Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 11
Busca::..
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Acontece
30/08/2008 02h14

Incentivos para a evolução do mercado

Há 49 anos atuando no segmento de fixação, a Ciser Parafusos e Porcas lança o 1° Prêmio Ciser de Inovãção tecnológica, a fim de estimular o desenvolvimento de soluções tecnológicas e apresenta a nova identidade visual da marca

 
 
 
A Ciser realizou na noite de 11 setembro, em Belo Horizonte, MG, um coquetel para o lançamento da nova identidade visual e do 1º Prêmio Ciser de Inovação Tecnológica.
A celebração contou com a apresentação do jornalista Hermano Henning e palestra do presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica do Estado de Santa Catarina – FAPESC –, Antônio Diomário de Queiroz.
 
Henning abriu a cerimônia para 200 convidados, entre fornecedores e clientes, declarando dados sobre a evolução da empresa, fundada em 1959, em Santa Catarina, com sede no município de Joinville. Na seqüência, o diretor de internacionalização da Ciser, Vinicius Allage, mostrou a cronologia da marca, que em meio à cerimônia, anunciou o licenciamento ambiental para a fábrica de Joinville, concedido na tarde que antecedeu o evento. Em seguida, Henning anunciou o 1º Prêmio Ciser de Inovação Tecnológica, que tem o objetivo de estimular alunos de cursos técnicos a procurarem por soluções em todo o processo de produção de fixadores metálicos.
 
 
Este prêmio distribuirá R$ 42 mil em prêmios, entre professores e alunos participantes, e conta com o apoio do Ministério da Ciência e Tecnologia, FAPESC, Gerdau, White Martins e SAP. Para salientar ainda mais a importância deste projeto, o professor Antônio Diomário de Queiroz, presidente da FAPESC, apresentou a palestra “Desenvolvimento Científico Tecnológico e Inovação”, enfatizando a importância do tema, bem como o custo social e econômico que o abandono desta área causou ao País.
Segundo Queiroz, em meados de 1971 – quando concluía o seu trabalho de doutorado –percebeu que a Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) estava sendo esquecida por empresas que optavam por sistemas prontos de produção.
Isso pode ser notado quando comparamos o número de registros de patentes do Brasil em comparação com a de outros países. O evento teve continuidade com um coquetel e show do grupo 14Bis

 

 

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com