Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 90
Busca::..
Edição 92
Edição 91
Edição 90
Edição 89
Edição 88
Edição 87
Edição 86
Edição 85
Edição 84
Edição 83
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Europa News
21/02/2022 03h33

Europa News

Fixação de conduíte à prova de fogo obtém comprovação

Instalações de conduítes devem reter sua capacidade de carga por um período suficiente em caso de incêndio, o que pode salvar vidas

Deformações significativas podem ocorrer em construções ferroviárias quando expostas ao fogo. Entre as graves consequências incluem-se falhas do sistema dos tetos suspensos localizados abaixo, o que expõe as rotas de fuga e resgate ao fogo e a fumaça. As instalações de conduítes em rotas de fuga e resgate devem, portanto, estarem projetadas para resistir aos incêndios, o que pode salvar vidas.

A fischer ajudou a desenvolver o documento europeu de aprovação, o EAD (European Assessment Document) - 280016-00-0602, para sistemas de suporte de tubos e o otimizou para proteção contra incêndio, que está servindo como base para a avaliação técnica europeia, a ETA (European Technical Assessment), para produtos fischer.

A fischer também ajudou a modificar o EAD - 280016- 00-0602 publicado pelo DIBt (German Institute for Structural Engineering), instituto alemão de engenharia estrutural) e otimizou o documento para fins de proteção contra incêndio.

Agora, isso permite as avaliações técnicas europeias (ETAs - European Technical Assessments) para produtos de fixação de conduítes aprovados sejam criados com a marcação de conformidade europeia (CE), enquanto a resistência ao fogo das instalações é avaliada e comprovada de acordo com o conhecimento técnico atualizado. Durante esse processo cada produto de construção de um sistema de suporte de tubos fischer é testado e avaliado por um instituto especialmente credenciado antes de ser transferido para uma ETA. Como a fischer já realizou testes semelhantes aos requisitos de EAD nos últimos anos, muitos dados de testes anteriores serviram de base para o design.

Os canais fischer FUS já foram avaliados com base na EAD 280016-00-0602 (ETA - 21/0140). As ETAs permitem que projetos de aplicações especializadas sejam realizados, permitindo que canais sejam simulados com qualquer número de configurações de sistema de suporte de tubos para o caso de incêndio. As alterações nos kits planejados podem ser realizadas de forma rápida, flexível e acessível a qualquer momento. Todos os produtos usados contarão no futuro com a marcação CE, o que torna a configuração geral uma aplicação aprovada, proporcionando flexibilidade adicional. Produtos adicionais do sistema de instalação fischer seguirão gradativamente dos canais FUS, pois sua segurança sob exposição ao fogo será comprovada de acordo com a ETA.

 

Bufab AB tem novo presidente e CEO

O executivo assumirá o posto em fevereiro 

O conselho de administração da Bufab AB nomeou Staffan Pehrson para ocupar a o posto de presidente e CEO da Bufab, a partir de 01/02/2022. Atualmente, o executivo ocupa o mesmo posto na Nefab Group. Jörgen Rosengren ocupou o posto até o final de setembro, que passou a ser comandado interinamente por Johan Lindqvist, gerente de segmento do Setor Norte.

“O conselho está muito feliz em apresentar o novo presidente e CEO. A longa e sólida experiência de Staffan em cargos de liderança, principalmente na Nefab Groupe e Ericsson Group, em combinação com suas qualidades pessoais, suas habilidades comprovadas de liderança, bem como seu conhecimento técnico e forte senso de negócios se ajusta bem às necessidades futuras da Bufab. Estamos ansiosos para desenvolver o Grupo junto com Staffan ”, declarou Bengt Liljedahl, presidente do conselho de administração Bufab.

Staffan Pehrson nasceu em 1968, é mestre em Engenharia Física pela Uppsala University, possui mestrado pela Case Western Reserve University, EUA, e um MBA Executivo pela Stockholm School of Economics, Suécia. Antes de ingressar na Nefab em 2016, ele trabalhou por mais de vinte anos na Ericsson Group, onde ocupou vários cargos de liderança em todo o mundo. Staffan é atualmente membro do Conselho da Lindab AB.

“Sinto-me extremamente honrado e feliz por receber a confiança como presidente e CEO da Bufab. É uma empresa com grande potencial e forte capacidade de inovação. Tenho acompanhado o fantástico desenvolvimento dessa Cia desde seu IPO, em 2014. Espero desenvolver ela ainda mais, junto com a administração do Grupo e todos os funcionários no futuro”, disse Staffan.

 

Bossard retoma o rumo do crescimento

Entre janeiro e junho de 2021 a empresa obteve o melhor resultado semestral da sua história 

No primeiro semestre de 2021o Bossard Group registrou um aumento nas vendas de 23,9%, para CHF 494,8 milhões (ano anterior: CHF 399,4 milhões). O ritmo de crescimento acelerou ligeiramente no segundo trimestre, apoiado por uma retomada econômica de base ampla.

Para este primeiro semestre que se foi, o Grupo espera um Ebtida em torno de CHF 67 milhões, correspondendo a uma margem Ebtida de 13,5%. Bossard relatou que esse foi é o melhor resultado semestral da sua história.

Na Europa, suas vendas bateram CHF 146 milhões no segundo trimestre (Q2), um aumento de 42,3% (em moeda local: + 39%). No primeiro semestre do ano, as vendas aumentaram 24,6% (em moeda local: + 22,2%) para CHF 293,7 milhões. A capacidade consistentemente alta de Bossard de entregar foi appelos clientes e se manifestou em forte demanda. Os negócios na América demonstraram forte crescimento, com vendas de 30,4% (em moeda local: + 37,5%) para CHF 55,8 milhões no segundo trimestre. No primeiro semestre do ano, as venda aumentaram 14,5% (em moeda local: + 21,4%) para CHF 110,8 milhões. O enfraquecimento do dólar norte-americano teve um impacto negativo no desenvolvimento das vendas.

Na Ásia o crescimento se manteve em nível elevado no Q2. Com as vendas aumentando em 37,3% (em moeda local: + 35%) para CHF 48,2 milhões. No primeiro semestre do ano, as vendas subiram 35% (em moeda local: + 34,6%) para CHF 90,3 milhões. O foco da Bossard em segmentos de crescimento a levou a ganhos em participação de mercado e se reflete em um desenvolvimento gratificante do projeto pipeline.

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com