Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 24
Busca::..
Edição 83
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Eventos - Homenagem
22/02/2011 11h17

Homenagem para quem faz acontecer

O Sinpa, criou em outubro passado, a Galeria de seus Presidentes. Eventocontou com grandes nomes do setor, e também do atual presidente da Fiesp, Paulo Skaf

 

 

O Sinpa – Sindicato das Indústrias de Parafusos, Porcas, Rebites eSimilares – marcou no dia 14 de outubro, a criação da Galeria de seus Presidentes. O evento ocorreu em sua sede, no prédio da Fiesp – Federação das Indústrias do Estado de São Paulo – localizado na Av. Paulista, São Paulo, SP. O atual presidente da entidade, José Gianesi Sobrinho, citou passagens históricas de quase 60 anos de existência do sindicato. Fundado em 1954,na primeira sede da Fiesp, no Viaduto Dona Paulina, teve como presidente Alexandre Smith de Vasconcellos, que mais tarde também presidiu o Sindiforja - Sindicato Nacional da Indústria de Forjaria.

Segundo Alfredo Fuchs (um dos homenageados), na época, a lei determinava que antes de criar um sindicato, era preciso haver uma associação profissional, que reunisse empresas do setor, e assim permanecesse por dois anos.
Além disso, o presidente da entidade deveria ser brasileiro nato, e ser diretor ou sócio de uma fabricante do segmento. Das 26 fábricas existentes na época, nenhuma preenchia esses requisitos, sendo a maioria de italianos, espanhóis, ingleses e alemães. Até que, a comissão que organizava o sindicato, lembrou-se de Vasconcellos, dono de uma forjaria, que fabricava parafusos franceses apenas para consumo próprio (para fechar caixas de mercadorias).

Momento histórico em que a galeria foi inaugurada.

Presidentes que fizeram história: José Gianesi, Eugênio Parasmo, Cláudio Peçanha e Alfredo Fuchs

Luiz C. Massarenti (Topform), Boaventura Florentim (Parlock), Paulo Skaf (Fiesp) e Sérgio Ribeiro (Unionrebit)

 

José Gianesi, Benedito Lopes (Fey) e Sérgio Ribeiro (Unionrebit)

 

 

Com chave de ouro


Os homenageados da noite: Alexandre Rudolph Smith de Vasconcellos, Kurt Dreyfus (ambos falecidos), Alfredo Gunther Fuchs, Cláudio Peçanha, Eugênio Parasmo, José Gianesi Sobrinho.
O evento contou com a presença do presidente da Fiesp, Paulo Skaf, que recentemente disputou as eleições para governador do Estado de São Paulo, conquistando 1.038.430 de votos (4,56%).
Skaf comentou sobre sua passagem pela política, salientou o grande aprendizado que essa experiência lhe forneceu. “Precisamos parar de falar sobre os problemas e enfrentá-los, como por exemplo, entrando na política.
Não há outro jeito, se você quer mudar a política, tem que entrar nela”,  destacou ele.
Após reassumir o cargo na na Fiesp, Ciesp, Sesi-SP, Senai-SP e Instituto Roberto Simonsen - IRS (entidades com orçamento somado a R$ 2,62 bilhões, empregando 16,3 mil funcionários), a manifestação de Skaf deixa uma impressão de continuidade em sua carreira política, sendo que seu mandato na entidade industrial termina em setembro do próximo ano, com direito a concorrer para uma reeleição.
Ao lado de Gianesi, destacou a importância do combate das práticas desleais e ilegais, algo que se confunde com uma ação contra importações, o que não é verdade. “Tenho aprendido muito com o Gianesi sobre ‘elementos de fixação’”, destacou ainda a atuação incansável de Alfredo Fuchs. Sobre a galeria, Skaf afirmou: “quem não respeita a história, não pode construí-la.
 

 

 

 

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com