Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 33
Busca::..
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Eventos - Feicon
30/07/2012 10h02

 

Eventos

20ª FEICON BATIMAT

Salão Internacional da Construção

 

Evento superou expectativas e alcançou a marca recorde de 133.347 compradores de todos os estados brasileiros e a presença de mais de 81 países
 

 

 

 

Durante a edição comemorativa de 20 anos da Feicon Batimat, que ocorreu entre os dias 27 e 31 de março no Pavilhão Anhembi, em São Paulo, foram mostradas diversas novidades do setor da construção no Brasil antes de chegarem aos consumidores finais. Considerada a única feira que engloba todos os setores da cadeia produtiva ela focou nesta edição a exposição de novos produtos, materiais, métodos, técnicas, tecnologias e também em rodadas de negócios e seminários, nos quais o público – formado  por arquitetos, engenheiros, designers de interiores, lojistas e demais profis sionais do setor – puderam se inteirar sobre as tendências do mercado. 

No evento, o secretário estadual de Habitação de São Paulo anunciou o investimento de R$ 80 bilhões em construção civil nos próximos quatro anos e, segundo a Anamaco (Associação Nacional de Comerciantes de Material de Construção), os cinco dias de atividade da Feicon devem ter movimentado R$ 360 milhões ou o equivalente a quatro meses de produção dos expositores. 

Ainda, segundo a diretora da feira, Liliane Bortoluci, além de apresentar cerca de dois mil lançamentos, envolvendo 800 marcas nacionais e internacionais, e receber cerca de 130 mil pessoas com 85 mil m² de área de exposição, 60% do público ocupava cargos de liderança nas empresas em que atuavam e um total de 69% deles tinham poder de decisão final ncompra. Confira a seguir os depoimentos de alguns expositores da 20ª Feicon Batimat.

 

Beltools/Belenus

A empresa buscou, através do seu estande com 100 m², que movimentou mais de 10 pessoas e R$ 200 mil de investimento, dar continuidade na divulgação das marcas Beltolls Ferramentas e Belenus Parafusos e Porcas, mostrando também a qualidade dos produtos e suas vantagens comerciais. “Em uma feira, além de apresentarmos coisas novas, diferentemente de catálogos, o acesso físico aos produtos – merchandising - ajuda muito. A robustez e alto nível das embalagens dão ao cliente uma noção do tipo de exposição que ele terá em seu PDV. Sobre o relacionamento com os clientes, a manutenção da carteira e o reencontro com antigos é algo muito intenso aqui”, explicou Luís Carlos Moço - diretor comercial (divisão de Ferramentas e Atacado).

 

 Amatools


Participante pela primeira vez da Feicon, a Amatools apresentou em estande de 80 m² toda a sua linha de produtos, além dedisponibilizar corpo técnico-comercial para tirar dúvidas em relação a qualidade, uso correto e o posicionamento no mercado praticados pela empresa. “Além de nos apresentarmos para esse segmento do mercado de ferramentas, esperávamos estreitar nossos laços com os já clientes do setor de construção civil e demonstrar os produtos para aqueles que buscam uma nova alternativa para abastecer suas lojas. Pudemos concluir que todos os visitantes, sejam eles lojistas ou consumidores, não só conhecem a marca como estão muito satisfeitos com os resultados que obtiveram trabalhando conosco. Provando mais uma vez que a seriedade que temos como filosofia nos proporciona ótimos resultados”, declarou
Oswaldo Paparotto Jr. - gerente comercial.

 

Pecol Sistemas de Fixação


Fabricante de parafusos da cidade de Águeda, a 260 km de Lisboa - Portugal, a Pecol busca expansão geográfica, onde o Brasil é uma prioridade por ser hoje um dos países mais importantes em nossa ação estratégica, segundo João Cravina, gerente de vendas. O que mais o surpreende num evento como este é a grande demanda por soluções e é neste ponto que aposta na sua atuação em terras brasileiras, como fizeram seus ancestrais, já que dispõe de opções interessantes, aparentemente, ainda não encontradas por aqui. “Algumas das nossas propostas para fornecimento são pouco utilizadas no Brasil, porém, muito comum para nós. Na fabricação de parafusos, nosso core business, estamos entre os cinco maiores da Europa, temos toda diversificação em tipos de produtos e acabamentos que possas imaginar. Ainda, disponibilizamos de outros produtos na chamada periferia do negócio, mas importantes na fixação, como material para corte, furo e fixação química, totalizando 40 mil produtos divididos em 15 categorias diferentes”. O estande de 20 m² teve quatro pessoas, as mesmas envolvidas com a internacionalização da empresa, infotmou Cravina.

 

 Ciser parafusos e porcas


Com um estande de 50 m², a Ciser buscou destacar nesta edição a sua linha química, lançada em 2011, que conta com nove produtos, entre silicones, adesivos selantes e espuma de poliuretano. Durante a feira, ela também divulgou o Easy Clinch, um rebite destinado à obtenção de rosca em chapas e perfis de paredes finas, ideal para aplicações fechadas e de difícil acesso. “Como temos uma gama considerável de itens para construção civil, tratando-se da melhor feira no segmento, é sempre uma ótima oportunidade para reforçar a marca da empresa”, observou Jaime Mauer - gerente regional de Vendas. De acordo com Mauer, a participação este ano foi muito produtiva. Cerca de 1.500 pessoas visitaram o  estande da  Ciser durante  os                                                                                     cinco dias do evento.

 

Fiesp / Deconcic


A Fiesp, através do Departamento da Indústria da Construção 
– Deconcic, esteve  na Feicon com estande de 140 m².Além de ministrar palestras e reuniões para o setor da construção no Núcleo  de Conteúdo, o Deconcic realizou durante  o evento  a sua  Reunião  Plenária de  Diretoria, onde foram debatidos  assuntos sobre Capacitação e Qualificação de Mão de Obra e Desoneração do ICMS, e também propagou o tema Brasil Rumo a 2022 – Planejar, Construir, Crescer. “O Brasil é um celeiro de oportunidades. Acredito no potencial de crescimento do país e recomendo: invistam no setor da construção civil, pois o lucro é certo”, declarou José Carlos de Oliveira Lima - vice-presidente da Fiesp e presidente do Consic. “Ainda, até 2022 nós temos que produzir mais de 23 milhões de moradias. Para reduzir esse déficit, vamos precisar investir mais de três trilhões de reais. Os recursos públicos e privados, embora crescentes, são insuficientes para atender toda essa demanda. Por isso, precisamos de mais investimentos do exterior”, conluiu Lima. 

 

 Walsywa


Fabricante e revendedora de ferramentas e elementos de fixação destinados ao setor de construção civil, a empresa participa desde o início da Feicon, tendo para ela uma função institucional, considerando que as vendas ocorrem em campo. “Aqui expomos e nos relacionamos com todo o mercado. O que mais me surpreendeu foi a ousadia das empresas expositoras, com estandes cada vez mais elaborados. Isso refl ete o cenário sócio econômico nacional e chama atenção também a presença internacional, cada vez maior”, disse João Pedro Schrott - diretor. A empresa montou uma equipe para oferecer treinamento e melhoria, a fim de aprimorar os processos de atendimento, vendas e suporte ao cliente, e contou com um estande de 100 m² com 60 pessoas trabalhando direta e indiretamente na feira.

 

 

Fixtil Acessórios p/ fixação


“Trata-se de um evento importante e eficiente no aspecto institucional, já que funciona como uma vitrine, aliás,  a maior da América Latina. Recebemos visitas nacionais e internacionais de diversos segmentos como atacadistas, varejistas, hipermercados, construtoras, arquitetos e engenheiros. Temos um mix de acessórios para fixação, com mais de 2,6 mil itens, onde o colorido de nossos produtos oferece um atrativo a mais no PDV, entusiasmando lojistas que nos visitam”, afirmou Adriana Lopes - gerente de marketing. O estande de 100 m², que movimentou 15 pessoas, destacou alguns tipos de parafusos expostos: parafusos madeira fenda-cabeça chata; parafusos atarraxantes; parafusos fenda latão madeira-cabeça chata p/ dobradiças, fechaduras e ferragens; parafusos p/ drywall; parafusos sextavados entre outros.

 

 

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com