Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 04
Busca::..
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Feiras: IFE 2007
30/06/2007 02h10

Considerado o maior evento nos Estados Unidos, a IFE reuniu fabricantes de máquinas e ferramental destinados ao setor parafuseiro

Entre os dias 7 e 10 de maio de 2007 foi realizado em Cleveland, Ohio (EUA), a IFE 2007 (International Fastener and Precision Formed Parts Manufacturing) e parte da Interwire que se dedica a arames na área da trefilação, molas e cabos de aço entre outros. A participação brasileira em número de visitantes foi pequena, uma vez que as nossas empresas, por tradição, visitam com mais freqüência a Wire, de Düsseldorf, Alemanha, que tem uma característica diferente da IFE.
Nesta feira quem não tem máquinas no estande gera pouca visitação. Ocorre que os europeus esperam encontrar novidades em feiras, e isso difere em alguns casos dos hábitos dos norte-americanos, que procuram mais o encontro social e o contato pessoal. Em termos de novidades, podemos destacar a renomada Sakamura, que expôs uma máquina modelo BP-430SS, produzida na China continental. Esta máquina tem corte de 12x115, quatro estações de estampagem 230 peças por minuto e as demais características técnicas da Sakamura do Japão. A diferença é o preço, que neste caso é da ordem de US$ 300 mil.
O sistema de fabricação adotado é a terceirização através de firma especializada na produção de maquinas de alta tecnologia, ou seja, a Sakamura contrata a fabricação com seus desenhos e mantém na área de produção uma equipe de técnicos e engenheiros para acompanhar todo o processo produtivo e tirar as dúvidas que certamente surgem. Uma bem sucedida experiência deste tipo já tem 15 anos de existência, com a coreana Hyodong, que produz a linha de máquinas Sakamura. A máquina fabricada na China tem basicamente os componentes mecânicos com produção e montagem local, sendo que componentes estratégicos e de fabricação complexa são importados da Sakmura, no Japão. Assim, a empresa se responsábiliza pela total qualidade e garantia do produto.
 
*Anton J. Kittler (diretor da AJK Com. Import. e Export. Ltda.), colaborou com textos e fotos
ajk@ajk.net
COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com