Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 60
Busca::..
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Balcão
27/11/2016 09h37

     Balcão

 

Central de Parafusos, Porto Alegre, RS

 

De balcão de padaria para balcão de revenda até criar sua própria loja, saga da família Silva

 

Alceu Malta da Silva foi balconista de padaria antes de trabalhar, por anos, em revendas de fixadores (Costafer e a Antônio Fortes, ambas extintas), quando, há 33 anos, sua esposa Jacinta Silva comentou à moda gaúcha: “se tu queres, então vamos começar o nosso próprio negócio”. Ela foi até a junta comercial da capital Porto Alegre e registrou a empresa, começando com o atual nome, Central de Parafusos, no fundo da casa em que moravam. Ainda sem atendimento direto ao público, eles prolongaram esse perfil de escritório de vendas por 10 anos, até partir para a condição de loja aberta ao público, instalando-se em uma sede locada próximo à Avenida Assis Brasil, onde ficaram por oito anos, até comprar o terreno e construir a atual loja.

Instalada na Avenida Sertório, nas imediações do aeroporto Salgado Filho, a Central Parafusos possui 600 m² de área construída, 10 colaboradores, além dos Silva: Alceu, Jacinta e Gustavo (filho).

“Fixadores são 80% do estoque e do giro. Somos uma distribuidora, mas com atuação também no varejo, realizando mais de cem atendimentos diários só no balcão, mesmo com parada para almoço e abrindo de 2ª a 6ª feira. No atendimento externo nossos clientes são locais, mas muitos são de cidades mais distantes, como Rio Grande e Santa Catarina”, comentou Alceu. Por sua vez, Jacinta lamenta que nesta extensa carteira de clientes muitos fecharam em virtude dos elevados e rápidos impactos econômicos.“Sobre o presente e o futuro, estamos aqui há 8 anos, mas nosso espaço já está no limite. Gostaria de expandir a atuação e diversificar. Pensei em cabos de aço, mas isso demandaria um grande espaço, que já não disponho mais”.

Central de Parafusos

centraldeparafusos@terra.com.br

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com