Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 48
Busca::..
Edição 83
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
China News
05/11/2014 05h39

China news

 

 
Cresce o desempenho do Japão em julho na exportação de fixadores
 

De acordo com as estatísticas recolhidas pelo Ministério das Finanças do Japão, o volume da exportação de fixadores saltou 10,5%, 30,5 mil toneladas, na comparação com junho, apresentando elevação de 5,4% na base anual. O valor das exportações também experimentou uma reconfortante tendência de alta. As exportações de parafuso de aço carbono ainda pesam muito, a julgar pelo volume ou valor.  

 

Fixadores exportados por Wenzhou cresce 15,48%, com destaque para Brasil e Rússia

Anunciado pela entidade China Wenzhou Fastener Association (CWFA), o volume exportado de elementos de fixação de Wenzhou, neste primeiro semestre, passou de 7,1 milhões de toneladas, registrando uma elevação de 15,45% ano a ano. O valor total dessa produção deverá alcançar mais de US$ 3 bilhões. Wenzhou é uma cidade próxima a Zhejiang, tem 2 mil anos de história e é bem conhecida por ter um excelente ambiente de negócios para empresários locais e estrangeiros.

As exportações desses 6 meses foram de US$ 15,25 milhões, 12,88% acima da média anual, tendo como principais mercados de destino o Brasil, a Rússia e o Uzbequistão. O preço subiu US$ 43, totalizando US$ 2,128 por tonelada. O presidente da CWFA, Wu Jinyao, afirmou que “embora a unidade preço de parafusos foi de cerca de US$ 200 superior ao preço médio da China, foi US$ 485 menor que o preço de Taiwan. Comparando com o preço de importação desses elementos de fixação, que é US$ 10,985 por tonelada, ainda temos um longo caminho a percorrer. Essas empresas de Wenzhou devem acelerar seu ritmo de transformação e modernização para fazer mais produtos de qualidade”.

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com