Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 67
Busca::..
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Balcão
14/02/2018 08h28

 Balcão

Eu não sou cachorro, não...

Catité, Bahia, é a cidade natal da Central dos Parafusos e do cantor Waldick Soriano  

 

 Júnior Teixeira, Welton Almeida, Rodrigo Matos, Felisberto Carvalho e Juscélia Souza

Às vezes usamos nos textos desta RP um pouco de bom humor, ainda mais destacando uma revenda da Bahia, uma terra onde a tristeza não é bem-vinda. E é de se duvidar que alguém não conheça o refrão musical dos anos 1970, título desta matéria, famoso na voz do cantor Waldick Soriano (1933-2008). Além de Soriano, a cidade de Catité – distante 630 km da capital do Estado, Salvador, com quase de 53 mil habitantes – deu ao Brasil Anísio Teixeira (1900-1971), um dos mais importantes educadores do País, influenciador na criação de escolas públicas em tempo integral, como os CIEPS. Desde 2001 Catité conta com a Central dos Parafusos, revenda criada por Felisberto P. Carvalho, exvendedor de lojas de materiais para construção. Desde então, Felisberto aprendeu a lidar com fixadores, e sua percepção o levou a criar a primeira revenda local segmentada.

“No início era apenas eu e um colaborador, lidando com parafusos e algumas linhas de ferramentas. Em pouco tempo tivemos que ampliar nosso mix de produtos. Sobre filial, podemos ter mais expansão aqui, mas é cedo pensar na criação de outra unidade. Esta cidade tem um potencial econômico muito bom, possui algumas indústrias como no campo da cerâmica, de vestuários e uma grande riqueza mineral. Este subsolo é rico em minério de ferro e urânio. Também há três grandes parques de energia eólica, fonte de prosperidade com energia limpa”, disse.

A Central atende cerca de 200 clientes p/dia, a sede tem 320m², cinco colaboradores, estoca mais 4.800 itens entre fixadores da Âncora, Ciser, Fey e New-Fix e outros. São itens para uso moveleiro, automotivo, construção e máquinas. Em ferramentas elétricas estão a Black & Decker, Bosch e Makita. Em ferramentas manuais estão a Belzer, Gedore, Robust, Tramontina e Vonder, além da Stihl Ferramentas Motorizadas, tendo a Central como revenda autorizada.

Central dos Parafusos
COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com