Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 73
Busca::..
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Ásia News
14/02/2019 06h07

Ásia News

 

Entrevista e estatística coletiva global

Resumo da entrevista realizada com presidentes de associações do setor de fixadores apresentou um breve balanço sobre fabricação, exportação e importação

EFDA: O volume de vendas da indúusstrial da União  Europeia (UE) de fixadores está em torno € 15 bilhões, mais de um quarto do volume global. Na distribuição européeia é cerca de € 10 bilhões, sendo a maior parte de € 7,8 bilhões é obtida através do comércio dentro da União Europeia (UE). As importações da Ásia para a UE atingiram € 1,8 bilhões em 2016, e com sua fatia em crescimento e é provável que seja maior no futuro.
 
 Foto - Dr. Volker Lederer, European Fastener Distributors Association (EFDA, UE)
 
 
 
 
 
EIFI: As importações totais de fixadores dos 28 países membros da UE (UE28) aumentaram 10,5% entre janeiro - agosto de 2018, na comparação 2017, bem como as exportações totais que subiram 5,5% (fonte:  Eurostat). Quanto à produção, 2018 deve fechar com aumento de 2%.
 
 
Foto - Anders Karlsson, European Industrial Fasteners Institute (EIFI, UE)
 
 
 
 
 
NFDA: A produção do índice Fastener Distributor Index (FDI) teve a parceira da NFDA. De acordo com o analista da R.W.Baird, David J. Manthey, da CFA, “O FDI de agosto com ajuste sazonal (62,5) desacelerou em relação ao 69,2 de julho, ainda forte, mas significativamente menor que o mês passado. Na pesquisa de agosto, 63% dos entrevistados indicaram que as vendas foram "melhores" em relação às expectativas sazonais, contra 68% em julho. Isso produziu um índice de vendas com ajuste sazonal de 74,7 (julho foi um recorde em 89,6). O preço foi mais alto entre a grande maioria dos entrevistados, com 84% vendo ganhos de preços ano a ano em relação a 79% em julho. O resultante dos preços do FDI de 92,2 fortaleceu mês/mês e modestamente excedeu o alto recorde anterior de junho (90,7). Em relação aos inventários de clientes, a maioria dos entrevistados considera os níveis de estoque alinhados com as expectativas (59% das respostas), enquanto 38% acreditam que os estoques dos clientes são muito baixos. Isso se compara a 74% na linha e 24% a menos em julho. 
 
Foto - Kelly Cole, National Fastener Distributors Association (NFDA¸ EUA)

 
UPIVEB: Quanto à produção, esperamos que 2018 tenha um pequeno aumento comparado a 2017. Importações e exportações italianas aumentaram entre janeiro e julho de 2018, respectivamente cerca de 5% e 3% em relação a 2017. A nossa tendência de mercado é diferente dos membros da UE porque as exportações italianas são sempre mais elevadas do que as importações, estamos falando de 480 mil exportadas contra 260 mil toneladas importadas em 2017.
 
Foto - Sergio Pirovano, Unione Produttori Italiani Viteria e Bulloneria (UPIVEB, Itália)
 
 
 
KFFIC: A produção de fixadores pela demanda da indústria na Coreia do Sul indicou um aumento de 74,6% em automóveis, 5,6% na construção, 5,6% em eletrônicos e 14,2% em outros (incluindo distribuição). Isso aponta um elevado nível de dependência da indústria automotiva comparado com EUA e Europa e recebe avaliações negativas no aspecto de desenvolvimento equilibrado da indústria. No entanto, prova que a indústria coreana de fixadores avançou em qualidade, desenvolvendo junto com o setor produtivo de autos. A indústria de fixadores da Coreia, baseada em negócios com 10 ou mais funcionários, tinha 463 empresas em 2016, obtendo ganhos de US$ 8,085 milhões por empresa e US$ 247 mil por pessoa, em toda a população do setor de 15.190 pessoas, mostrando recuperação da depressão dos embarques por empresa e por pessoa em 2015. O montante da importação na indústria de fixadores da Coreia em 2017 registrou US$ 512,96 milhões, elevação de 4,1% em relação a 2016, extremamente concentrados entre China (37%), EUA (25%), além de Alemanha, Japão e Taiwan, respectivamente. Em contraste, em relação às nossas exportações mostrou-se um aumento, com 9% da China e 16% dos EUA. A exportação de fixadores em 2017 registrou US$ 858,21 milhões, uma queda de 4,8% sobre 2016. Os maiores destinos se dividiram entre China (22%), EUA (20%), Índia, México e Japão, respectivamente. No entanto, a China mostrou uma queda comparado a 2016 de 19%, e EUA, 11%. 
 
Foto - Wai-Yee Wu, Hong Kong Screw & Fastener Council (HKSFC, Hong Kong) 
COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com