Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 36
Busca::..
Edição 83
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Notas
27/11/2012 04h24

 NOTAS

 
Destaques do 2º Workshop Internacional de Simulação QForm de Forjamento
 
No dia 26 de outubro, foi realizado o QForm Day - um curso sobre o software de simulação de conformação por elementos finitos – no edifício de Engª de Minas e Petróleo da USP-POLI-PECE. O evento contou com as palestras do especialista em forjamento em matrizes fechadas, Prof. Ronald Plaut, e também com o responsável pelo desenvolvimento do QForm, Prof. Dr. Nikolay Biba, além da apresentação de alguns trabalhados desenvolvidos pelo mesmo software.
 
“O objetivo do curso foi divulgar e desmitificar a tecnologia de Simulação Computacional (CAE-Computer Aided Engineering), dando a oportunidade a todos de executar ao vivo uma análise real (hands-on) com o software QForm 5, e também divulgar o lançamento do QForm 7, o mais moderno simulador de conformação de metais”, explica o organizador do evento e representante do software no Brasil, Eng. Ricardo Taraboulos.
 
Alguns dos principais pontos abordados foram: redução e otimização de material na conformação (pré-formas); simulação de forjamento com múltiplos estágios e ferramentas complexas (3 tools forging); e análise de tensões, desgaste e durabilidade em ferramentas de forjamento. O QForm é o mesmo software utilizado no artigo que publicaremos na próxima edição, de autoria do Eng. Alberto Spaziani.
 
 
 

Würth completa 40 anos no Brasil e investe mais de R$ 50 milhões na operação local
 
 
A Würth do Brasil, empresa que atua com comércio de montagem e material de fixação (parafusos e arruelas), comemora 40 anos no país com investimentos em três grandes projetos de expansão: ampliação dos Centros de Distribuição, da rede de lojas próprias e da fábrica de produtos químicos. A empresa, que iniciou sua operação no Brasil em 1972, é originária do grupo alemão de mesmo nome e especializada na produção e venda de peças de fixação, produtos químicos, ferramentas e equipamentos de proteção individual.
 
A empresa decidiu investir este ano mais de R$ 50 milhões em sua operação local. Deste total, R$ 25 milhões foram aplicados na automação e duplicação da capacidade de seu Centro de Distribuição (CD), localizado na sede da empresa, em Cotia, município na Grande São Paulo. Além do mercado interno, este CD atende, também, as exportações da empresa para a América Latina, que representam 4% do seu faturamento. Entre as inovações, a empresa irá implantar um sistema de integração imediata do CD com os vendedores externos. Os pedidos serão enviados pelo celular dos vendedores e chegarão em tempo real para distribuição. O objetivo é ganhar mais agilidade na entrega.
 
“O grupo Würth está muito confiante no Brasil. Temos mantido os investimentos locais em virtude dos bons resultados conquistados ao longo de quatro décadas de operação. Dobramos nossa operação duas vezes nos últimos seis anos e, desde então, nosso ritmo de crescimento tem sido de 20% ao ano”, explica Cesar Ferreira, presidente da Würth do Brasil.
 
 
Harley-Davidson Brasil anunciou recall de 492 motocicletas VRSC
 
Os modelos Night Rod Special e V-Rod 10 Anniversary Edition, fabricados em 2012, foram convocados pela empresa a compareceram a uma concessionária. De acordo com a empresa, os parafusos da parte dianteira do conjunto de suporte da placa de identificação serão substituídos por novos, com arruelas e travas de roscas, e também serão reinstalados os parafusos da parte traseira, com aplicação de trava-roscas.
 
Tal medida se deve em razão de uma possível instalação incorreta desse conjunto no para-lama traseiro que poderá se soltar, permitindo eventual contato com o pneu. “Esse contato pode fazer com que o suporte gire e atinja a linha de freio, afetando o desempenho de frenagem da motocicleta. A não conformidade detectada pode, eventualmente, comprometer a segurança do motociclista e terceiros”, diz a nota oficial.
 
Deverão passar por recall os chassis:
9321HHHJ0CD802158 a 9321HHHJ9CD809027;
9321HHHJXCD803771 a 9321HHHJXCD809022;
9321HHHK0CD802167 a 9321HHHK9CD808162;
9321HHHKXCD801169 a 9321HHHKXCD807862;
E5HD1HHHC1CC800035 e 5HD1HHHD0CC800830.
 
Informações no site www.harley-davidson.com.br, pelo telefone 0800 724 1188 (de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h - exceto feriados) ou por e-mail sac@harley-davidson.com.br.
 
 
Cifal foi adquirida pela americana Lamons
 
A Lamons, empresa da TriMas Corporation, fabricante de produtos para vedação, fechos e fixadores para a área petrolífera e outros mercados industriais, adquiriu a brasileira Cifal Industrial e Comercial Ltda, empresa reconhecida pela fabricação e fornecimento de fixadores e juntas de vedação, principalmente para os mercados de gás e petróleo.
 
Segundo o presidente da Lamons, Kurt Allen, o processo de expansão da empresa para o Brasil começou há 18 meses, quando se iniciou a análise do mercado e o estudo de diferentes corporações até chegar à escolhida Cifal. “Esta aquisição também fortalece nosso alcance global e nos coloca em posição de crescimento neste mercado de rápida expansão. Além disso, nos possibilita atender melhor nossos clientes atuais e melhora nossa oferta de produtos no Brasil e no mundo”, explica. A RP irá abordar, na próxima edição, detalhes sobre essa fusão.
 
 
Rochester inaugurou filial no Nordeste
 
A Rochester – distribuidora de miudezas para veículos diesel – apresentou sua nova filial localizada em Feira de Santana – BA, onde houve um evento de inauguração em setembro deste ano. A filial baiana conta com 1.000 m², um estoque de mais de 10 mil itens e chegou para suprir uma carência do mercado por produtos e peças para veículos diesel. “Tivemos a honra de receber mais de 200 pessoas no evento, entre clientes e fornecedores. E ainda iremos inaugurar mais duas filiais:
uma em Minas Gerais e outra no Ceará”, explica José Leal, diretor comercial da empresa. 
 
A linha de produtos da Rochester é composta por coxins, buchas, parafusos, porcas, pinos, travas, prisioneiros, arruelas, suportes, conexões, gaxetas, abraçadeiras, entre outros, e são direcionados para aplicação nos veículos das montadoras Mercedes-Benz, Scania, Volkswagen, Ford, Volvo, Volare, General Motors, Iveco
e da linhas trucks e carretas.
 
 
Mercedes-Benz anunciou recall de ônibus
 
No mês de outubro, os modelos OF1721 Euro 5 e OF1722 Euro 3 da marca (com numeração de 9BM384078BB757914 a 9BM384078CB848115) foram convocados por poderem apresentar problemas nos grampos de mola. Segundo a empresa, os grampos correm o risco de quebrar e causar perda de torque, desprendimento do eixo e, por consequência, acidentes. A alta velocidade de aperto das máquinas na linha de produção pode ter provocado um alongamento nos grampos de mola.
 
Os proprietários dos ônibus envolvidos deverão agendar atendimento em uma concessionária ou oficina autorizada da Mercedes-Benz. O serviço de substituição dos grampos de mola dura em média 3 horas e será realizado até o fim do ano. Mais informações pelo site www.mercedes-benz.com.br ou pelo telefone 0800 970 90 90.
 
COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com