Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 60
Busca::..
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Persona
27/11/2016 09h33

 Persona

   

Marketing & Vendas ou Marketing x Vendas?
 
 
Considerado o pai da administração moderna, o austríaco naturalizado norte-americano, Peter Drucker (1909 - 2005), certa vez disse que “a missão de marketing é tornar os vendedores desnecessários”. É uma verdade absoluta que marketing vem antes da venda, mas um depende do outro. Isso levado ao extremo pode causar polêmicas, mas as empresas realmente buscam isso, mesmo sendo utópico, ou seja, fazer as coisas funcionarem sozinhas. Ações de marketing despertam a atenção do cliente, esclarece o que é o produto/serviço, benefícios, bem como e onde utilizá-lo. Quanto ao cliente comprar, pagar e agir como máquina..., não foi isso que Drucker quis dizer. 
 
Marketing desempenha sim um essencial papel em abrir as portas para conquistar e, também, manter clientes através de divulgações, promoções, merchandising e outros. Sem elas o vendedor começaria do zero, tão esclarecedor quanto uma folha de papel em branco. Essas ações despertam e ampliam a compreensão sobre o que a empresa faz, como faz e, principalmente, o que o cliente ganha com isso. 
 
Conquistada, a confiança requer manutenção sempre, pois nos descuidos ela pode apresentar vícios da acomodação, às vezes imperceptíveis, além dos avanços da concorrência. Luz amarela acesa, é aí que os vendedores e gestores agem, atentos às infinitas variações comportamentais do mercado, algo que o marketing sozinho certamente iria fracassar. Só pode ser considerado marketing se é eficaz, incluindo a venda. Do contrário, não foi marketing, foi promessa intangível ou, pior, falsa promessa. O cliente percebe se é marketing de verdade se existe um vendedor de verdade desde o pedido, tramitação até a entrega, findando no sagrado e indispensável pós-venda. Nessa trajetória, no front dos negócios pela New Fix, colocamos diariamente essas ações mistas de Marketing & Vendas, nunca de Marketing x Vendas.
 
Enéas Henrique de Oliveira
Diretor comercial da New-Fix Rebites e Parafusos
eneas@newfix.com.br

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com