Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 102
Busca::..
Edição 103
Edição 102
Edição 101
Edição 100
Edição 99
Edição 98
Edição 97
Edição 96
Edição 95
Edição 94
Edição 93
Edição 92
Edição 91
Edição 90
Edição 89
Edição 88
Edição 87
Edição 86
Edição 85
Edição 84
Edição 83
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Balcão
18/03/2024 10h09

Balcão

A Milimétrica, de Porto Alegre, RS

Revenda surgiu em 1964 na transição envolvendo fixadores milimétricos automotivos

Cleomar Mores, Fabrício Silveira, com Luciano e Marcelo Paes da Silva

Fundada por Osmar GuilhermeMores (1929 - 2013) e Hilário Joaquim Fiori (1926 -2013), sob o nome Casa A Milimétrica,esta revenda gaúchasurgiu em 1964 para atuar nareposição de parafusos e similaresno segmento automotivo. Posteriormente rebatizada “A Milimétrica”, a loja do “seu Osmare seu Hilario" demonstrava assim dispor de itens classificados pelo sistema métrico,em oposição ao padrão polegadados carros americanos.

Localizada no bairro Azenha, Porto Alegre, RS, regiãoque desde os anos 1970 se vocacionou como polo de autopeças, devido ao antigo point na Avenida Farrapos ficar inviabilizado por reformulação urbana.

Segunda geração, nosso entrevistado foi Cleomar Luís Mores - sócio de Júlio Cezar Fiori (ambos filhos dos fundadores) -, que é formado em Química, matéria que o dividiu entre as atividades na loja até sua graduação,em 1982.

“Atualmente, a equipe Milimétrica dispõe de mais de dez mil itens em estoque, atende mais de 150 clientes ao dia no balcão das duas lojas, na Rua Professor Freitas de Castro 366, e na Av. Azenha 616. Cerca de 80% das vendas vêm do balcão, com os 20% restantes em vendas para empresas, disse Cleomar, completando:“Nossa clientela se divide entre oficinas de automóveis, caminhões e ônibus, instaladores em geral, setorde construção civil, além dos tradicionais prestadores de serviços e consumidores finais”.

Cerca de 70% dos negócios provêm de fixadores (parafusos, porcas e similares, além de grampos, abraçadeiras, anéis elásticos), 50% deles automotivos, num escopoque incluem fixação drywall. Ferramentas, adesivos e abrasivos giram 30% do movimento comercial total.

“No geral, A Milimétrica sempre foi vocacionada ao varejão de parafusos automotivos, ou seja, no balcão. As vezes o cliente fica na espera antes de abrirmos”, concluiu Cleomar.

A MILIMÉTRICA
COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com