Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 35
Busca::..
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Balcão
24/10/2012 03h16

 Balcão


Roscafix – 25 anos de comércio industrial
 
 
Especializada em vender elementos de fixação para o mercado de indústrias, empresa comemora crescimento e reconhecimento da marca
 
 

Sylvio Lemeszenski, diretor comercial da Roscafix, vivencia uma fase única do seu negócio: possui umaloja de 630 m² com estoque de 20 mil itens, fornece para clientes do Brasil e Argentina, fechou 2011 com faturamento de R$ 5,5 milhões e almeja crescer tanto na área física como mercadológica. “Quando conheci a loja com 35 m² e equipada com apenas três prateleiras, duas mesas e um pouco de estoque, quase desisti. Mas pensei comigo, se as duas únicas empresas que trabalhei durante 10 anos cada, a Dall Anese em 1967 e a Brooklin em1977, começaram desta forma e se tornaram potências, por que não posso tentar também?”, relembra Sylvio.

Foi mesclando experiência com a vontade de empreender que nasceu, assim, a marca Roscafix. Fundada em 1987, Sylvio a assumiu quase cinco meses depois, ao ler um anúncio de venda no jornal. Possuía, naquela época, apenas um funcionário. Hoje, ao contar com 23 colaboradores, conta que o espaço físico já está comprometido e que pretende ampliar ainda mais. “Estamos passando por uma mudança de administração familiar para corporativa, contratando profissionais da área comercial, administrativa e financeira para atender os nossos clientes com mais eficiência e satisfação. Esperamos fechar 2012 com um crescimento de 10% em relação ao ano passado”, explica. Com grande atuação no fornecimento de parafusos, porcas e arruelas especiais para a linha automotiva, que representa cerca de 40% do faturamento, a empresa também atende os segmentos: Indústria de Máquinas e Equipamentos, com 20% do faturamento; Eletro eletrônicos, 20%; Agrícola, 10%; e Construção civil, 10%. Entre alguns de seus clientes podemos destacar: Behr, Knorr Bremse, Man Latin America, Ascoval, Demag, Eagleburgmann, Smiths, Lamiflex, Gerdau, Itautec, Cliptech, Valtra e Construtora Andrade Gutierrez.

“Nosso maior desafio foi sobreviver às crises do Plano Collor em 1990 e também do período conturbado de 2008/2009. Mesmo assim, conquistamos credibilidade junto aos nossos parceiros e fornecedores, que nos parabenizam sempre pela nossa eficiência de atendimento e compras. Inclusive, além de obtermos a ISO 9001/2008, os próprios clientes nos congratulam com certificados. Eesse é o nosso maior trunfo”, finaliza.

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com