Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 66
Busca::..
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Balcão
05/12/2017 03h03

Balcão

S.O.S. Parafusos, Mogi das Cruzes, SP
 
Em busca de prosperidade, uma psicóloga e um engenheiro saíram do lugar comum para criar uma revenda de parafusos
 

Tarcízio e Odete Carvalho e as colaboradoras Raiane Andrade, Thábata Grube, Thaís Cristina e Ana Cláudia Pereira

Antes de migrar para fixadores – fundando em 2002 a Fernandes e Carvalho Comércio de Parafusos e Ferramentas Ltda. (S.O.S. Parafusos) – Tarcízio e Odete Carvalho (casados, 2 filhos) atuaram em multinacionais de renome. Ele, como engenheiro mecânico, passou pela NSK Rolamentos e Motores Cummins, de onde saiu para vender fios e cabos, fitas adesivas e outros, alavancando seus rendimentos.

 Mas em 1996 as coisas estavam difíceis e Tarcízio decidiu participar de uma seleção na Ciser Parafusos e Porcas. Acreditava estar regredindo, e que vender fixadores era o “fundo do poço”. Ficou nela por 5 anos, indo para Belenus, passou 2 anos, até viver um traumático sequestro. Saiu e começou a loja com R$ 30 mil (R$ 90 mil, hoje).
 
  A psicóloga Odete passou anos como encarregada de Recursos Humanos na filial brasileira da Hoechst, indústria farmacêutica, hoje Clariant. Saiu da Hoechst e seguiu o mesmo caminho, se tornando de maneira inédita uma vendedora externa da empresa recém-criada.
 
  A S.O.S. começou num salão de 55 m², ponto central de Mogi das Cruzes, SP, 60 km da capital, região de economia mista entre agricultura e indústria. Após 2 anos mudaram para um ponto menos movimentado, mas muito convidativo em preço e com espaço triplicado, além da facilidade em estacionar. A nova revenda já adotava uma postura corporativa, de atendimento à distância para a indústria e comércio, com destaque para o setor moveleiro e automotivo. No balcão, o giro diário é de 100 atendimentos.
 
  Em 2012, no terreno ao lado foi erguida a sede própria da S.O.S., com 450 m². Este espaço conta hoje com uma equipe de 6 colaboradores e 30 mil itens em estoque, incluindo marcas de fixadores como Âncora, Belenus, Ciser, Metalac, Rex, Walsywa e outras. Mas não são só parafusos, pois a empresa é distribuidora local da Gedore, HT, Marluvas, Norton, Starret, Twill, Tyrolit e Ultralub.
 
S.O.S. Parafusos
 
COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com