Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 53
Busca::..
Edição 83
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Ásia News
16/10/2015 12h24

 Ásia news

 

 

Demanda global por fixadores deverá passar de US$ 100 bilhões no próximos cinco anos

 

A Grand View Research, Inc. (www.grandviewresearch.com) é uma empresa de pesquisas e consultoria de mercado, com sede na Califórnia, EUA. De acordo com seu relatório de mercado, recentemente lançado, a demanda de fixadores industriais no mundo atingirá US$ 104 bilhões em 2020. No relatório, três categorias de fixadores foram analisadas: parafusos, fixadores aeroespaciais, e outros standards. Devido a crescente demanda de fixadores, especialmente na indústria automotiva, a demanda por esses itens industrial demonstrará aumentos substanciais nos seis anos seguintes. A GVR também indicou que, com o crescimento econômico e o desenvolviment  industrial nos EUA, China, Brasil, Rússia, Polônia e Índia, a indústria da construção em todos esses países continuará a crescer, aumentando assim essa demanda. Além disso, o crescimento em produtos eletroeletrônicos, aeroespaciais, máquinas, MRO (manutenção, reparo e operação) e automotivos também elevará essa demanda. Em fixadores ferroviários também é esperado desenvolvimentos que criem uma nova área de negócios, podendo ser uma ajuda na melhoria das tecnologias de processamento e desempenho mecânico.

 

Faturamento recorde na Boltun

 

Fabricante especializada em parafusos e porcas automotivas, a taiwanesa Boltun Corporation alcançou em março último uma receita superior a US$ 32 milhões, um crescimento anualizado de 184%. A receita trimestral também demonstrou uma margem notável, crescendo 139%. A Cia é uma fabricante com linhas de produção em grandes escalas, possui uma rede distribuidora flexível em todo o mundo. Homologada por líderes mundiais na fabricação de automóveis e de autopeças, tais como Shanghai Volkswagen, Shangai GM, Dongfeng Nissan, Ford Q1, TRW, Benteler (chassis) e Dana (a maior fabricante de transmissão).

Em 2013, ela foi ainda aprovada pelo “German HQ” da Volkswagen para fornecimento direto às plantas da montadora em todo o mundo (em nível Tier 1, sendo a única fabricante asiática de fixadores aprovada pelo HQ - VW), anunciando assim sua entrada oficial junto às cadeias de fornecimento de 11 marcas do Grupo VW, tais como Volkswagen, Audi, Skoda e Porsche.

 

Taiwan mantém níveis estáveis na exportação de fixadores no primeiro semestre

 

De acordo com as estatísticas divulgadas pela Alfândega de Taiwan, entre janeiro e abril de 2015 o país exportou 530 mil toneladas de fixadores (incluindo pregos) findando num aumento de 3,94% se comparado ao mesmo período de 2014. Em termos de valor, Taiwan exportou mais de US$ 1,3 bilhão em elementos de fixação, 2,65% superior ao mesmo período anterior. Apenas em abril, essas exportações para Alemanha, Holanda, Reino Unido, Itália, Polônia, Suécia, França e Japão (calculado em valor ou em peso) diminuíram, indicação clara de que a moeda depreciada pesou diretamente sobre as exportações. No entanto, as exportações para os EUA, Canadá, Rússia, Bélgica, México, Austrália, Tailândia, Arábia Saudita e Vietnã indicaram crescimento, especialmente para a Arábia Saudita, as exportações foram de 109,55%. Que Taiwan recebe uma coroa nas exportações globais de fixadores já não é surpresa, mesmo na tumultuada condição econômica mundial. O país gerou suas respostas de formas flexíveis, ajudando na dispersão dos riscos de mercado.

 

Toyota prepara um CD no Egito

 

Recentemente, fora anunciado pela Toyota Motor Company a criação daquele que será o maior centro de distribuição de peças entre o Oriente Médio e o norte da África, capaz de fornecer serviços para mais de 500 mil veículos. Instalado na cidade de Sadat, Egito, o novo CD terá área útil de 30 mil m², com inauguração em dois anos.

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com