Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 54
Busca::..
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Atigos
07/12/2015 03h06

 Artigos

 

Laminação de roscas: comparação entre diferentes tecnologias - Parte Final

 

Técnico israelense conclui artigo que aponta vantagens e desvantagens entre os diferentes processos

 

Resumo comparativo entre os sistemas

 


Custo

Pentes planos para laminação de rosca são mais baratos, porém, processam quantidades menores de peças comparado aos sistemas de rolo laminador e de rolo & setor. Consequentemente, eles também necessitam ser trocados com mais frequência, o que significa mais tempo de máquina parada.

Para bitolas menores, até M5, o custo da laminação por peça é menor com pentes planos, quando comparado aos demais. Mas essa vantagem praticamente desaparece conforme se aumenta a bitola de rosca e a dureza da peça. Aí o custo por peça em rolo & setor, em máquinas com alimentação controlada e estrutura fechada, pode chegar a 1/5 do custo por peça se comparado com pentes planos.

 
Confiabilidade e manutenção

Máquinas de pentes planos devem passar por manutenção periodica para se manterem precisas. Por essa razão, esse tipo de equipamento tem o custo de manutenção mais elevado, com o maior tempo de máquina parada, entre todos os sistemas.

Máquinas laminadoras de rolos circulares necessitam de pouca manutenção mecânica, esses equipamentos normalmente possuem sistemas hidráulicos que podem necessitar de uma cuidados especiais.

Os novos modelos de máquinas de rolo e setor (planetárias) não possuem carro nem sistema hidráulico e, por isso, quase não requerem nenhum tipo de manutenção. O eixo principal funciona dentro de rolamentos cônicos que podem ser reajustados de tempos em tempos, após alguns anos de operação e, dessa forma, a máquina pode manter sua precisão mesmo após 20 anos de operação continua.


 

Velocidade

Sistemas de laminação por rolo & setor são de duas a três vezes mais rápidos do que em processos por pentes planos, e até 10 vezes mais rápidos do que em laminadoras de rolos.

Tempo de set-up

Este é equivalente nos 3 sistemas quando utilizadas as ferramentas apropriadas. Laminadoras de rolos circulares, com sistemas automáticos de alimentação, podem levar mais tempo para serem ajustadas.

 

Peças com alta resistência à tração (laminação pós tratamento térmico)

 

Laminadoras de rolos oferecem um número quase ilimitado de revoluções da peça laminada e, por isso, são ideais para processamento de peças mais duras do que 30 HRC.

Máquinas planetárias com estrutura fechada possuem a melhor relação “preço por peça” entre todos os sistemas. Ao laminar blanks de bitolas altas, os sistemas de rolo & setor oferecem, em média, 50% a mais revoluções da peça do que em laminação por pentes.


 

Laminação de formas complexas

Máquinas de pentes planos são a solução mais prática para laminação de formatos complexos em peças de baixa/média dureza, uma vez que os pentes são fáceis de projetar e fabricar. Ao laminar peças de dureza alta, as máquinas de rolos terão uma vantagem devido a sua capacidade de efetuar mais revoluções na peça.

Laminadoras planetárias de rolo & setor são ideais para roscas e recartilhas, mas não possuem nenhuma vantagem para laminação de formatos complexos.


Laminação de roscas longas:

 

 

Os modelos Videx com estrutura fechada estão disponíveis com sedes de rolos de até 300 mm de altura e são o método mais eficiente e de baixo custo para  laminar roscas longas em grandes lotes de produção. Laminadoras de rolos também estão disponíveis com sedes de rolos longos e são uma boa solução para lotes menores.


 

 

Qualidade da rosca

Máquinas de boa qualidade irão laminar peças com boa qualidade de rosca. O Sistema Videx de alimentação controlada garante uma alta qualidade de rosca,  inclusive em peças de difícil alimentação.


Custo da máquina

Ao comparar máquinas completas com seus sistemas de alimentação inclusos, máquinas de rolo e setor vão custar menos que as máquinas de laminação de rosca Europeias ou americanas, ou até mesmo que uma máquina laminadora de rolos.


Comparando com taiwanesas, as máquinas de rolo & setor  cobrirão a diferença no preço em pouco mais de um ano, apenas na economia das ferramentas, dependendo dos volumes de produção, visto que em rolo & setor se possui vida útil muito superior aos pentes. Quanto maior o tempo de funcionamento da máquina, maior será sua economia, devido ao baixo custo de manutenção da máquina de rolo & setor, quando comparada aos outros sistemas.


Produção

Laminadoras de rosca de rolo & setor produzem, no mínimo, duas vezes mais rápido do que as máquinas com pentes planos mais velozes do mercado, e até 10 vezes mais que laminadoras de rolos.


 

Espaço ocupado e consumo de energia

Laminadoras de rolo & setor ocupam menos espaço e consomem 505 menos energia por peça quando comparada com  pentes planos, já que esse tipo de máquina não possui um carro com movimento de vai-e-vem e também consome menos energia que as laminadoras de rolos, que operam com movimento de abertura e fechamento dos rolos acionados por dispendiosos sistemas hidráulicos.


Monitoramento do processo

Laminadoras de rosca de pentes planos e de rolo & setor utilizam modelos direrentes de monitores de processo, mas em ambos os sistemas é possível monitorar e controlar a qualidade das roscas da mesma forma.


Orientação

Nas maquinas de rolos do tipo introdução, a peça é alimentada por cima e na maioria das vezes também retirada por cima, necessitando de um sistema especial no caso de alimentação automática.

Nas de rolo & setor as peças são alimentadas por um lado do setor, saindo pelo outro, não requerendo nenhum tipo de sistema especial de alimentação, sempre orientadas na mesma posição e sempre posicionadas para uma próxima operação. Este recurso permite combinar a laminação de roscas de diferentes bitolas, ou mesmo roscas e recartilhas simultaneamente na mesma máquina, situação que levou a Videx a projetar máquinas de dois cabeçotes laminadores que operam em sequencia de forma totalmente automática.

Nas máquinas de pentes planos as peças também entram por um lado, saindo por outro mas, devido ao movimento de retorno do carro, as peças dificilmente podem ser orientadas na saída.


Área ocupada

Laminadoras de rosca de rolo & setor ocupam muito menos áreas comparando com as máquinas de pentes planos e de rolos.

 
Yair Wiesenfeld
Diretor Internacional de Vendas, da Videx Engineering Ltd., de Israel, representada no
Brasil pela SouthWind International.
swind@southwind.com.br
COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com