Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 21
Busca::..
Edição 83
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Fundamentos de Marketing
30/06/2010 03h08

Planos de contingência

O Plano de Contingência é uma das etapas do Plano Estratégico de Marketing (PEM), cuja função essencial é avaliar riscos do negócio, prever eventos aleatórios prejudiciais ao processo empresarial e propor medidas de correção de curso. Embora mundialmente reconhecidos pela grande habilidade em lidar com adversidades que o mercado nacional impõe, sobretudo nas últimas três décadas, profissionais brasileiros ainda engatinham nos planos de contingência. Que tal um rápido e objetivo “quis” para que possamos refletir a respeito? Você sabe quais são as datas e horários previstos para a participação da Seleção Brasileira de Futebol, na Copa deste ano? Sua empresa tem um plano prevendo consequências caso a Seleção perca na primeira fase? E se ganhar a Copa? Este evento acarreta prejuízos? Quanto exatamente? Seria esta uma oportunidade para motivar funcionários? Há como aproveitar a Copa para incrementar as vendas?

Faltando pouco mais de um mês para o início da Copa, poucas empresas têm um plano prevendo todas as variáveis positivas e negativas que a competição poderá acarretar. Ainda mais raras são as empresas que já têm um planejamento de longo prazo que contemple a Copa de 2014, a ser realizada aqui mesmo no Brasil. Catástrofes de ordem natural ou até mesmo provocadas pela ação do homem têm uma taxa de previsibilidade muito baixa. Há, entretanto, que se observar que planos de contingência não têm por objetivo a previsão, mas a proposição de estratégias alternativas, caso tais eventos venham ocorrer algum dia. O “País Tropical, abençoado por Deus”, cantado por Simonal nos anos 70, está muito mais globalizado nos dias atuais.
Paralisações do tráfego aéreo têm causado muita dor de cabeça e prejuízos de bilhões em todo o mundo e no Brasil. Será que sua empresa tem um plano que considere a possibilidade de haver um ataque terrorista ao estilo de “11 de Setembro”? A atividade vulcânica na Islândia causou prejuízos de bilhões de dólares decorrentes das 44 paralisações do tráfego aéreo. Será que sua empresa tem uma avaliação sobre as ameaças e oportunidades oriundas da atividade vulcânica ao redor do mundo? Encerro este meu artigo desafiando o leitor com mais uma pergunta: em que medida o vazamento de petróleo no Golfo do México pode ameaçar ou criar uma oportunidade para sua empresa?
Hans Müller é sócio-diretor da White Oak Marketing
hans@whiteoak.com.br
COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com