Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 78
Busca::..
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Europa News
30/11/2019 08h26

 Europa News

Mudança no conselho executivo da Hilti

Marco Meyrat deixa o cargo, conforme planejado, se juntando ao conselho de administração do Martin Hilti Family Trust, sendo sucedido por Joaquim Sardà, atual chefe na região Sul da Europa 

 Joaquim Sardàd  Marco Meyrat

 Em 1989 Marco Meyrat iniciou na Hilti como gerente de produtos em fixação direta, na matriz da empresa, em Liechtenstein. Ele ocupou posições importantes nesses trinta anos, como a liderança na organização de mercado na Suíça e Alemanha. Em 2005 se tornou membro do conselho executivo, responsável pelas vendas e marketing global. Desde 2017 é o responsável por América do Norte e mercados emergentes. Meyrat se tornará membro do conselho de administração como parte do planejamento de sucessão de longo prazo.

Espanhol, pai de três filhos, Joaquim Sardà está na Hilti há 15 anos, período em que esteve em diversas posições. Ele iniciou o desenvolvimento corporativo na matriz, posteriormente ocupou a gerência de vendas na Itália e na Alemanha, assumindo a chefi a da organização de mercado da Itália, em 2012. Com sua equipe, Sardà estabeleceu com sucesso a nova região 'Sul da Europa', obtendo uma recuperação signifi cativa na Itália.

Ao escolher membros do conselho executivo, tradicionalmente a Hilti se concentra em candidatos internos, que conheçam bem a empresa e tenham exercido funções diferentes.

"Sem Marco Meyrat estamos perdendo um 'peso pesado' no conselho executivo, alguém que contribuiu muito com a empresa. Ao mesmo tempo, temos o prazer de dar as boas-vindas a Joaquim Sardà, na certeza de que ele tem a experiência e os conhecimentos certos para continuar o bem-sucedido legado de Meyrat”, comentou Christoph Loos, CEO.

Bossard conclui a aquisição da Boysen

A compra foi feita junto ao grupo alemão Aquaero, proprietário da SACS Boysen Aerospace Group, um negócio que expandirá signicativamente a presença Bossard na indústria aeroespacial

Fundada em 1967, a distribuidora Boysen tem uma elevada reputação em soluções de fi xação com alta qualidade e é caracterizada por uma grande base de clientes internacionais.

Com sede em Munique, Alemanha, a Boysen conta com 54 colaboradores e vendas de € 26,3 milhões/ano; possui unidades em Hamburgo (Alemanha) e Irving, no Texas (EUA), tendo a Europa como seu principal mercado.

Nos últimos anos, o grupo Bossard tem demonstrado um compromisso substancial com o desenvolvimento de sua experiência na indústria aeroespacial. Em 2015 adquiriu a distribuidora norte-americana Aero-Space Southwest Inc.; em 2016 recebeu a certificação aeroespacial oficial para a França, Suíça e, recentemente, na Itália.

Confiante em na sua qualidade em soluções de fixação e serviços de engenharia, bem como sua experiência e inovação comprovadas, força no campo de soluções logísticas, Bossard será capaz de desbloquear seu desenvolvimento adicional e potencial de crescimento nessa indústria exigente. Nesse sentido, a aquisição concluída é vista como um elemento importante em sua estratégia de longo prazo.

Cooper & Turner adquire a centenária Beck Industries
 
Andaray (Holdings) Limited e suas subsidiárias diretas e indiretas (Cooper & Turner) anunciaram a aquisição dessa fabricante e distribuidora de parafusos para aplicações críticas
 

A empresa combinada pretende ser a primeira fabricante verdadeiramente global de fixadores para aplicações críticas, visando atender setores de geração de energia renovável, nuclear e outros, petróleo e gás, segmento ferroviário, tunelamento, construção e equipamentos pesados.

Fundada na França há mais de 100 anos, a Beck agora é uma organização global com recursos que complementam e expandem os recursos da Cooper & Turner. Como uma entidade, os serviços da empresa abrangem todos os principais processos de produção, incluindo conformação a quente e frio, tratamento térmico, usinagem CNC, laminação de roscas, robótica e automação. Essas capacidades coletivas e maior presença operacional permitem o fornecimento de produtos e serviços de classe mundial a partir de 17 instalações estrategicamente posicionadas em toda a Europa, América do Norte, Ásia e Norte da África.

"Estamos entusiasmados em nos unir à família Cooper & Turner", afirmou Hugues Charbonnier, ex-presidente da Beck, que, junto com sua esposa Karine Charbonnier, fecharam a venda. Ambos permanecem na equipe como vice-presidentes executivos da Cooper & Turner. "Nossas tecnologias complementares, instalações, serviços e portfólios de produtos formarão uma plataforma inigualável para atender clientes locais e internacionais".

"A aquisição de hoje fortalece nossa posição como um balcão único e perfeito de negócios com fixadores industriais de alta qualidade e aplicações críticas", disse Tony Brown, CEO e presidente da Cooper & Turner. “Apoiado por nossos parceiros no Watermill Group, vemos uma grande oportunidade para acelerar a inovação e o crescimento nos mercados globais de energia e infraestrutura”.

Sócio-gerente e fundador da Watermill, Steven E. Karol comentou: “Este é o momento ideal para essas empresas se unirem. Ambas estão prosperando e bem posicionados em seus respectivos mercados. Estamos ansiosos em apoiar a equipe de gestão na capitalização das oportunidades inerentes.” 

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com