Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 74
Busca::..
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Itália News
13/04/2019 07h10

Itália News

Fabricantes e fornecedores unidos

A Upiveb já pode unir interesses das indústrias de fixadores e membros cadeia de fornecimento

Palestrantes no evento: Paolo Pozzi, Sergio Pirovano e Fabrizio Fontana

Como citado neste espaço em 2018, Sergio Pirovano, presidente da Upiveb, entidade que defende interesses das indústrias italianas de fixadores, havia colocado em avaliação uma proposta chamada “Supply Chain Project”, com a finalidade de tornar fornecedores membros de sua associação.   

Durante a reunião da entidade (19/09/18, em Milão, Itália) a proposta foi apresentada e aprovada por unanimidade. Sob a inclusão do artigo 17 no atual estatuto, essas empresas fornecedoras estão agora aptas a serem membros da Upiveb.

Ao se associarem, essas fornecedoras de produtos e/ou usados na produção de fixadores deverão acatar  as demadas do estatuto Upiveb e, consequentemente, cumprir regras e futuras alterações.

Posteriormente, em 14 de novembro de 2018, no Hotel Westin Palace de Milão, foi apresentado a mudança estatutária para mais de 27 fornecedores em potencial, e que demonstraram muito interesse, o que poderá reforçar ainda mais a atuação da Upiveb na direção dos interesses de seus associados.

Bonfatti Filettature e SolMec se associam à Upiveb
 
Fundada em1965 por Gianni Bonfatti, a Bonfatti Filettature, a nova associada é uma indústria especializada na produção de barras roscadas. Sua unidade produtiva está sediada na cidade de Modena, há 180 km de Milão, ocupando 2,4 mil m² de área construída, onde dispõe de amplo armazenamento de matéria-prima e itens acabados, processando ali cerca de 2,4 mil toneladas de metais/ano.
 
Distante 50 km de Milão, a SolMec Srl há muitos anos sob a marca Bama Viti Srl que, em guiada por um novo proprietário, consolida sua experiência de fabricante peças especiais e fixadores usinados com alta qualidade e, principalmente, fazendo peças complexas que atendem demandas do mercado por meio de pesquisa, inovação, internacionalização, desenvolvimento e experiência. As linhas standard e especiais SolMec são feitas em diâmetros de Ø 5 a Ø 63.
 
Importação e exportação de fixadores 2018 entre Brasil e Itália
 
 
 
Momento econômico na Itália
 
Oficialmente o país se encontra em "recessão técnica" diante de um governo inerte
 
Segundo últimas estatísticas, a economia europeia está abrandando e a economia italiana de uma forma mais significativa. Por sua vez, a Itália está oficialmente em uma "recessão técnica", ou seja, seu PIB caiu por dois trimestres consecutivos, gerando um desempenho negativo em relação ao trimestre anterior.
 
Esta insatisfatória tendência na economia italiana é bem ilustrada pelos dados estatísticos. Em um ano, o faturamento caiu 7,5% no mercado interno e 7% no mercado externo, com reflexos em todos os setores de produtos e, em especial, no setor de transportes (-23,6%), com sérias repercussões negativas para a indústria de fixadores; apenas o setor de máquinas e equipamentos se safou, crescendo 5,4%.
 
Esta situação preocupa Vincenzo Boccia, presidente Confindustria (entidade italiana representa setores industriais, de construção, energia, transporte, ITC, turismo e serviços). “Todo país tem o dever e a responsabilidade de reagir a um ambiente econômico em desaceleração, abrindo imediatamente postos de trabalho", diz Boccia sobre adoção de ações anticíclicas que levam a mais empregos e crescimento.
 
Mais perspicaz, a entidade Italian Union of Companies (Unimpresa’s) alertando: “Estamos perigosamente parados e agora estamos mais uma vez em uma espiral negativa. Mas nosso governo parece estar inerte”.
 
Mais do que inerte, o Governo parece estar separado da realidade, negando-o com uma resposta centrada em uma insistente confiança por um futuro positivo que o mundo industrial não é capaz de entender.
 
 

 

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com