Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 73
Busca::..
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Europa News
14/02/2019 06h18

Europa News 

Bulten cresce apesar da volatilidade 

Relatório sobre o terceiro trimestre (Q3) 2018, em comparação a 2017, apontou € 70,488 milhões em faturamento, expansão de 14,5%, com total de vendas em € 229,2 milhões, crescimento de 12,7%.

O lucro operacional (antes de juros e impostos) dos nove meses totalizou € 15,81 milhões (2017: € 15,13 milhões), o que equivale a uma margem operacional de 6,8% (2017: 7,3%). A margem operacional no terceiro trimestre foi de 5,2% (2017: 5,5%). Bulten registrou pedidos de encomendas de € 230,4 milhões, um aumento de 8,3% em relação ao mesmo período do ano passado.

Presidente e CEO, Tommy Andersson, comentou: “O forte crescimento continuou durante o terceiro trimestre, com um aumento nas vendas líquidas de 14,5% (5,8% ajustado pela moeda). O crescimento orgânico é impulsionado principalmente por novos contratos que estão agora em produção. Continuamos, portanto, a tomar ações em um mercado caracterizado por temporariamente uma maior volatilidade na demanda por carros durante o trimestre, o que é em grande parte um efeito de novas regulamentações fiscais ambientais em vários países europeus".

"As encomendas aumentaram 4,7% em relação ao mesmo trimestre de 2017, quando os pedidos também foram fortes, principalmente devido ao início de um novo contrato e aos turnos de modelos. O lucro operacional ficou no mesmo nível do ano passado, com uma ligeira queda na margem operacional. A menor margem operacional é atribuível principalmente às flutuações da taxa de câmbio negativa, bem como um desequilíbrio na produção devido à volatilidade do mercado. Além disso, os preços do mercado global de matérias-primas para fixadores aumentaram continuamente desde o primeiro trimestre de 2017. Nenhum aumento foi anunciado para o quarto trimestre.”
 
“A demanda por carros híbridos e elétricos está aumentando, um desenvolvimento favorável para a Bulten, uma vez que o valor dos fixadores é atualmente muito maior nesses veículos em comparação com aqueles com motores de combustão convencionais. Além disso, em outubro, assinamos um novo contrato FSP para uma transmissão de tecnologia de acionamento de veículo elétrico, uma clara confirmação de que estamos na vanguarda quando se trata de tecnologia para eletrificação”.
 
Bulten para realocar e expandir suas operações na China 
 
A  Bulten AB também anunciou que irá realocar sua operação na China, de Pequim para Tianjin. O objetivo é expandir no mercado chinês local, onde os volumes e as oportunidades de crescimento da Bulten aumentam consideravelmente de um nível anteriormente relativamente baixo. "Com este movimento, fortalecemos nossa posição na China e podemos ampliar os volumes futuros para outro nível", diz Tommy Andersson.
 
A nova fábrica será no XEDA International Industrial Park, em Tianjin, aproximadamente 150 km da fábrica atual, onde a Bulten aluga as instalações em uma nova unidade com a mais recente tecnologia de purificação. A deslocalização começou em 2018 e espera-se que esteja concluída no final de 2019.
 
A relocação inclui um investimento de aproximadamente € 2,44 milhões e o custo é estimado em € 1,56 milhões - € 1,95 milhões distribuídas durante o período de deslocação. parte em 2019. “Com este investimento, obtemos uma produção eficiente e mais amiga do ambiente, com mais capacidade para lidar com o crescimento futuro. Estou ansioso por esta oportunidade que trará a Bulten para outro nível no mercado chinês”, diz Edith Wang, diretora da Bulten na China.
 
Bossard na trilha do crescimento
 
No relatório do terceiro trimestre de 2018 a expansão foi de 9,3% comparado a 2017 
 
No terceiro trimestre (Q3) 2018 o Bossard Group faturou € 189 milhões, subindo 9,3% comparado ao Q3 2017. Nos nove meses iniciais suas vendas subiram 11,8%, com faturamento total perto de € 586 milhões. Bossard relatou o crescimento desacelerou um pouco na Europa e Ásia em relação ao Q2, mas na América está vigoroso, em parte pelo aumento da demanda da maior fabricante de veículos elétricos dos EUA.
 
Na Europa indicou-se aumento de 5,7% no Q3 e faturamento de € 104,5 milhões (+ 4% em moeda local). Nos primeiros nove meses as vendas subiram 13% para € 336 milhões (+ 8,7% em moeda local). O relatório aponta razões para o lento crescimento na Europa. Alguns clientes operam a plena capacidade, reduzindo o potencial de crescimento acima da média. Na base de comparação o Q3 2017 já estava em nível elevado.
 
Já na América os negócios foram substancialmente mais fortes no Q3, com vendas crescendo 16,2%, € 53,67 milhões (14,8% em moeda local). Isso levou ao aumento de 8,2%, € 159,8 milhões nos primeiros nove meses de 2018 (9,5% em moeda local). Muito se deve aos negócios com a maior fábrica de carros elétricos dos EUA, cuja terceira série de modelos gerou considerável aumento na produção.
 
Na Ásia as vendas do Q3 subiram 10,9%, € 30,83 milhões (7,8% em moeda local). Nos primeiros nove meses de 2018 as vendas subiram 13,7%, € 89,76 milhões (11,3% em moeda local).
 
Concluiu-se que as indicações dos clientes Bossard (com base em gerentes de compras nos seus principais mercados) apontam expansão contínua, esperando que as vendas do Q4 estejam em alta, mas o Q4 2017 fornecerá comparação.
 
Observando, muitos clientes operam a plena capacidade, sendo outro fator na normalização nas taxas de crescimento, especialmente na Europa. A valorização do franco suíço também pode afetar resultados do Grupo. Mudando as condições em comparação com o primeiro semestre de 2018, Bossard, que faturou € 698,7 milhões em 2017, está na trilha fazer € 768,74 milhões em vendas em 2018.
COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com