Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 67
Busca::..
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Entrevista
14/02/2018 08h38

 Entrevista

VALERIANO RAMPEZZOTTI, NOVO PRESIDENTE DO GRUPO SACMA

Fundada na Itália há quase 80 anos, uma das mais importantes empresas globais no desenvolvimento e produção de máquinas para forjamento e rosqueamento está sob o comando da 3ª geração   O ano de 2017 se foi levando com ele Giancarlo Rampezzotti, filho do fundador do Grupo Sacma, Valerio Rampezzotti. Desde 1961 Giancarlo assumiu a condução da empresa, falecendo em 17 de maio último. Desde então, segue-se a lógica, embora dolorosa, nos caminhos de muitas grandes companhias no que se refere à transição entre gerações, o que motivou esta entrevista para conhecer a 3ª geração da família, através de uma leve conversa com Valeriano Rampezzotti, que já conduz os caminhos do Grupo no desenvolvimento e produção das marcas globais Sacma e Ingramatic.

RP: Como foi 2017?

Valeriano Rampezzotti: O último ano será lembrado como um momento importante e decisivo em nossa história e da Sacma. Como todos sabem meu pai, Giancarlo Rampezzotti, proprietário e presidente do Sacma Group, faleceu em maio passado.

Por favor, fale sobre esse momento.

Muitas pessoas que tiveram a chance de trabalhar e ter uma relação profissional com ele estão conscientes de sua grandeza e impacto na produção global de artefatos metálicos para sistemas de fixação. Ainda assim, continuamos testemunhando isso mais uma vez pela proximidade e as inúmeras demonstrações de carinho e estimativas recebidas nesses recentes meses. Aproveito esta oportunidade para agradecer a todos, novamente.

O que podemos esperar do grupo sob a sua Presidência?

Trabalhando junto com nossa equipe, espero dar novo impulso aos produtos e às estratégias de investimento, lançando um programa de médio prazo consistindo tanto no fortalecimento da capacidade de produção quanto na introdução progressiva no mercado de novos modelos de máquinas. No entanto, agiremos sem descuidar da confiabilidade proverbial dos produtos Sacma de acordo com o slogan "Vá em frente, com segurança".

Detalhe pontos sobre esses planos.

No que diz respeito ao primeiro aspecto, durante 2017 realizamos investimentos estratégicos em nossa planta industrial na cidade de Limbiate (cerca de 50 km do aeroporto de Milão, Itália) a introdução de novas linhas e novos centros de usinagem, que demandaram € 20 milhões. Isso, sem dúvida, simboliza bem comprometimento do Grupo com seus clientes reais e potenciais. No segundo aspecto, introduzimos novos funcionários com alto nível profissional em nosso departamento de pesquisa e desenvolvimento, visando concentrá-los na implementação dos novos sistemas para prensagem da marca Sacma e laminação de rosca, da marca Ingramatic.  

O que os clientes podem esperar?

Teremos inovação já nos próximos meses, tanto nas prensas quanto nas laminadoras. O mercado em geral será informado sobre essas novidades, mas sugerimos uma consulta na seção NEWS no site www.sacmagroup.com. Na feira Wire Düsseldorf (Alemanha), em abril próximo, apresentaremos um novo modelo Ingramatic, a RP020, uma laminadora para rosquear itens M3. No que diz respeito à Sacma, posso antecipar que esta mesma feira será a plataforma de lançamento de uma grande novidade. Por favor, visitem-nos.

Mas nos negócios, 2017 foi bom?

Apesar da ausência do G. Rampezzotti, este ano será lembrado pelo exepcional desempenho em nossas vendas. Estamos encerrando com um aumento de pedidos pendentes de 54%, cabendo às linhas Ingramatic uma excelente elevação de 42%. Por estas razões, somos gratos aos nossos clientes que se interessam e valorizam nossos produtos.

Qual a visão do Grupo Sacma sobre o futuro do Brasil?

Estamos conscientes sobre o quanto tem sido difícil para o mercado brasileiro, principalmente por razões políticas. Mas nos últimos meses do ano passado registramos sinais encorajadores para a recuperação da situação deste mercado, o que nos leva a crer em melhorias tangíveis, especialmente a partir do segundo semestre de 2018.  

Valeriano Rampezzotti
COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com