Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 41
Busca::..
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Eventos
19/09/2013 11h33

 Eventos

 

Evento na cidade de São Paulo reúne a construção civil com a cadeia produtiva do concreto 

 

Feira e Congresso, o evento reúne anualmente profissionais do segmento, onde são apresentados maquinários, equipamentos, sistemas construtivos, novas soluções e tecnologias, além de seminários técnicos que discutem e indicam os rumos do setor 

 

No Brasil, onde o PIB de 2012 foi de R$ 4,403 trilhões, a construção civil representa 8% deste total produzido. No inicio de cada ano, especialmente a cidade de São Paulo recebe a Feicon-Batimat, uma importante feira do setor, tendo outras correlatas pelo Brasil afora. Em agosto último foi a vez do Concrete Show South América 2013, uma feira internacional de soluções tecnológicas, inovações e tendências mundiais em sistemas e métodos construtivos à base de concreto. Sua realização visa expor soluções que aumentam a produtividade, a qualidade e a velocidade na execução da obra, sejam elas na pavimentação, edificação e infraestrutura.

Foram três dias de realização, na qual cerca de 580 expositores e 30 mil visitantes nacionais e internacionais vindos da América Latina, América do Norte, Europa e Ásia circularam pelos 62,5 mil metros quadrados do Centro de Exposições Imigrantes, localizado em uma das principais rodovias nacionais, que leva e traz produtos do além-mar. Segundo seus organizadores, a visitação da feira é altamente qualificada, dirigida e focada em profissionais de decisão no âmbito da construção civil. Para aqueles que têm produtose serviços correlacionados ao mundo do concreto, incluindo fixadores de diversas aplicações, este foi um importante evento, que teve sua 7ª edição. Boa leitura. 

                Âncora Sistemas de Fixação

Ativa, e proativa, na produção de chumbadores, buchas, fitas, barras roscadas e diversos outros tipos deelementos de fixação destinados ao universo da construção, a empresa participou com dois estandes, o primeiro com 80 m², e o segundo, na entrada do pavilhão, com 50 m2, onde havia uma caminhonete personalizada, simbolizando a nova divisão que busca ser mais proativa, dando maior suporte aos profissionais, nomeada de “Linha PRO”. Em latim “PRO” significa “para diante”, “em favor ou benefício de”. 

A empresa se mantém competitiva na divisão de atendimento às suas 8 mil revendas/consumidores de suacarteira de clientes, enquanto a linha PRO tem esse foco no campo mais profissional.

“A nova divisão é aquela que vai até a obra para entender e atender as necessidades diretas do aplicador. Procuramos saber o que o cliente precisa fixar, e o que vai instalar. Baseado nos dados técnicos coletados, nós indicamos o tipo de fixador mais adequado, qual diâmetro e profundidade etc. Isso é algo fundamental e de imensa responsabilidade. Essa é a nossa 3ª participação aqui, temos 25 pessoas entre vendedores, engenheiros e técnicos em busca de tornar a Âncora a referência no Brasil na venda direta ao mercado de construção, instalação e montagem. Nossa meta é dobrar nossos negócios até 2015”, concluiu o diretor de negócios da unidade PRO Ricardo Muniz, no centro da foto, ao lado do diretor geral Renato Simione (esquerda) e Roberto Bernardi, diretor comercial. 

 

                                                                                                           

                                                                             Ciser – Parafusos e Porcas

 

“Como atendemos mais de 25 segmentos, os sistemas de fixação para construção civil fazem partede uma gama de itens que já tínhamos nas partes externas das construções, da base das estruturas, ou das estruturas superiores, dos telhados e/ou abaixo delas, composto de chumbadores, parafusos Tenex, ASTM, stud bolts e outros. Agora estamos incorporando partes internas, inserindo mais de 400 diferentes itens em nosso portfólio, como fixação à pólvora, ferramentas, pinos e finca pinos, telas, arames, brocas, discos diamantados e muitos outros.

No evento, vale destacar a presença da nova parceira a Borg, empresa holandesa que, ao lado da Cister, desenvolve e comercializa uma linha Premium, sucesso no mercado europeu”, informou Alessandro Merkle, gerente nacional de Vendas.

Além de seu estande de 200 m² e mezanino, a Ciser participou dos ciclos de palestras que aconteceram paralelamente à feira, sendo uma ministrada por Marcelo Gomes e Guido Ganassali, sob o tema “Nanotecnologia aplicada em fixadores e peças para construção civil – Como aumentar a resistência à corrosão reduzindo custos”; seguido por Richard Nagtegaal, da Borg, fez a apresentação “Projetos de renovação de fachadas– Como usar os conceitos de engenharia reversa para sistemas de fixação”. 

 

                                                 Hilti

Participante em diversas edições da feira, o grupo Hilti, que possui cerca de 20 mil funcionários em mais de 120 países, é conhecido como fornecedor de produtos com tecnologia de ponta para a indústria da construção em todo o mundo.

“Dos lançamentos no Concrete Show, um deles foi a linha de linhas de parafusadeiras e rompedores sem fio,com alimentação à bateria. Essas baterias não viciam: coma máquina parada, mantêm a carga por até seis meses, além de possuírem sistema de recarga rápida. Como estamos aqui para oferecer soluções, não se trata de fornecer apenas máquinas, ou sistemas de ancoragem. Tudo está ligado. Outro grande foco aqui é a linha de ancoragem química.

Estamos lançando o HY 200, que é uma broca oca integrada com um aspirador de pó que suga os resíduos ao fazer o furo, dispensando assim a limpeza. Muitos operadores têm problemas como esses durante as obras. Temos também, dentro do sistema, uma ancoragem química, que é o Hit 200, aplicado com dispensador à bateria, onde o operador pode colocar a quantidade em ml que desejar, dentro do furo. Fazendo o cálculo antes, se evita desperdícios. Completando, o sistema tem uma barra roscada que é a Hit”, conforme resumiu, Roberta Sartori, coordenadora de marketing, comentando que nessa edição da feira, a Hilti realizou suas ações num estande térreo de 140 m², somado a um piso superior com 60 m². 

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com