Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 66
Busca::..
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Itália news
05/12/2017 03h17

 Itália news

 
Panorama Italian Fastener Industry 
 
O universo do setor de fixação na Itália não possui dados oficias em quantidade de empresas existentes. Entre grande, médio e pequeno porte estima-se que são 200 a 250, em todo o pais, com maior concentração ao norte, especialmente na Lombardia - Brianza. Esse perfil de indústria possui cerca de 7.500 colaboradores, média de 33 por empresa, e volume anual de negócios de € 2 bilhões, com mais de 70% da produção exportada.
 
 Fixadores italianos têm excelente reputação global, principalmente pela produção de itens de alta tecnologia. A demanda local consome 75% em plantas primárias, especialmente as automotivas, mas também se estendem às máquinas de terraplanagem e agricultura, construção civil e naval, eletrodomésticos, móveis e mecânica em geral. Os 25% restantes destinam-se aos usuários finais por meio das distribuidoras e varejistas.
 
  A produção de fixadores mecânicos que vem desde o final do século XIX, teve em 28 de novembro de 1961 a criação de sua entidade representativa, a Unione Produttori Italiani Viteria e Bulloneria - UPIVEB, composta pelos mais importantes fabricantes italianos.
 
  Atualmente a UPIVEB mantém 40 companhias associadas, que representam cerca de 75% da produção doméstica, está associada ao European Industrial Fastener Institute (EIFI), a organização europeia de fabricantes deste setor, composta por cerca de 300 empresas, entre a Bélgica, Croácia, França, Alemanha, Inglaterra, Itália, Holanda, Portugal, Espanha, Suíça e Suécia.
 
  Na economia, após a crise, em torno de 2010, há sinais de recuperação segundo a Italian Confindustria Study Centre. O crescimento global no segundo trimestre deste ano foi o mais positivo desde 2010 e estimativas italianas do PIB estão revisadas para cima: de 1,3% para 1,5% em 2017 e de 1/1% para 1,3% em 2018.
 
  Espera-se que ao final de 2018 o PIB recupere as perdas da recessão entre 2011 e 2013, mas ainda assim será 4,7% menor que 2008. As exportações "Made in Italy" devem ganhar market share. Esta situação favorável impacta nas indústrias de fixadores, que têm relatado ressurgimento na demanda local e externa - com destaque ao setor automotivo, mesmo em meio às queixas de alguns devido à políticas equivocadas de marketing.
 
 
Presidente da Lombardia visita a Brugola
 
A Lombardia é uma região ao norte da Itália, possui 9,7 milhões de habitantes, tendo a cidade de Milão como sua capital e Roberto Maroni como atual presidente. Recentemente, Maroni esteve visitando a Brugola O.E.B. Industriale SpA, uma fabricante de fixadores de alta prefomance, destinados às mais importantes fabricantes de motores das principais montadoras automotivas. A visita foi acompanhada pelos presidentes da Bugola e da UPIVEB (associação das indústrias italianas de fixadores), Jody Brugola e Sergio Pirovano.                                Sérgio Pirovano, Roberto Maroni e Jody Brugola
 
 
Assembleia UPIVEB
 
 
 
O Westin Palace Hotel, em Milão, recebeu em 7 de julho de 2017 a Assembleia Geral da UPIVEB, associação das indústrias italianas de fixadores. Presidente da entidade, Sergio Pirovano, destacou o dinamismo das atividades que têm trazido novos associados, bem como a dedicação e o comprometimento entre seus membros.
 
 
 
 
 
 
 
Balança exportadora de fixadores Brasil x Itália (em toneladas)
 
 
 
 
Nesses paises a balança exportora de fixadores está amplamente favorável à Itália. Entre os mais vendidos ao Brasil estão parafusos de ferro e aço (mesmo aqueles já contendo porcas e arruelas), linhas que constam na classifi cação italiana sob o número 73181590.
 
COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com