Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 15
Busca::..
Edição 83
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Balcão
30/04/2009 03h04

Qualidade em primeiro lugar

"Qualidade é obrigação, e não diferencial". Essa é a premissa da Portofix, que está no mercado há 10 anos, e hoje, possui um estoque com mais de 10 mil itens de fixação

 

A Portofix é uma loja de elementos de fixação em geral, voltada para todos os segmentos do mercado nacional. Com dez anos de existência, a empresa está instalada na cidade de São Paulo, no bairro do Jardim da Saúde, mas a ideia de abrir este negócio, nasceu na praia de Barramares, em Porto Seguro, BA, durante o carnaval de 1999 – por este motivo a logomarca é um coqueiro. A proposta inicial era explorar a área de encartelados, mas antes mesmo do registro na Junta Comercial de São Paulo, em maio de 1999, o market share já havia sido modificado e direcionado para o ramo atual. “Trabalho com fixadores desde os 15 anos, quando iniciei minha carreira profi ssional no departamento de compras de uma grande metalúrgica na região de São Caetano do Sul, SP.

Em 1993, recebi o convite para ser sócio de uma loja de parafusos; como estava procurando novos desafios, aceitei”, lembrou o diretor Maércio Moreira, que tem como sócia Célia Galdeano Moreira. A Portofix também produz peças especiais em parcerias com empresas pequenas, porém, certificadas pela ISO 9001:2000, pois segundo Moreira, o importante é a qualidade do produto e comprometimento do fornecedor. “Já foi a época em que o cliente exigia por uma marca de parafuso. Hoje, os fabricantes precisam ter qualidade para oferecer ao consumidor produtos confiáveis. Nós priorizamos essa questão, tanto que no mês de julho receberemos a nova versão da ISO 9001:2008”, salientou.

Maércio Moreira, diretor da Portofix (foto à direita)

 

Ao longo desse período de atividades, Moreira duplicou a área de logística da Portofix, e atualmente possui mais de 10 mil itens em estoque. Nos dez primeiros meses de 2008, a firma cresceu 18 % em relação aos 12 meses de 2007. Já nos meses de novembro e dezembro, com a chegada da crise mundial ao Brasil, foi registrada uma queda acentuada no volume de vendas. Sobre 2009, Moreira acredita que será o ano da “quebradeira”. “O lojista que não estiver bem estruturado correrá sérios riscos de falência. A tendência é o aumento ainda maior na inadimplência, tanto da pessoa jurídica como física, além do consequente aumento das taxas de juros para empréstimos, que atinge diretamente diversos lojistas. Será preciso criatividade e dedicação para esperar a tal ‘marolinha’ passar”, analisou. A constante elevação do índice de qualidade dos produtos ofertados pelos fabricantes nacionais é o que mais agrada Moreira neste ramo de fixação, mesmo acreditando que a qualidade é uma obrigação e não um diferencial. “A logística, estoque e distribuição, também melhoraram nos últimos tempos. O comprometimento do distribuidor com o cliente, desfez a imagem que existia no passado ‘que o nosso segmento vende promessas e entrega desculpas’”, encerrou.

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com