Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 75
Busca::..
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Itália News
03/06/2019 09h36

Itália News 

Fastener Fair Stuttgart: Impressões e opiniões

Participar de uma feira demanda enorme investimento e esforço físico, levando-nos a pergunta: "Em um mundo dominado pela TI, ainda precisamos de feiras?"

 Tracy Chan e David Tsan(WA TAI Industrial) Martin Velp (Dörken) Bruce Yan (Halyan Gete Hardware)    
 
 Mário Caracciolo e Steven Keveillant (Nof  Metal Coatingsurope)  Paolo Dell'Era (Dell'Era Ermanno & Figlio SRL)  

Com o tempo, as feiras mudaram e muito. Antes, havia uma inclinação focada só na aquisição de pedidos. Hoje significa mais, principalmente na prospecção de novos clientes e ter nela um importante canal para o diálogo. Isso se aplica às feiras em geral, incluindo a Fastener Fair Stuttgart, feira da indústria de global de fixação, realizada na Alemanha, em março de 2019. Sua oitava edição teve 12.070 visitantes de 90 países, 22.200 m² de área em três pavilhões com 987 empresas, de 48 países, expondo fixadores, máquinas e tecnologia para produção em geral.

Entre os visitantes 70% vieram da União Europeia, principalmente da Alemanha, seguida por Itália e Grã-Bretanha, Polônia, França, Holanda, Turquia e Espanha. Sempre em grande número, haviam muitos visitantes e expositores asiáticos, especialmente da China e Taiwan. A maioria dos visitantes era atacadista de fixadores em geral, seguidos por produtores, técnicos e construtores.

As opiniões dos participantes sobre a feira são variadas, caso de Paolo Dell’Era, diretor da Dell'Era Ermanno e Figlio Srl, o maior fabricante italiano de fixadores. “É um evento muito importante para nós fabricantes, mas no primeiro dia foi monótono em relação a outras edições. Talvez devido à fase pela qual o mercado passa. Um brilhante período entre janeiro e junho de 2018 foi seguido por uma desaceleração, e que parece persistir nos primeiros meses de 2019, mas ainda estou otimista”.

“Reitero ser esta uma das mais importantes feiras para nós e para o mercado europeu de fixadores. Aqui temos visitantes qualificados. Sobre o mercado, ele atravessa uma fase crítica devido aos problema de poluição no setor automotivo. Conseqüentemente, haverá penalização de motores a diesel. Allém disso, temos o debate econômico-político com a China, para não mencionar outros. Mas estou confi ante de que veremos a economia se recuperar antes do final deste ano”, disse Martin Welp, CEO da Dörken MKS, empresa líder em produtos para tratamento de superfície.

Este otimismo se estende a Mario Caracciolo, da NOF Metal Coatings, líder em revestimentos. “Desde que entrei em nosso estande, os clientes e prospects continuaram chegando. Foram muitos contatos interessantes e qualificados”.

Muitas empresas da Ásia, especialmente China e Taiwan, exibiram-se em alas de estandes padronizados e agrupados, o que criou-se um clima desconfortável na ala da China.

“Muitas Cias chinesas oferecem produtos muito semelhantes”, reclamou Bruce Yan, da Halyan Gete Hardware Co., Ltd. “Estão todos juntos, resultando em maior competitividade, enquanto um layout mais estratégico seria melhor. É a terceira vez que participamos, mas nas edições anteriores o layout dos expositores chineses era mais satisfatório”.

Na ala de Taiwan, perguntei: “A enorme concentração de produtores asiáticos nesta feira, especialmente da China e de Taiwan, acabou gerando competição mais entre vocês e menos com os fabricantes europeus?

“Concordo. Temos um grupo grande de taiwaneses aqui, e devido ao espaço limitado tivemos que nos agrupar. Os taiwaneses querem muito participar desta feira”, disse David Tsan, presidente da WA TAI Industrial, Taiwan.

“Sobre a atual econnomia, a impressão é que a Europa caminha para desaceleração, mas é importante para nós manter em alta nossas atividades aqui. Mas, se confirmada a desaceleração, nós voltaremos para os mercados da América, Canadá e outros".

Fastener Innovator Award 2019

 

Enrico Brigatti, Frederic Nathan e Luca Romanò (Sacma-Ingramatic) com a RP020 ao centro

Promovido pela revista “Fastener + Fixing Magazine”, o prêmio “Fastener Innovator” agraciou a TR Fastenings Ltd, pelo seu inovador parafuso auto-roscante EPW para chapas finas de metal. EPW é um fixador em forma de rosca de alta resistência e auto-extrusão que cria sua própria rosca fêmea em chapa perfurada, reduzindo assim drasticamente os tempos e custos de montagem.

Em segundo lugar ficou a Ingramatic (Grupo SACMA) com a RP 020, sua menor laminadora de rosca. Linha inspirada no conceito I-Thread, a RP020 vem equipada com a mais recente tecnologia para suportes de matrizes, como o sistema alimentador acionada por motor de torque/servomotor que garante alimentação precisa nas ferramentas.

Equipe Growermetal com maquete da Teen Keep a frente

O terceiro foi para as arruelas Grower Tenkeep, da Growermetal Srl. Comparando com outras arruelas de segurança, essa inovadora linha possui dois dentes com diferentes geometrias em suas duas faces, projetada para garantir desempenho máximo contra afrouxamentos nas juntas aparafusadas, mesmo em meio a intensas vibrações extremas e cargas dinâmicas.  

 

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com