Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 90
Busca::..
Edição 92
Edição 91
Edição 90
Edição 89
Edição 88
Edição 87
Edição 86
Edição 85
Edição 84
Edição 83
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Persona
21/02/2022 02h08

Persona

AVB vence prêmio internacional de ESG

A siderurgia é responsável por cerca de 7% das emissões globais de CO2, portanto a produção de aço verde e sustentável é fundamental para a sobrevivência futura do nosso planeta

 

Cientes da necessidade em oferecer ao mercado uma produção que reduza os impactos ao meio ambiente, nós da Aço Verde do Brasil (AVB), uma empresa do Grupo Ferroeste, planejamos desde a engenharia conceitual do projeto para que todos os seus processos e equipamentos fossem projetados para atender as premissas ESG, bem como a fabricação de produtos de alta qualidade para a indústria, como o fio-máquina com baixo nível de elementos residuais e nitrogênio. A partir de 2022 iniciaremos a produção de aços acalmados ao alumínio de qualidade diferenciada que permitirá a entrada de novas aplicações e mercados.

Para atingirmos uma produção limpa e verde, adotamos uma série de medidas. Dentre elas, a escolha pela rota de produção integrada à base de carvão vegetal reflorestado ao invés de coque (carvão mineral), principal matéria-prima empregada nos altos-fornos e que possui emissão zero de carbono. Também implementamos diversas tecnologias como o reuso dos gases de processo, visando eliminar a utilização de combustíveis fósseis, e a reciclagem de co-produtos no processo.

Em 2020 recebemos a certificação como a primeira siderúrgica carbono neutro do mundo. Este reconhecimento foi emitido pela SGS, empresa especializada em verificações de inventário de emissões de gases causadores de efeito estufa. Os valores dos inventários de CO2 mensurados pela AVB para os anos de 2019 e 2020 foram respectivamente 0,06 e -0,04 tCO2 / t de aço. Neste ano, uma nova conquista. Ficamos muito felizes com o reconhecimento internacional através da premiação no Global Metals Awards 2021 no mês de outubro em Londres, que reconheceu as melhores ações e práticas da indústria global de metais em 16 categorias, sendo que a AVB venceu na categoria Revelação ESG. Única indústria brasileira premiada nesta edição. A certificação carbono neutro foi apenas o primeiro passo. Continuaremos investindo na implantação de inovações com uma nova Planta de produção de briquetes de co-produtos para uso em nossos altos-fornos, visando ser a primeira usina carbono neutro e resíduo zero, com 100% dos resíduos sólidos sendo reutilizados em suas operações.

Sandro Raposo
Diretor Industrial – Aço Verde do Brasil
COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com