Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 21
Busca::..
Eventos
30/06/2010 01h05

Feicon 2010

O mercado da construção civil está super aquecido. Em tempos onde se exigem preço baixo e alta qualidade, a Feicon torna-se uma das principais ferramentas para quem busca novas oportunidades e ampliação nos negócios

 
A 18ª Feira Internacional da Indústria da Construção – a Feicon Batimat, aconteceu entre os dias 6 e 10 de abril, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo, SP. O evento abriu as portas com 597 expositores (de 29 países), distribuídos por uma área de 85 mil m2, na qual a cadeia que integra a atividade econômica da construção, chegou com firme propósito de ampliar negócios e espaço no mercado. Indústria e varejo trabalham este ano com a previsão de crescimento entre 10% e 12%. Esses índices superam até mesmo o crescimento projetado para o PIB (Produto Interno Bruto) do País, entre 5% e 6%.
De acordo com a Reed Exhibitions Alcantara Machado, organizadora e promotora do evento, estiveram a mostra 2.500 produtos, que foram apresentados à um público qualificado de 172 mil visitantes, formados por arquitetos, engenheiros, construtores, lojistas, representantes de home centers e compradores do exterior, além do consumidor final. O diretor de feiras, Jair Saponari, atribui o maior interesse do expositor ao momento favorável do setor da construção civil, mas destaca principalmente o alto nível técnico das empresas nacionais e internacionais, e o conjunto de novos lançamentos, que se traduz em referência anual para todo o mercado.
 
Belenus (BelTools)
Pela primeira vez na Feicon, a Belenus do Brasil investiu aproximadamente R$ 100 mil, mobilizando em torno de 50 colaboradores. A marca é especializada na fabricação de parafusos e porcas, e na comercialização de ferragens, ferramentas e produtos para o segmento de construção civil. Em um estande de 40m², a empresa lançou a nova linha de ferramentas BelTools, que apresenta diversas famílias. “Temos chaves, alicates, alicates VDE (isolados) ideal para quem trabalha com elétrica, macacos hidráulicos, serrotes, brocas, entre outras. São mais de 2 mil itens, entre ferramentas, ferragens, acessórios e implementos”, declarou o gerente de marketing, Thiago Verdenacci. Porém, mais novidades estão por vir. Em outubro deste ano, a Belenus inaugurará a nova fábrica da marca, em um terreno de 143 mil m², com 33.000 m² de área construída. O investimento alcança a casa dos R$ 75 milhões. Com as duas fábricas, a Belenus espera alcançar 5 mil toneladas de produtos por mês. Serão abertos mais 600 novos postos de trabalho, totalizando 1.300 empregos diretos.
 
 
 
 
 
Jomarca
Participante da feira há mais de cinco anos, a Jomarca trouxe como lançamento os arames de solda mig, arruela funileiro, alicates, tesouras, brocas chata, pregos, pregos telheiro, fitas perfuradas, eletrodos, martelos, metros, micrômetros, colher de pedreiro, clips e esticador para cabo de aço, jogos de chaves e correntes. Os produtos em destaque foram: os auto-perfurantes, o complemento da linha de fixadores em inox, ferramentas em geral e parafusos estruturais em aço médio carbono (ASTM, grau 5 e 8.8), barras roscadas em ferro e B7. Segundo a gerente de vendas, Mariana Oliveira(foto à esquerda), a Jomarca investiu aproximadamente R$ 150 mil na Feicon, com 100 colaboradores entre funcionários diretos e representantes. “Em 2010, estimamos desembolsar cerca de R$ 700 mil em feiras. Já confirmamos participação ForMóbile, em julho, na Construir Minas, em setembro, e na Santos Off shore Oil & Gas Expo, em outubro”, declarou Mariana. A empresa tem a capacidade mensal de produzir 2.100 toneladas de fixadores, com uma linha em torno de 14 mil itens. “Para isto, contamos com a participação de 800 colaboradores, lembrando que temos mais de 80 representantes, fazendo a Jomarca presente em todo território nacional. 
 
 
 
 
Bemfixa
A marca Viva Bricolage foi lançada pela Bemfixa (atuante no setor de fixação, ferragens e bricolagem) durante a Feicon. Além dessa novidade, os visitantes da feira conheceram seis novas famílias de produtos, totalizando 250 itens inéditos. Entre eles, a linha Smartfix (fechos de contato); linha Imagem & Som (plugs, conectores, terminais e cabos), linha Inox (própria para construções externas e locais onde existe maresia); e linha de Números (para residências e imóveis em geral). “A intenção é agregar nossos produtos que não são apenas de fixação, e ficar mais próximos do consumidor final, adepto do estilo ‘faça você mesmo’”, comentou a gerente de contas, Rosana Silva. A Viva Bricolage traz um novo conceito de venda: a exposição e a aproximação com o consumidor final, e já nasce com mais de 2 mil itens, divididos em 18 famílias. A Bemfixa investiu R$ 2,5 milhões no lançamento da marca e estima gerar mais de R$ 6 milhões em novos negócios ao longo do ano, devido a participação na feira. As vendas realizadas durante o evento equivalem a cerca de dois meses de produção, sendo que as linhas de produtos destinadas aos autos serviço, após total migração para a marca Viva Bricolage, representarão 75% do faturamento da Bemfixa.
 
 
 
Vonder
 
Com um estande de 240 m2, a Vonder participou da Feicon, onde investiu mais de R$ 500 mil, envolvendo cerca de 100 pessoas entre a criação e execução. Segundo o diretor comercial, Cristiano Zwiener, o ideal seria possuir uma área de 350 a 400 m2 (mas devido a procura de expositores no evento, é difícil ampliar este espaço). Com um catálogo de 8 mil itens, a Vonder destacou a nova linha de brocas, chamada de ZMX. “Este produto tem uma vídea especial e cruzada, que fura alvenaria e concreto, e se houver um vergalhão ou pedaço de ferro, ela não quebra e continua a perfuração”, explicou Zwiener. Além disso, a empresa apresentou as chaves ajustáveis com catraca (que podem ser articuladas), e as máquinas de solda. Zwiener afirmou que quando se faz um investimento, o mais importante é enxergar o retorno a longo prazo, sendo o principal, a consolidação da marca.
“Receber o cliente no estande, mostrar os lançamentos e estabelecer objetivos comuns”, explicou ele, que completou. “Em função de todos os investimentos, temos que ter previsão de crescimento de no mínimo 20% a 30% ao ano”. De acordo com Zwiener, a Vonder passou por uma readequação, e há dois anos, todos os produtos feitos em aço carbono foram retirados, e inseridos em uma nova marca criada por eles, a Disma. “Todos os produtos da Vonder são confeccionados em cromovanadium ou aço inox. São de material diferente e bem industrial, e não para uso esporádico, hobby ou doméstico”, concluiu.
Walsywa
Desde 1964, a Walsywa produz e comercializa ferramentas e elementos de fixação utilizados na construção civil, sendo a Feicon o espaço ideal para divulgação e aposta em um expansivo desenvolvimento. “Esperamos em 2010 um crescimento acima de 30% nos negócios”, enfatizou o sócio diretor, João Pedro Schrott. “A experiência mostra que quando o mercado está aquecido, como agora, as empresas buscam mais por produtos confiáveis e de qualidade, ao invés de opções baratas, que podem comprometer a obra. E temos observado que a Walsywa é uma das opções número 1 nestas horas”, completou. Segundo ele, a empresa procura sempre inovar e tem desenvolvido boa parte do que é utilizado em fixação à pólvora e fixação mecânica no Brasil.
 
A Walsywa apresentou os seguintes lançamentos: Fixação mecânica: relançamento do chumbador URW e barras B7 e porcas 2H. Fixação à pólvora: ferramenta sem regulagem de potência PSL 10. Fixação química: adesivo WA230 capaz de colar qualquer produto ao concreto, pedra e ferro, e silicone de cura acética e neutro. Drywall: linha completa de ferramentas como alicate prendedor de perfil, tesoura aviação reta, bit com limitador, lixa etc, e perna mecânica para trabalhos no forro com a qual o operador substitui escada e andaime. Telas e arames: tela soldada Construfix para amarração de alvenaria. “A Feicon é sempre uma experiência diferenciada para a empresa, já que todo ano recebemos visitas de pessoas que falam do pai e, até mesmo avô, que já utilizavam uma ferramenta nossa. É sempre uma enorme satisfação encontrar nossos clientes em um ambiente menos formal, e poder mostrar ao vivo as novidades que ele poderá introduzir à sua linha”, concluiu Schrott.
 
IV Plast
A IV Plast Indústria e Comércio Ltda., atuante no ramo de buchas de fixação participou pela primeira vez na Feicon. Segundo o supervisor de vendas, Edson Zago, foram apresentadas buchas especiais, para gesso, drywall, bloco e tijolo oco. “São itens diferenciados, pouco divulgados, e que estamos destacando na feira”, explicou ele. Com um estande de 25 m2, Zago informou que investiu R$ 40 mil. “Este é um valor alto para uma empresa do nosso porte, mas acreditamos que haverá um retorno satisfatório, creio que a médio prazo. Sem contar que é importante fixar nossa marca, pois trabalhamos com todos os tipos de buchas de fixação, buchas especiais e caixas de luz na parte elétrica”, declarou.
 
 
Fixtil
A empresa de acessórios para fixação comemora 21 anos de atividades em 2010, e lançou na Feicon mais de 130 itens, pertencentes aos seus diversos segmentos de atuação – fixação, ferragens, elétrica, brocas, puxadores para móveis e placas de sinalização – ampliando a linha de produtos para mais de 2.600 itens. A gerente de marketing, Adriana Lopez, destacou os novos layouts de embalagens, criados com designs mais modernos e arrojados, com cores mais vivas e novas imagens que retratam o conceito da Fixtil. “Apresentamos soluções práticas e eficientes de fixação, orientando os clientes em cada segmento, sobre os tipos de ferramentas necessárias para fixar o produto”, contou Adriana. Segundo a gerente, a linha Brico Color é um conceito inovador de embalagens, que beneficia a cadeia de profissionais ligados ao segmento de auto-serviço (revendedor e consumidor final). Outro destaque ficou por conta dos parafusos para drywall, em três modelos diferentes, e as buchas especiais para drywall, oco e forros de gesso, em cinco tipos diferentes.
 
 
                  
 
Ciser
Presente em todas as edições da Feicon, a Ciser levou este ano ao evento o parafuso Tenex – sistema de fixação para estruturas metálicas –, considerado o melhor produto de 2009 na categoria Parafuso, pela revista Revenda. O produto apresenta um sistema de fixação, que encontra o ponto exato do torque por meio da ruptura de uma espiga, que fica em uma das suas extremidades. “É um item inovador, aplicado no segmento da construção civil e estruturas metálicas”, destacou Marcelo Moraes, gerente regional de vendas da Grande São Paulo. A Ciser também levou a linha Stud Bolt, voltada especificamente para construção de estruturas mistas aço-concreto, especialmente vigas e lajes; a linha Fente, com tecnologia desenvolvida para resistir a vibrações e variações de temperatura; a linha Parafuso Telha, para telhados em estrutura metálica; e a linha Chumbador, usada em instalações gerais, como batentes, grades, portões, toldos, mezaninos, estantes, antenas, escadas, luminárias e placas de sinalização. Ainda apresentou a linha de barra B7 e estojo B7 para o segmento de óleo e gás (recentemente, a Ciser recebeu o Certificado CRCC, que a credencia junto a Petrobras).
 
 
Âncora
Em comemoração aos 18 anos no fornecimento de soluções para fixação, a Âconra ampliou seu catálogo de produtos. Em um estande de 100 m2 (em 2011, a intenção é aumentar para 150 m2), a empresa expôs arames galvanizados, arames encapados, toda a linha de silicone, tela de amarração de alvenaria e tela para fachada. Também houve uma renovação para toda a linha química e aplicadores químicos, e mais um modelo de ferramenta de ação indireta (fixação a pólvora). “Estamos investimento muito na ampliação dos produtos, voltados para a fixação da construção civil”, enfatizou a gerente de vendas, Elaine Cristina, declarando que o custo para a Âncora participar da Feicon foi de R$ 100 mil, mobilizando cerca de 60 pessoas. “A feira é o início de grandes negócios para nós. Começamos as relações com os clientes na Feicon para concluí-las futuramente. Nos meses após a feira percebemos os resultados”, disse.
 
 
 
 

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS: