Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 55
Busca::..
Edição 83
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Eventos Jern Yao
13/02/2016 09h28

Eventos

 

Jern Yao, cada vez mais global e Yao

 

Só a demanda de Taiwan absorve 40% da sua produção de máquinas para estampagem de fixadores

 

Que o Brasil está passando por uma situação difícil todos sabemos, mas o que poderá vir de bom depois? Vale observar o exemplo a seguir.

Em 1993, após uma crise, um movimento envolvendo 50 ex-funcionários da TK-ware, uma fábrica de porcas e máquinas que encerrava suas atividades, deram início a uma nova companhia que viria a se chamar Jern Yao. A primeira palavra vem do nome do fundador somada a “Yao” que remete a “brilho e liderança”. A fundação se deu pelas mãos de Ted Tsai (presidente) e Paul Lin (gerente geral). “Começamos com 23 acionistas e dois majoritários que, somados a capacitados e dedicação profissionais, levaram a empresa à posição global que hoje ela ocupa”, comentou Paul Lin, entrevistado ao lado de Carol Tsai, gerente de vendas.

Após 23 anos, as vendas já passaram de mais de 3,6 mil máquinas divididas entre Bolt Fomers: prensas horizontais de estampagem automáticas para fabricação de parafusos, pinos e rebites; Nut Formers: máquinas para confecção de porcas e a linha Special Parts Former Series para produção de peças mecânicas de formato complexo, todas operantes em processos de conformação à frio. De acordo com Lin, as Bolt Formers estão disponíveis em modelos de dois até sete estágios, alcançando diâmetros de M4 até M30.

Operando com 360 funcionários entre a matriz em Taiwan e a filial na China continental, a Jern Yao é presença confirmada em grandes feiras mundiais do setor de fasteners, como na International Fastener Show, Taiwan, e na Wire Düsseldorf, Alemanha, ambas em abril de 2016. Global, ela tem atuação em 36 países, com o mercado de Taiwan respondendo por um faturamento de US$ 50 milhões/ano, comprador de 40% de toda a produção, sendo os demais 60% destinados aos mercados externos, atualmente com destaque especial para Alemanha e EUA. Mas entre os outros destinos estão países europeus e o Japão, este que já foi um grande mercado, mas declinou nos últimos anos, caso do Brasil, segundo os executivos. “O Brasil é sim um grande mercado para nós, temos muitos clientes lá, como Böllhoff, Braspar, Continental, Jomarca, Manzato, Maxdel, Realeza e outros. Apesar deste momento de redução na sua produção, as Olimpíadas poderão abrir boas oportunidades e gerar ainda mais investimentos”, concluíram Lin e Tsai.

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com