Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 17
Busca::..
Edição 88
Edição 87
Edição 86
Edição 85
Edição 84
Edição 83
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Iniciativa
30/08/2009 02h35

Mecânica Cavour e Senai

Com o objetivo de coilaborar para a qualificação da mão de obra no setor de elementos de fixação, a Indústria Mêcanica Cavour entregou uma laminadora ao Senai Roberto Simonsen

No dia 27 de julho, a Indústria Mecânica Cavour entregou ao Senai Roberto Simonsen, localizado no bairro do Brás, em São Paulo, SP, uma máquina laminadora de perfis TL-7/E-60 Soft (roscas, recartilhas paralelas e helicoidais, brunimentos e canais). Sob regime de comodato, o acordo tem um ano de validade, mas que segundo o gerente comercial da empresa, Gustavo Monesi, a intenção da Cavour é de sempre renová-lo. “E quando houver alguma inovação tecnológica ou atualização do modelo, o equipamento será substituído pela unidade mais nova”, salientou Monesi.



Além de Monesi (na foto, acima), participaram da entrega, da esquerda para a direita, Elói Castelhano Jr. (Senai); Renato Apostolopoulos (diretor da Cavour); João Roberto Campaner (diretor do Senai) e Rosivaldo Catão (Senai).

A indústria tem três objetivos com essa ação: abastecer o mercado de profissionais com formação em laminação de roscas (hoje carente de mão de obra qualificada); ter um intercâmbio entre a Cavour e o Senai, no qual a empresa poderá contratar aprendizes e também colaborar para o aprimoramento de seus atuais funcionários e encaminhálos à instituição; e claro, o caráter social, pois ajudará no desenvolvimento do País, incrementando o parque industrial da escola, que é uma entidade modelo em seu ramo de atuação, e que depende totalmente do apoio das indústrias, ao gerar empregos a profissionais recém formados.

“Esta é uma ação pioneira, pois é o primeiro Senai a possuir uma laminadora de perfis. Em toda feira que participamos, ficamos impressionados com a quantidade de alunos do Senai (de diversas partes do Brasil) que visitam nossos estandes e ficam maravilhados com o processo de formação de perfis laminados e não usinados”, declarou Monesi. De acordo com gerente comercial da Cavour, será criado um módulo de Laminação dentro do curso de formação continuada de Mecânica. Para isso, os próprios profissionais da empresa capacitarão os instrutores do Senai.

E o diretor da escola salientou. “É importante estarmos alinhados com a tecnologia, sendo que esta laminadora de rosca será utilizada no curso técnico de Mecânica, na disciplina Processos de Fabricação. Também podemos empregá-la nos cursos de formação continuada e treinamentos”, encerrou Campaner.

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com