidos em diversas quantidades, com forte atuação nas metalúrgicas, fabricantes de máquinas e equipamentos. Outra estreante na feira, ela anunciou planos de ampliação da divulgação e projeção no mercado através de feiras e publicação em revistas para 2010.

 

 

 

 

Desde 1974, a Dober, com fábrica instalada no município de Igaratá (SP), participante desde a primeira Intermach. Segundo o engenheiro e diretor Dobson Freire, a empresa deve investir até o final de 2010 cerca de R$ 5 milhões para a ampliação de sua área e em novos equipamentos.  Hoje, ela fornece seus produtos para todo o Brasil e para mais oito países entre Europa e América do Sul, com as exportações representando 5% de suas vendas, com perspectivas de aumento. Sua linha de produtos para fixação não roscados conta com mais de 3 mil itens, entre anel elástico, arruelas, molas, pinos elásticos e espirais.

 

 

 

 

 

 

A Torfres, fabricante de peças usinadas porcas (parafusos, eixos e buchas) participou pela primeira vez da Intermach. O diretor Gerson Baron disse que há perspectivas de presença da empresa nas próximas edições da feira, pois, é um espaço que oferece sempre novas oportunidades de negócios. “Antes mesmo de ocorrer a Intermach 2009, investimos R$1 milhão em novas máquinas para elevar a capacidade de produção da fábrica, localizada em Guabiriruba (SC). Isso reforça a atuação da empresa em todo o Brasil e deve contribuir para um aumento significativo da produção que hoje alcança a marca de 10 milhões de peças por ano.

 

 

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com