Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 34
Busca::..
Edição 83
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Notas
20/09/2012 02h38

Notas 

 

 Ruia Global Fasteners declarou insolvência

 


A Ruia Schraubenbereich, subsidiária europeia da indiana RuiaGroup, que adquiriu plantas da Acumentna Alemanha em fevereiro de 2011, declarou insolvência no final de março deste ano. Para administrar este procedimento, foi nomeado o escritório de advocacia Kebekus & Zimmermann, de Dusseldorf, Alemanha.

A Acument GmbH declarou-se autoadministrada de insolvência em 2009, após uma perda de € 40 milhões, fruto do colapso da demanda automotiva pós crise financeira. Antes, a empresa havia relatado volume anual de negócios em cerca de € 800 milhões. Quando a Ruia Global Fasteners a adquiriu, tinha cerca de 130 mil metros quadrados de espaço produtivo, onde empregava 1,4 mil pessoas, dividido entre as plantas industriais nas cidades alemãs de Beckingen, Neuwied, Neuss, Schrozberge Colónia. Sua produção anual era de 55 mil toneladas, transformada em mais de 3,2 bilhões de artefatos metálicos destinados às indústrias automotivas, incluindo Volkswagen, BMW, Daimler, MAN, TRW e Ford. Em 2010, o volume de negócios esperado era da ordem de € 230 milhões.

A Ruia adquiriu as unidades Acument com, aparentemente, muito pouco investimento com dinheiro real. Segundo o grupo declarou à imprensa indiana, o valor foi superior a quatro milhões de euros, com o negócio financiado, principalmente, por um créditode três anos de vendas. No início deste mesmo mês, a Draftex Automotive, outra aquisição alemã, tambémfoi declarada insolvente.

O conselho do setor de fixadores disse ao jornal Saarbruecker Zeitung que “a empresa não teve nenhum problema com pedidos, pois a agenda estava cheia deles”. Isto ocorreu porque a Ruia não tinha dinheiro para investirnas operações. Na ocasião, a insolvência foi anunciada nos meios financeiros alemães, que relataram que os salários dos trabalhadores seriam pagos até maio. Dr.Kebekus foi citado dizendo que, em função da forte posição da empresa no mercado, ele estava otimista sobre avenda da empresa, preservando assim um número significativo de postos de trabalho.

Vendas da Vossloh Fastenerssão afetadas poratrasos de projetos na China


A Vossloh AG, empresa alemã líder em infraestrutura ferroviária, dentre eles sistemas de fixação, informou que o primeiro trimestre foi lento, conforme o esperado, principalmente devido aos atrasos em projetos ainda em curso na China. O grupo, no entanto, reafirmou sua previsão para 2012, relatando que os negócios em transportes ferroviários foram acelerando consideravelmente.

No primeiro trimestre deste ano, a empresa descreveu um claro crescimento nos comércios em locomotivas, transporte local, comercial e sistemas de tração. Em contrapartida, a receita com sistemas ferroviários de fixação recuaram. As vendas caíram para € 39,4 milhões (abaixo dos € 65,8 milhões), sendo este declínio em grande parte devido aos atrasos mencionados. “Neste trimestre, mal se viu remessas significativas de elementos de fixação de trens na China. No mesmo período do ano passado, havia apresentado entregas em aproximadamente € 20 milhões. Nos mercados do sul europeu, também, a demanda ficou morna”, segundo a direção da Cia.


Tech Day da Dörken na China

A Dörken MKS-Systeme GmbH & Co.KG, Herdecke, realizou recentemente um TechDay em Xangai para o mercado chinês. Cercade 30 convidados participaram do evento, elaborado a partir de toda a cadeia de valor, incluindo representantes do setor automotivo chinês, fabricantes de peças e licenciados desistemas ® DELTA-MKS. No âmbito do evento, o Dr. Martin Welp, diretor da Dörken MKS-Systeme, enfatizou a importância da China, incluindo o desenvolvimento do mercado asiático como um todo. “Estamos muito satisfeitos em termos estabelecido um contato fundamental para a camada de microssistemas de proteção contra a corrosão no mercado de automóveis chinês.”


Aços F. Sacchelli anuncia resultados positivosem produtos acabados de aço

 


Apesar de o atual momento econômico estar mais tranquilo neste primeiro semestre de 2012, a Aços F. Sacchelli, uma das maiores distribuidoras de aços especiais do país, obteve saldo positivo em sua nova área de atuação: produtos acabados - aços trefilados, descascados e retificados – atividade que teve início em janeiro deste ano. O novo negócio já era existente na empresa, porém somente para completar a sua linha de produtos tradicionais (laminados e forjados). Segundo Wagner Sacchelli, superintendente da empresa, “estimávamos que essa área representaria cercade 10% do faturamento bruto dos negócios da Sacchelli, porém obtivemos índices acima do esperado, chegando ao percentual de 14% apenas nos últimos 90 dias de atuação na distribuição desse tipo de produto. Ainda, nossa previsão inicial era de ter estoques de duas mil toneladas.  Diante dessa demanda estamos revendo nossa estratégia e ampliando nossa infraestrutura”. A aquisição de novos equipamentos para laboratório de análises destrutivas enão destrutivas, novas máquinas para usinagem pesada, aplicados para o atendimento de peças para a área de Óleo & Gás e o aumento no fornecimento de peças para máquinas, portos e navios, também contribuíram para reforçar o crescimento da empresa
.

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com