Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 19
Busca::..
Edição 83
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Investimento
30/12/2009 10h17

Crise Econômica: o estímulo para a New Tech Tools

Investimento de R$ 700 mil na aquisição de maquinário para fabricar peças fresadas  foi a cartada da empresa para se destacar no mercado
 

Com mais de 30 anos como supervisor na área de estampagem a frio e rosca, passando pelos departamentos de engenharia de produto, fábrica, projeto e P&D da Metalac (uma das mais importantes fabricantes brasileiras de fixadores de alta resistência), Osmar Zuffo (foto abaixo), em 2001, junto com dois sócios e dois funcionários, num modesto imóvel alugado, fundou a New Tech Tools (NTT), para fabricação e recuperação de pentes para laminação de rosca em parafusos. Toda essa experiência de Zuffo tem sido, desde então, o grande diferencial, tanto no fornecimento como na consultoria e apoio técnico ao cliente.


Osmar Zuffo

No ano de 2008, em pleno colapso financeiro internacional que afetou diretamente o setor industrial, a empresa decidiu manter ambiciosos planos de investimentos. "Há muito tempo desejávamos ampliar a empresa. Até este período, a New Tech Tools não produzia peças fresadas, apenas retificadas. Foi a partir dessa lacuna que decidimos investir mais de R$ 700 mil adquirindo uma outra empresa e todo seu maquinário", afirma Zuffo. Este investimento foi o grande diferencial para se destacar no mercado, principalmente, diante de um cenário onde as empresas, em regra, recuavam. Dentre muitos equipamentos, hoje a NTT dispõe de retíficas CNC de última geração - que uma trabalha sozinha na retificação cilíndrica-, gravação a laser e fresas CNC, além de instrumentação composta por projetor, perfilômetro, durômetro e tudo que é necessário para uma produção totalmente dimensionada.

 

 Toda esta estrutura permite a produção e recuperação de todos os tipos de pentes: rosca máquina, auto-atarraxante e especiais. "Nossos pentes são usados, entre outras aplicações, na produção de parafusos estruturais para mancal, biela, entre outros produtos destinados à linha automobilística. A empresa tem uma sede própria localizada em Sorocaba (SP), com mais de mil m2 de área construída. Muitos destes fixadores são considerados peças críticas, por serem exigidos no limite. Nossa produção alcança entre 700 a 800 pares de pentes por mês, sendo que 60% são novos e 40% recuperados", diz o diretor. De 2001 a 2009, os investimentos não pararam. Hoje a empresa tem uma sede própria localizada em Sorocaba (SP) com mais de 1.000mde área construída.

 

De cinco funcionários passaram a ter na equipe 15 pessoas, um dos fatores que contribuiu para melhorar os processos de produção e qualidade. Outro diferencial está no amplo estoque de matéria-prima certificada, importada da Áustria, composta por aço D2, M2 e M42 – este com 8% de cobalto, com dureza de até 44 Rockwell C, destinado à laminação após o tratamento térmico, principalmente nos, já citados, parafusos para aplicações críticas. "Somadas as fases entre a Metalac e a New Tech Tools, acumularam-se mais de quatro décadas de knowhow, o que permite oferecer alta tecnologia, serviço de consultoria qualificada e assistência técnica aos fabricantes de parafusos, que é um dos nossos diferenciais perante aos concorrentes. Esta qualidade assegurada permitiu, em 2006, a certificação do sistema conforme a norma ISO 9001:2000", finaliza.

 

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com