Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 71
Busca::..
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Europa News
05/10/2018 10h56

Europa News

UE aplica tarifas de “reequilíbrio” sobre fixadores "Made in USA"
  

Tarifação é a resposta para ações do Governo Trump que se impôs aos preços de aço e alumínio do Bloco Europeu
 
Desde 22/06/2018 a União Europeia (UE), bloco composto por 27 nações europeias, passou a aplicar 25% de tarifas em uma ampla linha de produtos importados dos Estados Unidos (EUA), na qual se incluem sete categorias de fixadores. Tal tarifação é a resposta contra a Seção 232, aplicada pelo presidente dos EUA, Donald Trump, em aço e alumínio vindos do Bloco Europeu.
 
Comissária de Comércio da UE, Cecilia Malmström disse: “Não queríamos estar nesta posição, no entanto, a decisão unilateral e injustificada imposta pelos EUA não nos deixou alternativa melhor como resposta. As normas internacionais de comércio que fizemos de mãos dadas com nossos parceiros norte americanos não poderiam ser violadas sem haver resposta. Mas nossa resposta é proporcional e totalmente dentro das regras da Organização Mundial de Comércio (OMC). Mas é desnecessário dizer que a remoção dessas recentes tarifas norte-americanas implicará em remoção também de nossa parte”.
 
A UE irá reequilibrar o comércio bilateral com os EUA tomando como base o valor de suas exportações de aço e alumínio afetadas pelas medidas americanas, no valor de € 6,4 bilhões. Desse montante, serão reequilibrados imediatamente € 2,8 bilhões em exportações. O remanescente para tal equilíbrio, de € 3,6 bilhões ocorrerá posteriormente, em três anos ou após alguma conclusão que venha a surgir em breve junta à OMC.
 
As medidas adotas pela UE serão eficazes enquan- to estiverem em vigor as medidas dos EUA, em con- sonância com o Acordo de Salvaguardas da OMC e a legislação da UE.
 
Reconhecendo já estarem esperando a publicação oficial do regulamento, importadores tinham apenas um dia de antecedência da imposição das tarifas na sexta-feira, 22 de Junho, embora a Comissão Europeia tivesse anteriormente publicado listas de produtos aos quais se destinava a aplicar direitos. A lista de produtos com as tarifas de 25% incluíam sete códigos CN de fixadores:
 
73181410: parafusos auto-atarraxantes de ferro ou aço, exceto em inox (não de madeira);
 
73181491: Parafusos com rosca mais espaçada (soberba) em ferro ou aço, exceto inox;
 
73181499: Parafusos auto-atarrachantes, de ferro ou aço, exceto de inox;
 
73181640: Porcas rebites de cravamento, de ferro ou aço, exceto inox; 
 
73181660: Porcas auto-travantes, de ferro ou aço, exceto de inox;
 
73181692: Porcas de ferro ou aço, exceto de inox, com diâmetro interno <=
12mm;
 
73181699: Porcas de ferro ou aço, exceto de inox, com diâmetro interno <= 12mm.
 
Gabinete de estatísticas da UE, a Eurostat informou que o Bloco importou em 2017 5,3 milhões de kg des- ses parafusos vindos dos EUA, com valor ligeiramente sueprior a € 119 milhões. A média de € 22,4 p/kg sugere que há uma alta proporção de fixadores com alto valor agregado, com componentes de maior valor nos grupos de porcas de autotravamento e parafusos auto-atarraxantes. É cedo para avaliar a importância para as empresas européias de fixadores, mas um importador informou que o impacto sobre suas importações poderia ser tão alto quanto um adicional de € 100 mil/ano, a menos que seja seja possível encontrar alternativas.
 

Volker Lederer reeleito presidente da EFDA

Volker Lederer e Gian Marco Dalpane 
 
A European Fastener Distributors Association - EFDA, associação dos distribuidores de fixadores europeus, reelegeu para os próximos dois anos o dr. Volker Lederer como presidente e Gian Marco Dalpane como vice-presidente. A escolha, com mandato de dois anos, ocorreu em junho de 2018 em Rotterdam, Holan- da, durante a conferência trienal EFDA.
 
Diretor da distribuidora alemã Lederer GmbH e presidente da EFDA desde 2012, Lederer foi mantido por unanimidade pelos delegados das associações de cada país e pela MEFDA, entidade que congrega simultaneamente outros países menores, como Romênia, Suécia, Finlândia, Polônia, República Tcheca, Dinamarca e Bélgica.
 
Dalpane, por sua vez, preside a Unione Distributori Italiani Bulloneria – UDIB (associação italiana dos distribuidores de fixadores) e é proprietário da distribuidora Bulloneria Emiliana and Sappino. Membro UDIB há 20 anos, desde o inicio de sua gestão em dezembro de 2012 ele representou e promoveu ativamente sua entidade e a EFDA nos principais eventos sobre fixação em todo  o mundo. Desde então, a UDIB fortaleceu seu papel e crescimento no mercado italiano. Já o presidente da FDS (associação alemã de distribuidores), Dr. Florian Seidl nomeou Dalpane, que também foi eleito por unanimidade. O executivo italiano agradeceu aos delegados pela confiança nele e comprometeu-se com sua missão na EFDA com dedicação e integridade.
 


COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com