Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 54
Busca::..
Edição 83
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Eventos - Taiwan
07/12/2015 03h02

 Eventos

 

Taiwan apresenta prévia de sua feira internacional de fixação

 

Evento envolve organização de autoridades locais de comércio exterior, da administração pública da cidade sede, Kaohsiung, do TAITRA e TIFI

 

Entre 11 a 13 de abril próximo acontecerá o encontro entre fabricantes de fixadores, bem como diversos agentes atuantes no fornecimento e consumo de parafusos e similares.

De acordo com a organização, a cada seis fixadores no mundo, um é feito em Taiwan, sendo que a cidade sede, Kaohsiung e seu entorno, 290 km ao sul da capital Taipei, é uma espécie de grande ABC paulista, concentrando a maior parte dessas indústrias. Diferente de 2014, em que a feira teve dois dias, 2016 terá três. Na coordenação e realização do encontro, que é bianual, estão o Bureau of Foreign Trade, MOEA (autoridade do comércio exterior), a prefeitura de Kaohsiung, o Taiwan External Trade Development Council, conhecido como TAITRA, e o Taiwan Industrial Fasteners Institute (TIFI), entidade que associa mais de 600 fabricantes locais de fixadores. A organização informou que existe uma fila de espera, pois a demanda superou a oferta de mil estandes. Com base em 2014, o número de visitantes locais foi de mais de 24 mil e 1756 vindos do exterior.

Em outubro ultimo, com o apoio do Taitra, a organização apresentou para um grupo de representantes de mídias especializadas. Incluindo a Revista do Parafuso (Brasil), estiveram presentes Phil.Matten, da Fastener + Fixing (Reino Unido); Jörn Brüningholt, Eisenwaren-Zeitung Tools & Trade (Alemanha); John Woltz, da Global Fastener News (EUA); Alecxander Ostashov (Rússia) e Kobayashi Daisuke, do Fastening Journal (Japão). Confira algumas das expositoras, a seguir:

 

                                                 Anchor Fasteners Industrial

Fundada em 1986 por Anchor Chang, o atual chairman do Taiwan Industrial Fastener Institute (TIFI), a empresa tem uma gama diversificada de fixadores, produzindo chumbadores para construção civil, fixadores automotivos e até parafusos odontológicos. Possui 290 colaboradores nas unidades de Taiwan, sendo que a planta Kaohsiung produz até 12 mil tons/ano. Entre China e Vietnã são mais 230 colaboradores. O faturamento total anual é de US$ 40 milhões provenientes da produção de chumbadores (40%), autopeças e itens especiais (20%) e linha chamada clinching, composta de porcas-rebites e outros. As vendas se dividem entre Europa (40%), Ásia (30%), América (25%) e local (5%). Ausente, o presidente delegou a missão ao “Clube da Luluzinha”, termo gentil em razão de ser formado somente por jovens executivas das áreas técnicas, de vendas e comercio exterior, sob a tutela da diretora Betty Chang (1).



                                                  THE - Stainless Steel Fasteners

O nome identifica claramente a especialidade em produzir fixadores em inox. Fundada em 1978, a Tong Hwei Enterprise (THE) produz em duas plantas industriais que ocupam terrenos de 100 mil m² quadrados, ambas sob iluminação solar, segmento em que o grupo também atua, fabricando placas de células fotovoltaicas pela Ming Hwei Energy. A THE fatura US$ 160 milhões anuais, tem 350 colaboradores e sua produção alcança 3,5 mil toneladas (tons) mensais entre porcas, parafusos e barras roscadas, com diâmetros entre M6 e M24. De acordo com Jimmy Ko (1), vice-presidente da Cia, ao lado de Anthony Tsai (2), diretor executivo , Belenus e Ciser são dois de seus principais clientes no Brasil. Mas seus mercados mais importantes estão na América do Norte e no Japão.

 

                                  Chun Zu

Marca conhecida em nosso país, a Chun Zu Machinery Industry realizou o encontro com a imprensa coordenado por Cheng-Yao Sun (1), o gerente geral que apresentou a Cia, ao lado de Flora Wang (2), gerente de exportação. Durante o tour os anfitriões mostraram diversas encomendas em fase final de produção, inclusive para o Brasil, país onde eles entregaram há dois anos uma de suas grandes prensas, com capacidade para conformação a frio de diâmetros de até 36 mm, instalada na Metaltork, grande SP. Além disso, vimos uma prensa com capacidade de estampagem de até 32 mm x 400 mm que estava em fase final, com destino à Royal Ciclo, fabricante catarinense de peças para bicicletas, além de outras unidades encomendadas pelo grupo gaúcho Bigfer. Cerca de 70% das 400 unidades são exportados, com 30% ficando no mercado interno das bolt formers, nut formers e laminadoras de roscas”, comentou Flora Wang.

 

                                                                      Your Choice Fasteners & Tools

Em geral, as fabricantes de fixadores em Taiwan são muito jovens, caso da Your Choice, fundada em 1992, mas com rápida evolução. Sua planta industrial ocupa 15 mil m², com 110 colaboradores, é 100% exportadora, e tem a Europa como maior mercado (55%), seguida pela América do Norte (20%), Ásia (12%), Américas Central e Sul (5%), com o restante (8%) diluído em outras regiões. Entre 2010 e 2014 a empresa dirigida por Porter Nian (1), presidente, e Johnson Chang (2), gerente geral, teve desempenho médio anual de US$ 19 milhões em faturamento, com 8 mil tons de fixadores produzidas. Já 2014 foi o melhor ano, passando de US$ 23 milhões com 9,5 mil tons de peças. Suas linhas se dividem em parafusos: auto-perfurantes (40%), telheiros (29%), longos (12%), janela (10%) e auto-atarrachantes (9%). As dimensões vão de M3 a M8 de diâmetro e comprimento de 9 a 400 mm.

 

                                                                Ying Ming

Focada em parafusos de alta resistência, a Ying Ming Industry é um player automotivo. ISO 9001: 2008; ISO 14001: 2004 e ISO/TS 16649: 2009 são certificações que ela tem pela TÜV Rheinland Group, além de ser homologada Ford Q1 e MadDermid ZinKlad 250 (Ford S437, GMW3044X). Fundada em 1969, desde 1973 fornece para a Nissan e, atualmente, para diversas montadoras globais como a Ford, Mazda, Mitsubishi e Volkswagen AG. Sua produção se divide entre as classes 8.8 (30%), 10.9 (27%), 12.9 (25%) e outros. São itens de diâmetros M5 a M22 mm e comprimento de 6 a 300 mm. Possui plantas industriais em Taiwan e China, totalizando 350 colaboradores. Sua produção é exportada para Ásia (30%), Europa (23%), EUA (10%) e o restante mundo afora. Em Kaohsiung, as placas de energia solar também tem forte presença, com geração de 2000 kWh, uma redução de 1072 kg de CO², conforme pode se notar na foto de Glen Liou, presidente da Cia.

                                                       Boltun Corporation

A combinação de bolt (parafuso) e nut (porca) formam o nome Boltun, simplificando qual é o core business da Cia, que tem tido uma expansão vertiginosa, e em 2014 deu um largo passo ao comprar a Eska Automotive GmbH, fabricante alemã de parafusos e porcas de alta resistência e itens especiais automotivos. “Na Alemanha, bem como em toda Europa, apostamos nas ligas de alumínio”, declarou Quintin Chuang, CEO. Totalizando, o grupo tem 3,4 mil colaboradores, produção de até 120 tons/ano e em torno de US$ 500 milhões/ano de faturamento. Sua atuação está em distribuidores (60%), Tiers (28%) e OEM´s (22%), dentro dos mercados europeus (40%), americano e asiático (30% cada). Sobre o Brasil, a empresa chega através do fornecimento para montadoras globais, mas as complicações burocráticas eliminaram planos para atuar por aqui. Sua demanda é tão intensa, que as fabricantes de máquinas não conseguiam dar atendimento, fazendo a Boltun construir suas próprias bolt former e bolt nuts.

 

 

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com