Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 63
Busca::..
Edição 88
Edição 87
Edição 86
Edição 85
Edição 84
Edição 83
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Eventos
04/05/2017 05h08

 Eventos

 

Mais de 90 mil visitantes na casa nova da Feicon Batimat

A feira que engloba produtos, serviços e inovações para construção e acabamento teve como palco um pavilhão digno do século XXI

 

O mais moderno pavilhão de eventos da capital paulista, o São Paulo Expo, recebeu em abril passado a 23ª Feicon Batimat, feira de negócios que contou com mais de 1.400 marcas nacionais e internacionais expostas, bem como cerca de 90 horas de palestras e workshops.

Maior evento da construção e acabamento da América Latina, essa feira tem grande relevância especialmente por se manter anual e com grande movimentação, sobretudo se considerarmos que este tipo de encontro normalmente se realiza apenas a cada dois anos.

“Estamos orgulhosos, movimentamos muitos setores econômicos nesses dias. Já temos 55% de empresas renovadas para a edição de 2018. Além disso, atingimos nossa meta de ter um público mais qualificado, com maior poder de decisão e possibilidades de negócios para nossos expositores”, comentou Alexandre Brown, diretor do portfólio de construção da Reed Exhibitions Alcantara Machado (Reed), empresa organizadora da Feicon Batmat.

Internacional: segundo o site da feira, diversas nações expuseram como o Afeganistão (1 expositor), Brasil (336), Canadá (1), China (189), Emirados Árabes Unidos - EAU (1), Egito (1), Itália (2), Polônia (1), Portugal (1), Taiwan (9) e Turquia (1).

Logo na entrada pode-se notar o pavilhão com muito espaço para expansão, haja vista que a economia ainda está em início de recuperação. Contudo, esse vazio pode servir de indicativo de um avanço a se confirmar na edição 2018.

Por sua vez, a fixação está em toda parte, mas como nossos leitores sabem, aqui buscamos retratar os players diretamente linkados com parafusos e afins, com atuações no desenvolvimento, na fabricação, aplicação e, também, os agentes revendedores do Brasil e do exterior, num mundo cada vez com mais negócios e com menos fronteiras. Boa leitura!

                           Walsywa

Presente nas últimas 16 edições da feira, a cinquentenária Walsywa destacou sua linha de fixadores em inox, lançadas na Feicon 2015. “A novidade em 2017 é que incrementamos neste segmento cerca de 200 novos itens, o que tem gerado muito sucesso e desejo de ampliarmos ainda mais”, comentou Eric Ferraro, gerente de vendas. Denominada Walsywa Winox, esta linha possui parafusos com cabeças cilíndricas e sextavadas, porcas sextavadas e auto-travantes, arruelas convencionais e de pressão, barras roscadas e rebites de repuxo, todos produzidos em AISI 304, garantia de elevado nível de resistência à oxidação, à deformação e ao calor. “Esses produtos têm grande demanda nas regiões litorâneas, mas também são fornecidos aos setores sanitários, onde encontramos as indústrias de alimentos, de bebidas e medicamentos, além de aplicações em itens utilizados em cozinhas e banheiros. Outra linha destacada foi a Naja, a mais moderna ferramenta fincapinos no Brasil com acionamento a gás, indicada para uso em montagens e instalações de componentes”, finalizou o executivo.

                           Âncora

No ano que marca seu 25º aniversário, a Âncora Sistemas de Fixação apresentou algumas novidades em selantes, sistemas a gás, buchas, além de itens para içamento no setor eólico. Quando tudo começou, ela se posicionava como Âncora Chumbadores, bem diferente do atual momento em que se posta empresa de soluções para construção civil.

Mas o ponto que destacamos está centrado numa ação de merchandising, na qual a Âncora busca colocar os clientes em contato ainda maior com seus produtos. Trata-se de um misto de showroom e display móvel batizado de Único, uma van personalizada operada por um especialista em produtos Âncora que visitará clientes, incialmente em cerca de 200 kmda capital de São Paulo, mas a empresa já planeja mais duas unidades para atuar no Sul e no Rio de Janeiro. Segundo Elaine Rodrigues, diretora de canais, essa van é algo inédito em se tratando de fixação, suas ações se dividirão entre demonstrações de novos produtos, ensaios, aplicações e treinamentos, seja num estacionamento de uma revenda ou num canteiro de obras, sem custos para a empresa solicitante.

                                                              Yieh Corp.

Siderúrgica fundada em 1997, está sediada na cidade de Kaohsiung, Taiwan, além de possuir filiais na China e Canadá e escritório em Dallas, EUA. Fornecedora de diversos tipos de metais, especialmente aços-liga e inox (em aços planos e longos, como fio-máquina e arame galvanizado), a Cia planeja espalhar sua rede de distribuição pelo mundo para obter maior aproximação com sua clientela. Yieh Corp faz parte do E United Group, que tem negócios nos setores de educação, médica/hospitalar e imobiliário, além da siderurgia. Entre os destaques na Feicon, ela apresentou suas linhas de metais, além do YCS-500, uma nova linha de parafusos com altos níveis de resistência à corrosão, especialmente para uso em ambientes com altos níveis de agentes corrosivos como nas zonas litorâneas, segundo informou Michele Lin, gerente internacional para vendas na América Latina, ao lado de Sarah Wolf, gerente de Fastener Marketing. A empresa trouxe também outras novidades, como os parafusos autoperfurantes, autobrocantes, bem com chipboard e para aplicações em madeiras, como em decks.

                                 Sfor

Criada em 1986 para produzir manípulos para suportes de televisão, desde 2000 a Sfor passou a se dedicar mais intensamente na fabricação de buchas em plástico e nylon.

Situada em São Caetano do Sul, SP, a empresa opera com cerca de 60 funcionários, dividindo suas atividades entre manuseio de injetoras plásticas e sistema de encartelamento, onde suas linhas se tornam bem diversificadas, tendo kits com parafusos e similares, miudezas elétricas e de fixação plástica, como se pode notar no site Sfor, que tem um detalhe de dar inveja aos grandes: em português e inglês.

“Buscamos atuar em diversas direções da fixação, mas dentro de aplicações de nível leve, fazendo buchas para uso em drywall, tijolo baiano, tijolo maciço e concreto”, comentou o gerente comercial da Sfor, Alexandre SforsinPela 4º ano consecutivo na Feicon, Sforsin relata que em anos anteriores a empresa expunha por meios dos boxes do Sebrae, até chegarem ao atual estágio.

 

                                                                   Tekbond

Um grato momento na Feicon foi o nosso primeiro encontro com a Tekbond, por meio de Rodney Zachariasgerente de Vendas desta empresa nacional que traz em seu DNA a fabricação de linhas anaeróbicas, composta de produtos para travamento de parafusos, porcas e prisioneiros, sistema capaz deevitar o afrouxamento em sistemas de fixação causados por elevados níveis de vibrações ou trepidações. Além disso, a empresa dispõe de itens para vedação com anaeróbicos aplicáveis em tubulações rosqueadas e flanges, bem como fixação, aplicável em montagens de peças cilíndricas como rolamentos, eixos, gaxetas, mancais e outros. “Anaeróbicos representam mais de 15% de nosso faturamento, temos forte presença no setor automotivo, mas isso se dá através do processo de manutenção dos veículos, onde nosso principal canal de vendas são as lojas e mercados de autopeças. Atendemos no mercado automotivo fornecendo para as indústrias de peças”, concluiu o executivo.

Mas as linhas da Tekbond são bem extensas, e na Feicon a empresa abriu todo seu leque de produtos, com grande destaque à consolidação do processo em que a empresa assumiu a exclusividade na produção e distribuição das linhas epoxi Araldite.

 

                                                  Borgh

Frank Balen (Diretor técnico), Amanda Ribeiro (responsável por negócios na AL) e Richard  Nagtegaal (CEO)

Há 40 anos desenvolvendo e produzindo soluções para construção e indústria, especialmente em fixação, a Borgh é originária da Holanda, com unidades na Alemanha, Bélgica, República Checa e Suíça, além de escritórios em Santa Catarina e São Paulo, onde já possui estoque na cidade de Vinhedo. De acordo com Amanda Ribeiro, essa Feicon foi muito importante pois onde muitos dos visitantes tiveram seus primeiros contatos e testes com as linhas Borgh. Ribeiro destacou as linhas de fixação estrutural, como as buchas de nylon série BCP que substituem com mais segurança os chumbadores metálicos tradicionais, com resistência ao arrancamento de 22.9 kN. A linha se complementa com soluções para fixadores em inox, parafusos auto-brocantes tanto para madeira como alumínio e também drywall.

 

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com