Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 49
Busca::..
Edição 83
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Europa News
20/01/2015 09h20

 Europa news

 
Anixter alcança no Q3 US$ 228 milhões na venda fixadores
 
 

O terceiro trimestre (Q3) de 2014 para Anixter foi de elevação nas vendas de fixadores para clientes O&M (peças originais). Os números bateram em US$ 228,6 milhões, crescimento de 1,7% na comparação com o mesmo período de 2013. O resultado foi reforçado por um efeito de câmbio favorável de US$ 2 milhões, excluindo que o crescimento orgânico das vendas foi de 0,8%. As vendas norte-americanas cresceram 7,2% em termos orgânicos, chegando a US$ 101 milhões, refletindo de forma constante o aumento da produção de Anixter para clientes de caminhões pesados.

Baseado em declarações públicas de clientes, a empresa espera que os níveis atuais de produção de caminhões mantenham-se fortes durante o Q4 na América do Norte. Em ambos, nos segundo e terceiro trimestres, o crescimento deste setor foi parcialmente compensado por níveis de produção mais lentos em outros mercados, incluindo a agricultura. As vendas em fixadores da EMEA - representante da Anixter na Europa, Oriente Médio e África - no Q3 foram de US$ 105 milhões, em comparação com US$ 112 milhões no mesmo trimestre de 2013. As vendas foram negativamente afetadas em, estimados, US$ 10 milhões, por redução trimestral nas vendas para um cliente em fase de transição, desde o início de 2014. Excluindo o impacto da moeda estrangeira, as vendas orgânicas foram de 8%. Excluindo o impacto da transição deste cliente, as vendas orgânicas teriam aumentado cerca de 1%, enquanto as compras dos mercados emergentes - que representam 10% do total do segmento fixador - cresceram 22%. “No geral, estamos satisfeitos com o progresso significativo em nossos negócios com fixadores ao longo dos últimos seis trimestres. Embora nossos resultados no atual trimestre reflitam uma sazonalidade típica, continuamos otimistas de que o crescimento irá acelerar no Q4, e com dois novos programas, um em EUA e outro num mercado emergente, a ser construído no Q4 e em 2015. Além disso, nosso oleoduto é forte e amadurecido, que sustenta nosso otimismo para a continuação do crescimento significativo neste negócio,” declarou Bob Eck, CEO do grupo, aos investidores. Lucro operacional com fixadores no trimestre foi de US$ 8,6 milhões, em comparação com os US$ 8,4 milhões no Q3 de 2013. Em 3,8%, a margem operacional foi semelhante ao Q3 de 2013, mas para baixo no Q2 de 2014 (5%), principalmente devido à sazonalidade de vendas resultante em uma relação de despesa mais elevada no último trimestre.  

Relatório da Bossard indica ligeiro aumento de vendas no Q3  

As vendas do Bossard Group alcançaram, em francos suíços, CHF 152.5 milhões no terceiro trimestre (Q3) de 2014. Elevação de 1,1% em moedas locais, mantendo o mesmo do Q3 de 2013. Em nove meses esse número foi de CHF 473,5 milhões, subindo 2% em francos suíços e 4,1% em moedas locais. A empresa informou que a tendência positiva na demanda Europeia continuou, embora o crescimento tenha enfraquecido. As vendas do Q3 se elevaram 1,5% em moeda local e 0,4% em francos suíços (CHF 98,5 milhões). Taxas mais baixas, em comparação aos trimestres anteriores, se correlacionam com os indicadores econômicos para as persistentes tendências de baixa, parcialmente, devido às incertezas geopolíticas na Europa.

A demanda na Ásia se manteve robusta, aumentando 15,7% em moeda local. Em francos suíços, suas Relatório da Bossard indica ligeiro aumento de vendas no Q3 Anixter alcança no Q3 US$ 228 milhões na venda fixadores O terceiro trimestre (Q3) de 2014 para Anixter foi de elevação nas vendas de fixadores para clientes O&M (peças originais). Os números bateram em US$ 228,6 milhões, crescimento de 1,7% na comparação com o mesmo período de 2013. O resultado foi reforçado por um efeito de câmbio favorável de US$ 2 milhões, excluindo que o crescimento orgânico das vendas foi de 0,8%. As vendas norte-americanas cresceram 7,2% em termos orgânicos, chegando a US$ 101 milhões, refletindo de forma constante o aumento da produção de Anixter para clientes de caminhões pesados. Baseado em declarações públicas de clientes, a empresa espera que os níveis atuais de produção de caminhões mantenham-se fortes durante o Q4 na América do Norte. Em ambos, nos segundo e terceiro trimestres, o crescimento deste setor foi parcialmente compensado por níveis de produção mais lentos em outros mercados, incluindo a agricultura. As vendas em fixadores da EMEA - representante da Anixter na Europa, Oriente Médio e África - no Q3 foram de US$ 105 milhões, em comparação com US$ 112 milhões no mesmo trimestre de 2013. As vendas foram negativamente afetadas em, estimados, US$ 10 milhões, por redução trimestral nas vendas para um cliente em fase de transição, desde o início de 2014. Excluindo o impacto da moeda estrangeira, as vendas orgânicas foram de 8%. Excluindo o impacto da transição deste cliente, as vendas orgânicas teriam aumentado cerca de 1%, enquanto as compras dos mercados emergentes - que representam 10% do total do segmento fixador - cresceram 22%. “No geral, estamos satisfeitos com o progresso significativo em nossos negócios com fixadores ao longo dos últimos seis trimestres. Embora nossos resultados no atual trimestre reflitam uma sazonalidade típica, continuamos otimistas de que o crescimento irá acelerar no Q4, e com dois novos programas, um em EUA e outro num mercado emergente, a ser construído no Q4 e em 2015. Além disso, nosso oleoduto é forte e amadurecido, que sustenta nosso otimismo para a continuação do crescimento significativo neste negócio,” declarou Bob Eck, CEO do grupo, aos investidores. Lucro operacional com fixadores no trimestre foi de US$ 8,6 milhões, em comparação com os US$ 8,4 milhões no Q3 de 2013. Em 3,8%, a margem operacional foi semelhante ao Q3 de 2013, mas para baixo no Q2 de 2014 (5%), principalmente devido à sazonalidade de vendas resultante em uma relação de despesa mais elevada no último trimestre. vendas aumentaram 14,6% (CHF 26,7 milhões), com crescimento de dois dígitos na maioria dos distribuidores asiáticos. Na América, o soft moviment proveio de demanda fraca de um grande cliente. Somado a isso, a Tesla, fechou sua fábrica, temporariamente, afim de expandir a capacidade de produção. Enfática, a Bossard disse que isso afeta expectativas de excelentes vendas para este cliente. As vendas caíram 12,2% (CHF 27,3 milhões) no trimestre, uma queda de 10,9% em moeda local. A empresa diz que espera diferentes tendências de vendas regionais para o Q4. Na Ásia, a meta de crescimento se manteve acima da média, mas na Europa é esperado que a demanda permaneça lenta. O grupo projeta, no ano todo, vendas na região de CHF 625 milhões, aumento em moeda local de cerca de 4% em relação a 2013.

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com